Agora eu quero ir - Anavitória | Violão Cover - Edeltraut Lüdtke

| Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero me refazer longe de você

"Agora eu quero ir, Pra me reconhecer de volta, Pra me reaprender e me apreender de novo..." Veja essa música com um novo olhar, adaptada não só a amores (como é a essência da letra), mas a amizades, sonhos, trabalhos, a vida! Sem essa viagem para dentro de nós mesmos não há entendimento, nem autoconhecimento. As perguntas podem ser até as mesmas, mas as respostas sempre serão diferentes. Eu vivi muito isso em 2019, e acredito que sempre precisa ser assim. Precisamos ir, vir, reavaliar, e seguir. Dizer "Agora eu quero ir" para muitas coisas, para dizer SIM ao que merece ser dito SIM! Dizer "agora eu quero ir" para longe do caos, dos apegos que fazem mal, e para perto de tudo o que nos ajuda a manter o foco, nos faz bem e nos dá paz e alegria. Sem fugas e atalhos, encarando as soluções de frente. A música é algo tão bacana, pois traz respostas sem que precisemos digitar nenhuma letra. Ela diz tudo, e ainda com melodia para colar na mente. Ela cumpre um papel sem palavras na minha vida. Por isso um viva também a música que organiza e restaura nossa vida também!



Agora eu quero ir | Anavitória

Compositores: Ana Clara Caetano Costa / Tiago Iorczeski

Encontrei descanso em você
Me arquitetei, me desmontei
Enxerguei verdade em você
Me encaixei, verdade eu dei
Fui inteira e só pra você
Eu confiei, nem despertei
Silenciei meus olhos por você
Me atirei, precipitei
Agora

Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero me refazer longe de você
Fiz de mim descanso pra você
Te decorei, te precisei
Tanto que esqueci de me querer
Testemunhei o fim do que era 
Agora

Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero me refazer
Eu que sempre quis acreditar
Que sempre acreditei que tudo volta
Nem me perguntei como voltar, nem por quê
Agora eu quero ir, quero ir

Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero não desmanchar
Quero me refazer longe de você



Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

Nenhum comentário:

© Copyright 2019 | Edeltraut Lüdtke | Proibida reprodução do conteúdo deste blog sem permissão. Tecnologia do Blogger.