Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 de março de 2019

TE é muito mais e quem é a Edel de verdade

| Que é Transformando Espaços e quem é a Edel!?
Se você está lendo este post é porque sabe quem é Transformando Espaços, e também bastante já quem é a Edel. Parabéns! Mas quem só me segue no Instagram ou Fanpage, e se contenta com as chamadinhas, dicas e vídeos que rolam por lá, estão redondamente enganados sobre nós: o blog, o canal e eu! Este vídeo então estreia uma nova roupagem do antigo Fala Edel, mas consciente, mais articulado, mais direto e muito, mas muito mais provocativo. Aguardem, que virão muitas reflexões e esclarecimentos por aí! Me ajudem a fazer sentido na vida de mais pessoas, se é que vocês acreditam que esse conteúdo faça algum sentido. Taí, e só para lembrar, é autêntico e é de graça. Algo raro hoje em dia.

TE é muito mais e quem é a Edel




Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

6 de março de 2019

Organizando as mochilas escolares dos meninos

 | Como organizar a mochila escolar das crianças?

Esse ano meus dois meninos (Guilherme e Miguel) começaram a ir juntos na escola, o Gui indo para o 3º ano e o Mi para o Infantil. Em vez de arrumar somente uma mochila escolar, eu tive de organizar em dose dupla! Pensa na pessoa que nem ficou entusiasmada com a situação, e nem se emocionou quando voltou para casa e pensou quão independentes (não colados na minha saia) e parceiros os dois são. Ah, é muito amor. Mas o vídeo hoje é sobre a organização das mochilas escolares, que achei muito fofo, por isso desta vez resolvi registrar em vídeo! Bem simples, mas feito com muito amor!

Organizando as mochilas escolares dos meninos



Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

28 de fevereiro de 2019

Playlist 5 | As Românticas do momento

Hoje o recado é na forma de música. Na verdade não é recado nenhum, são só músicas que descobri recentemente e viraram a minha playlist para cozinhar com muito amor e romantismo (sim, eu curto cozinhar ouvindo esse tipo de música). Deixo tocar as músicas no celular, e quando me deparo com alguma letra instigante, anoto o nome da música e se curto demais, escuto um milhão de vezes para aprender, treinar bem o ouvido, e depois tocar elas no piano ou no violão. Algumas saem depois no Tok de Música, se a paixão virou amor. Sabia que esse estilo de post não é novidade aqui no blog? Confira todas playlists na tag Playlist | A vida em música. Então lá vai, espero que curtam! A 10 é uma ovelha negra no meio da lista, mas também faz parte, pois é melhor oscilar entre amor e ódio do que entre qualquer coisa e indiferença. Anotem alguma sugestão nos comentários para eu ouvir, e quem sabe incluir numa futura playlist!

Em homenagen ao mês do Valentine's Day 
Até pode enviar pro Crush - mas não espere que ele entenda.

Playlist 5 | As Românticas do momento
 


1 | Cartas pra Você | NX Zero



2 | Apenas mais uma de amor | NX Zero



3 | Pra me refazer | Sandy e Ana Vitória



4 | N | Nando Reis e Ana Vitória



5 | Quando você se lembrar de mim | Jota Quest



6 | Algo Parecido | Skank



7 | Mexeu comigo | Tiê



8 | Torradas e Café | Tiê



9 | 20 e poucos anos | Fábio Jr.



10 | Meu Erro | Paralamas do Sucesso


27 de fevereiro de 2019

Organizando a mala de viagem: 7 dicas especiais da Edel!

| Como organizar uma mala de viagem prática e funcional?

Esse ano as malas de viagem de férias da família ficaram um brinco de organizadas! Não que antes não organizava tão bem, não é isso. É que esse ano amei muito mais organizar tudo, porque inventei umas coisas novas, uma tal história de levar somente o essencial, reduzir ao máximo, e delimitar melhor a quantidade de itens que levaríamos. Cada mala ficou diferente, e se a ideia era voltar com tudo mais ou menos organizado, assim aconteceu. A viagem foi de carro e ficamos fora por 11 dias. No vídeo detalho tudo para vocês, e mostro 7 dicas especiais para organizar a mala de viagem, de forma simples, fácil e prática! Depois me contem qual a mala que mais gostaram!



Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

24 de fevereiro de 2019

Vida & Trabalho - Refletindo sobre as 8 áreas da vida!

O que a organização tem a ver com as 8 áreas da vida?! Tudo! Porque quando organizamos nossa casa, nosso espaço de trabalho, ou nossa mala de viagem, se é ela a companheira que nos acompanha neste mundo moderno, minimalista e desapegado, estamos organizando somente uma parte da nossa vida. Tudo é vida, pois faz parte dela! 

É uma linha muito tênue tratarmos sobre organização da casa, da vida e do trabalho! Há muitos anos atrás tentava descobrir isso, e fazer essa diferenciação, e pensava em "caixinhas", mas hoje entendo que é muito mais. Por mais que casa, vida e trabalho tenham características próprias, em sua essência, o método de organizar, se poderíamos dizer assim, é o mesmo. Os valores a seguir para cada processo de organização também.

Linha Editorial 2019


Vida & Trabalho - Refletindo sobre as 8 áreas da vida!


Nesse ano de 2019, exatamente hoje, o blog completa 8 anos! Sinto que estou mais pronta para falar, e seguir com meu propósito. Mais corajosa e afim de fazê-lo, seria a palavra certa.

Sinto que esse é o ano para refletirmos sobre as 8 áreas da vida! Falarei das que tenho mais experiência, e das que não tiver, chamarei pessoas para me ajudarem nessa tarefa! Será um ano incrível, onde iremos refletir sobre muitos assuntos essenciais, e se você tiver alguma sugestão, dúvida ou pergunta, me envie! Por e-mail ou pelos comentários!

Espiritualidade e Saúde | Amarelo pois são nosso maior tesouro para alcançar qualquer meta e objetivo nas demais áreas. Se estas áreas não estão bem, ou "as empurramos com a barriga", quando acontecer alguma coisa crítica, será bem, mas bem mais difícil nos levantarmos e continuarmos. Saúde espiritual, física, emocional (e mental, se esta também se aplicaria!) - o combo que precisa estar em sintonia!

Relacionamentos e Lazer | A parte cor de rosa da vida, que faz a gente se apegar tanto as coisas daqui deste mundo! Ah, como é bom! Família, amigos, colegas, a gente se pega pelos cabelos às vezes, mas se ama e não sabe viver sem as pessoas! Melhor ainda é priorizar tempo para fazer o que gostamos! Por isso, dá-lhe rosa para estas áreas!

Estudos e Finanças | Quem não precisa se organizar melhor nestes quesitos, que atire a primeira pedra! Sempre tem! Não sou eu que fará milagres te inspirando a organizar melhor nos estudos (ralação, dedicação, leitura, persistência), nem a ganhar mais dinheiro e respirar com segurança e independência financeira. Mas a esperança é a última que morre, e por isso verde foi escolhido para estas áreas!

Casa e Trabalho | Azul por conta de trabalho relacionar rotinas e tarefa que envolvem estas áreas com a produtividade, mesmo que casa possa ter a ver com organização de espaços também. Se estiver tudo como num mar azul, calmo, com "as ondas" fluindo e a bagunça controlada, beleza! É muito azul que esperamos de Casa e Trabalho. Não tem nada a ver com o azul de um tal grêmio, mas bem que poderia ser tudo tricolor, ficaria lindo.


Redes Sociais TE


Instagram terá um feed no final de 2019 que refletirá tudo o que aconteceu no Transformando Espaços durante o ano. Será um feed lindo e criativo, pelo plano, te garanto!
Porém, tenho de ser sincera com vocês: só mantenho ativa minhas contas, pois estão vinculadas ao blog. Já pensei não fazer mais nada lá, somente deixar a história que já foi contada até então. 

Me disseram que como "produtora de conteúdo" não poderia ser tão radical. Me disseram para mostrar os bastidores da minha vida, e não meu conteúdo. Me disseram que há outras formas de fazer acontecer, já que tantas pessoas estão cansadas e frustradas com Facebook e Instagram.

| Eu digo que preciso viver a minha vida intensamente e compartilhar com sabedoria, o que considerar pertinente.

Mas como organizadora profissional eu posso fazer diferente, usar as mídias com foco, e zelar pelos seguidores que chegaram até mim por causa daqueles perfis nas redes sociais.

Por isso meu único propósito com elas é chegar até vocês com meu conteúdo e com as atualizações do blog e do canal, pois sei que muitos vem para os canais através delas. Infelizmente, sei que algumas ações não fazem grande efeito ou diferença sem investimento, então, me questiono se vale a pena o esforço e confiar no "orgânico".

Ainda não desisti delas, mas já repensei me comunicar com vocês de uma forma mais direta e sincera. Só com quem realmente é fã do meu trabalho, sabe? Só com quem aceitaria tomar um café e me contar suas histórias com a organização (ou bagunças da vida - amo por ordem!), pois amo ouvir histórias! Estou seguindo pessoas assim, e estou achando tão mais legal! Elas até respondem meus e-mails!

Se eu resolver mudar tudo (olha, isso não está longe de acontecer!), registre seu contato abaixo para não se perder de mim! Quando você se registra na minha lista VIP recebe um infográfico dos 52 toks, para lembrar dos desafios semanais de 2018, viu só que legal!? Participando desta lista você ficará sabendo de todas as novidades primeiro!





Rotinas de Postagens TE


Em 2019 irei retroceder drasticamente a quantidade de postagens. 

No canal haverá um vídeo por semana, raras vezes haverão dois vídeos. Se inscrevam no canal para ajudar ele a crescer e deixar de ser bebê numericamente falando, mesmo com mais de 280 vídeos! Esse conteúdo pode ajudar muita gente, é para isso que ele existe! Haverão semanas que talvez não teremos vídeo algum, se o foco nos bastidores for outro. Pois não quero gravar só por gravar, assim como não quero escrever só por escrever. Talvez se não tiver vídeo terá texto épico no blog, então, atenção!

No blog teremos 8 big posts, um sobre cada área da vida, onde teremos um conteúdo diferente. Hoje ele já conta com mais de 950 posts, então nesse ritmo, até final do ano, chegará mil posts rapidinho! Então, já tem bastante conteúdo para te ajudar a se organizar e refletir sobre a vida, para enfim alcançar a tão sonhada qualidade de vida! Os menus estão bem claros, com praticamente todos os posts linkados, os que realmente podem fazer muita diferença para você. Só navegar e escolher o assunto que preferir no momento!

Os vídeos estarão alinhados com a área da vida em andamento no blog (textão! ou  o tal big post). Talvez haverão mais textos surprise, então, registrem seus e-mails no feedburner, salvem o link do blog em um lugar acessível ou sigam ele no seu feed de leitura preferido, para não perder as atualizações!

Níver 8 anos blog Transformando Espaços


Quais os motivos desta redução?


Menos é mais.

Quantidade não é qualidade.

Preciso de tempo para me dedicar a outros (muitos) projetos complementares que precisam dar as caras em breve por aqui!

Ser o melhor de você mesmo é o melhor que você pode fazer. Não tem nada a ver com 8 ou 800.

Sei como é difícil acompanhar atualizações em nossos blogs e canais preferidos, pois cada um tem sua vida & trabalho para cuidar e não perder de foco! Quero estar "linda e divertida" para quando vocês aparecerem aqui, saírem animados, cheio de ideias boas e energias positivas! Quero que vocês venham, me visitem, deixem um oi, eae ou algo mais, mas que vivam suas vidas! É o bem material mais precioso que vocês têm!


Enfim, por enquanto é isso pessoal!


Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

20 de fevereiro de 2019

Entrevista com Leonardo Tramontina, do Canal Palha Assada

Desde que conheci o Leo, em novembro de 2018, já trocamos tantas dicas sobre vídeos, adoramos o trabalho um do outro, e nada mais normal do que começar o ano com um Collab Especial lá no canal, para a gente se conhecer melhor e vocês conhecerem ele também. Collab é um vídeo colaborativo, e nosso caso, esse primeiro fizemos uma entrevista em cada canal, para nos apresentarmos um para o público do outro. Ele acha que sou palhaça, e eu achei ele muito é sério. Então, não sei onde reside a sinergia nessa parceria, mas vamos lá! Talvez seja no sair da nossa zona de conforto, onde tudo está muito bom como está, mas podemos fazer melhor. Acho que é a Edel ser mais bem humorada (e trabalhar mais esse lado - menos drama!), e o  Leo mais organizado (cá entre nós, ele já é, só não reconhece), só pode, né? Confiram os bate-papos, e espero que se divirtam!


A entrevista do Leo no Canal Transformando Espaços 


Entrevista com Leonardo Tramontina, do Canal Palha Assada




A entrevista da Edel no Canal Palha Assada






Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

16 de fevereiro de 2019

Clipe 52 toks | Nossas férias em 3 minutos!

As últimas férias foram mais que especiais. Eu me entreguei para não fazer nada mesmo, apesar de ter feito muito, mas nada do que costumeiramente faço no dia a dia. Eu decidi captar imagens e vídeos diferentes por onde passávamos, e curtir muito cada momento, na maioria das vezes sem capturar nada. Sozinha, com o marido (difícil, mas não impossível quando se viaja com os pequenos) e com os filhos. O plano era escrever um caderno com memórias de viagem, oficializando essa como nossa primeira que faríamos isso, e registrar os principais acontecimentos. Ficamos tão ocupados que nem peguei em caneta e caderno. Eu achei bom isso, o caderno comecei e ainda não acabei de atualizar. Vlog normal não estava em clima de fazer. Assim, reuni os melhores momentos num vlog diferente e criativo ao som da paródia 52 toks, que já gravei aqui para vocês na versão banda de 1 pessoa só. A versão de hoje é cover violão, só voz e um instrumento, em tempo real. Só estará com cara de clipe, pois terá imagens e vídeos representando a música. E não é que consegui alinhar bem essa letra?! Foi naturalmente natural. Confiram, e me contem se querem mais vídeos nesse estilo!

Clipe 52 toks | Nossas férias em 3 minutos



Comece a se organizar assistndo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

13 de fevereiro de 2019

Colocando a Vida em Ordem em 2019

Em 2018 fiz um post super explicadinho aqui  no blog sobre como construí meu mapa para o ano, com palavras-chave, palavra do ano, lema, área de foco e mais outras coisas legais. No final do ano elaborei o mapa de 2019, e hoje compartilho ele com vocês, para animar vocês a também começarem a fazer esse exercício. Deveria ter postado um posts nesse estilo antes? Talvez sim, mas eu priorizei dar uma trégua em janeiro, e compartilhar ele mais para frente, tipo, agora! O vídeo está bem mais compacto e clean, então, se conferindo a ideia surgir alguma dúvida, vejam o post com vídeo de 2018 que como eu disse, está bem mais completo! Bons planos e realizações para vocês em 2019!

Colocando a Vida em Ordem em 2019



Um complemento ao conteúdo do vídeo...

Minha palavra do ano: Ouse. (Faça você mesmo as mudanças que deseja para sua vida!)

Minha frase do ano: Se organizar é essencial, essencial é ser o melhor de você mesmo.

Meus valores: Desafio, Comprometimento e Liberdade.

Minha área de foco: Trabalho.

Minhas palavras-chave para cada área da vida:

1 Ouse na Espiritualidade

FELICIDADE | Eu sei que nada me falta, que tenho tudo o que preciso, até muito mais do que sempre pedi a Deus. Eu sei que o segredo de ser feliz é ser grato pelo que se tem, é estar satisfeito, e não estar sempre em busca de mais, mais, mais. Isso só gera insatisfação e frustrações, pois é um poço sem fundo que cavamos nessa busca. Eu sei que em Cristo posso viver uma vida verdadeiramente autêntica, livre (para fazer o que é certo) e feliz, pois ele já me deu o maior presente que é a salvação e a vida eterna. Tudo o que vivemos hoje um dia irá passar. Somos somente um sopro de vida, passeando por esse mundo que nos apegamos tanto, que amamos tanto, que não queremos largar e pedimos inconscientemente - por favor, Deus, que demore nossa hora de partir! Tem isso, tem aquilo, tem aquele outro... que a felicidade verdadeira que já está presente na minha vida sobressaia, e eu não feche os olhos para ela.

2 Ouse na Saúde

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL | Cansei de não me preocupar com a alimentação e comer porcaria. Cansei de fugir da cozinha e preparar qualquer prato normal. Mesmo que eu não curta o lance de "comer demais", e não seja a mais gulosa da família, adoro preparar as refeições e estava meio esquecida disso. Todos amam, e isso me deixa feliz! Meu prazer está em preparar refeições legais, saudáveis e balanceadas, e comer sem exageros. O mínimo possível de porcarias. De tudo um pouco. Esse ano quero fazer mais artes na cozinha, e aprender a comer mais saudável. Pois o alimento que ingerimos pode ser nosso melhor remédio.

3 Ouse nos Relacionamentos

AMOR PRÓPRIO | Outra coisa que cansei, é de achar o amor está no outro. Preciso trabalhar mais outro lado: o do amor próprio. Eu preciso me aguentar. Eu preciso me tolerar. Eu preciso me perdoar. Eu preciso me amar. Em primeiro lugar.

4 Ouse no Lazer
 

VIAGENS | Nada de planejar ler livros e assistir filmes. Esse ano coloquei como palavra algo que estava dizendo para mim bem o contrário: Não, nada de viagens. Nada disso. Enquanto que no fundo, é tudo o que eu mais gostaria de fazer. Então, ainda não sei como isto acontecerá, mas o plano é - mais viagens e passeios em 2019!

5 Ouse nas Finanças

GANHAR DINHEIRO | Nada se faz sem dinheiro. Um trabalho não reconhecido financeiramente falando, é um trabalho que... não sei qual é o sentido que faz. Então, esse ano, essa é uma palavra que irei destrinchar, e achar meu caminho.

6 Ouse nos Estudos

CURSOS | Estudar me faz muito bem, me dá um norte, um foco, especialmente quando faço cursos. Então, esse ano é dos cursos dos sonhos. Aqueles que há tempos venho desejando fazer, e que enfim, farei. Eles nortearão muita coisa a partir daqui também.

7 Ouse na Casa

MANUTENÇÃO | Já ficou claro, que o boooom da casa deu uma trégua. Está tudo muito lindo e organizado, e não irei fazer grandes transformações que já não tenha feito até então em 2019. Alguns retoques, pequenos projetos que faltaram, sempre tem. Mas a palavra do ano é mais manter tudo, sem grandes mudanças. Ousar dar uma parada, para mim é ousadia. Para fazer acontecer em outras áreas!

8 Ouse no Trabalho

PRODUTOS E SERVIÇOS | O que eu vendo? Só produzo conteúdo de graça na internet? Pois então, preciso melhorar e mmmmuito nessa área. Não posso na atual realidade bancar a produção de um livro, bem que gostaria. Dá até dor de barriga enviar a minha ideia para uma Editora, e depois de 8 meses levar mais um: Não. Ou quem sabe um Sim. Quem sabe mais para frente. Porque ninguém me encontra?! Há outros projetos nessa área para serem trabalhados enquanto isso.

Então, minha ousadia com as palavras sempre foi muito fluída. Com os vídeos não está sendo diferente. Em sair da minha zona de conforto está um pouco dando tontura, literalmente. Mas vamos lá. Cambaleando ou não, chega de antigos comportamentos! Chega!!!

PS: Pensei mil vezes em publicar um post tão pessoal como esse. Subi o vídeo no YouTube duas vezes, e apaguei na primeira. "Mostrarei ele somente em dezembro." Pensei. Mas algo me disse que isso não é ousadia. Em 2018 realizei desafios que nem contei para ninguém, e deram certo (contarei esse ano). Em 2019 quero desafiar vocês a sonharem e ousarem também. E não é me escondendo que farei isso! Ouse!

Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

12 de fevereiro de 2019

O desafio #10yearchallenge da Edel precisa ter Casa, Vida e Trabalho!

O que não pode faltar num desafio que a Edel se joga? Casa, vida, trabalho e... textão aqui no blog! Esse tá UP! Por enquanto que lá você só olha foto, a legenda, e talvez nem leia, aqui você lê, reflete e isso é muito maior! Se quer conhecer a Edel de 2009 e a de hoje 2019, espia este texto! Sou apegada às palavras e exagerada, então, não caberia numa legenda! Minha versão para o desafio #10yearchallenge! PS: O desafio #10yearchallenge da Edel precisa ter Casa, Vida e Trabalho! e claro, chegar atrasado porque... desta vez a Edel estava de férias! Talvez os números estejam trocados, para evitar reconhecimentos faciais, locais e empresariais.


VIDA

Desafio #10yearchallenge

TRABALHO

Desafio #10yearchallenge

CASA

Desafio #10yearchallenge


A Edel de 2009

Eu estava com 27 anos, e com nenhuma pressa. Queria estudar, trabalhar, ganhar dinheiro, me divertir, algumas vezes parar no tempo. Fazer tudo o que não poderia mais fazer se um dia alguns anos depois me tornasse mãe. Queria viver a liberdade dos vinte e poucos anos com mais sabedoria. Estava no caminho. Me sentia plenamente realizada, mesmo cheia de sonhos, estava vivendo os momentos atuais, em geral de bem com a vida. Superei-me em muitas dificuldades.

Naquela época estava vivendo a fase mais plena da minha vida até então, realizada com minha casa, com minha vida e meu trabalho. Eu vivia para organizar tudo o que fosse, e ainda ganhava pago por isso! Gerenciar um sistema de gestão da qualidade para meus padrões era algo top das galáxias, secretariar e organizar reuniões, monitorar planos de ação, assessorar gestores das áreas estratégicas e táticas, puxa, não era TOP? Para mim, era.

Começamos a poupar, compramos nosso carro, e com as amigas tendo bebê, vivendo a plenitude da maternidade, eu tive lindos exemplos ao meu lado para me inspirar. Eu fazia uma pós em Administração, pois tinha ganho um percentual em bolsa de estudos como aluna destaque na faculdade. Fiz minha carteira de motorista, mesmo super medrosa para dirigir. Minhas amigas de infância já dirigem desde os 15 anos, estava na hora, né? O plano era aos 25, já estava quase com 28. Vivenciamos uma espécie de "maternidade precoce", pois meu sobrinho morou um tempo conosco, até engrenar no trabalho, casar e seguir sua vida! Foi uma fase muito legal... Mas eu com aquela pós não programada, concluindo essa fase acadêmica, comecei a sonhar em ter filhos e empreender num negócio de Organização.

O casamento estava bem, obrigada, embora eu fosse exigente com as coisas, e sempre considerei que poderíamos melhorar muitos aspectos. Em ambos - em mim e nele, mas eu só via nele, na época. Já eram 8 anos juntos, em Jaraguá do Sul. Éramos só nos dois, bem, em partes, mas éramos.

A veia musical estava um pouco bem ferida, não entendia algumas coisas como entendo hoje, e que uma pós em 2015 abriu a minha cabeça. É evidente que minhas soluções terapêuticas às vezes são bem caras.

Eu comecei o ano colocando em prática o livro 52 coisas para mudar a sua vida, que já rendeu uma série especial por aqui.

Eu já me sentia vivendo a vida dos meus sonhos. Eu não fiz tudo o que desejei naquela época, mas muito mais.

Eu era totalmente sem noção para aparência, imagem, looks. Até curtia uma make, mas achava que não sabia fazer, e não fazia. Depois comecei a me interessar e aprender. Mas era bem sem graça. Linda, aos 27, e sem graça para me fazer mais linda. Me considerava organizada, e até era, mas vivia uma fase de aprender a desapegar, lição bem difícil. Me enrolei muito, pois guardava coisas demais.

Vivia numa fase de trabalhar para ter as coisas, e estava bem envolvida numa "sociedade do consumo". Eu quero, eu posso.

A Edel de 2019

Agora estou com 37 anos, rumo aos 40, igualmente, sem pressa. Mas com uma certa ansiedade do que está por vir. Ainda há tanto para fazer e realizar! Ainda há coisas que nunca fiz e quero fazer. Sinto-me realizada olhando para os últimos 10 anos, pois foi exatamente o que aconteceu que eu eu desejei e previ, lá atrás. Claro que não pensei que mudaria tanto, mas creio que os acontecimentos da fase dos trinta e tantos anos quebram nossas infantilidades, e nos tornam mais adultos. Mais seguros. Mais bem-humorados. Mais "cobras criadas" para identificar lobos maus e gatinhos indefesos. Intuição sempre forte, embora insanidades fazem parte. De uma pessoa calma, tranquila, medrosa, reprimida, para uma pessoa curiosa, calma, tranquila, mas como dizem por aí "mares calmos escondem ondas fortes e intensas".

Hoje eu posso dizer que construí a vida que desejei há 10 anos atrás, com a benção de Deus.

Não pedi dinheiro. Pedi tranquilidade, amor, tempo, liberdade, qualidade de vida, uma família cristã unidade e feliz. Um trabalho que me permitisse flexibilidade para cuidar dos meus filhos. Um trabalho que pudesse realizar de casa. Ganhei dois meninos lindos, onde para um tudo está bom, e para o outro as coisas podem ser, de preferência, como ele quer. Como eu. Mas a gente se acerta, pois eu sei a forma de levar esse gênio. Antes amiga do que inimiga! Prefiro a contradição do que o conformismo de que está tudo bom. Às vezes não está, é preciso mudar.

Nesses encontros e desencontros da vida, ganhei mais dinheiro com música do que com a organização. Nunca faltou nada. Só vergonha na cara para reconhecer as incontáveis bênçãos de Deus. E que realmente pedir sabedoria é melhor que pedir dinheiro. Pois com muito em fases de abundância ou pouco, em fases de escassez e crise é a sabedoria que fará você não perder a cabeça e fazer besteira. Vivemos ambas fases nos últimos 10 anos.

Receosa de falar besteira me calei tantas vezes. Tem causas que defendi nesses 10 anos, em posts e vídeos que dá vontade de tirar do ar. Deletar. Desapegar. Por isso que talvez não seja uma influência interessante financeiramente falando: eu falo do que me interessa, do que eu acredito, que pode ser útil pra você. A escolha é sua, amo quando discordam de mim. E tudo bem em ter mudado de opinião. Meu silêncio é a resposta.

Em 2009 eu sonhava por influência dos amigos, a construir nossa casa num lugar bacana - mas onde escolher? Se detesto o frio da serra, não é um padrão de vida que me atraia, nem um chalé no mar, pois praia é nojentinho, aquele sal grudento da maresia? Se a cidade grande não me atrai pra viver atrás das grades, e a calmaria do interior ainda é minha escolhida, mas temo cansar disso um dia?

Meu lugar imperfeito e ideal ainda não conheço, talvez, mas irei encontrar. O conceito de vida e trabalho é moderno e peculiar, tenho indícios de que o de casa também será. Pois não me apego a lugares, nem a coisas. Me apego a pessoas essenciais, a experiências que desejo repetir, me apego a ideias, e a do viver com significado é uma delas. Não faz mais sentido? Fui.

A Edel de 2019 é uma mulher rumo aos 40 anos precisando sair da sua zona de conforto para ir mais além. Os sonhos se renovaram, ela caiu e se frustrou tanto, que às vezes não vê solução para algumas situações da vida. A Edel de 2019 está sofrendo nesse processo em "ser sábia". Sabia que o sabiá não sabe assobiar? Eu gosto de um drama, confesso que sim. Sou masoquista com meus sentimentos e pensamentos. Sempre fiz isso, sem saber que era isso. Sempre ouvi muito, mas concluí com minhas próprias convicções. Não sou advogada, mas sou de posição. Sei que no fundo, isso não me faz mal (ainda), pois para a alegria reinar eu preciso passar pela tristeza. Se ela não existe eu invento.

São poucos que confrontam alguém assim. Felizes vocês que o fazem, pois tem a melhor parte de mim. A vida dos sonhos também tem suas imperfeições. Ninguém é sempre alegre e otimista. Ser real, sincera, verdadeira e autêntica às vezes dói. Pessoas se vão por causa disso. Fica quem é sábio e sabe que... Isso passa. Logo. E assim segue o jogo da vida.

A Edel em 2029

A vida precisa de motivos, não precisa? Um motivo para amar. Um motivo para ser. Um motivo para viver. Nem sempre temos o motivo certo. Eu comecei a me interessar por organização por um motivo. Menos estresse, mais qualidade de vida, mais tempo para o que eu gostava de fazer, para viver momentos "de férias" mesmo em meio ao trabalho, que amo, e um trabalho que nunca cessa. Nem em casa, nem em lugar nenhum: enquanto há vida, há pessoas tocando as coisas para frente. Cuidando, fazendo, sendo.

Meu motivo de mudar em 2009 era um. Meu motivo de mudar em 2014 foi outro. Meu motivo para mudar agora em 2019 é esse. Seja qual foi o motivo, a pessoa, o sonho, o foco... o importante é mudar. Viver. Ousar.

Existe um motivo muito forte que nos move, muito mais forte do que pessoas que vem e vão. Que hoje são e amanhã não são. É tão lindo se pudesse dizer o contrário. Mas a vida nos mostra que é assim. A Edel de 2029, se Deus assim permitir, será a versão da Edel mais sábia. Em resumo é só isso que ela ora e deseja.

Faço umas coisas bem bestas às vezes, aparentemente infantis, tipo, jogar moedas em poço dos desejos. Sei que é como acreditar em Papai Noel e Fada Madrinha, mas eu tenho um poço dos desejos, ele é real, e eu já fiz isso duas vezes. Na primeira fui egoísta no meu pedido. Pedi somente uma coisa, mas foi um pedido idiota e imbecil. Agora fiz a gracinha de novo, mas foram 3 pedidos, que tem a ver com essa versão Edel 2029. É nela que pretendo trabalhar nos próximos 10 anos. UM DIA volto nesse assunto para contar como tudo aconteceu.

Seja qual foi o seu motivo, lembre-se de que ele precisa ser VOCÊ. Ter a ver com VOCÊ. Fazer sentido para VOCÊ. Não por egoísmo, por egocentrismo, por individualismo. Mas porque só VOCÊ pode ser responsável por VOCÊ mesmo. Se tiver alguém para sonhar contigo, beleza. Se não tiver, não deixe de sonhar por causa disso. Seu alguém vai aparecer. Se não aparecer, continue sonhando, vivendo e realizando do mesmo jeito. Assim segue a vida! 

9 de fevereiro de 2019

Clipe Dia Especial | Uma fase mais que especial

| Mas te vejo e sinto o brilho desse olhar, que me acalma e me traz força pra encarar tudo.

Clipe Dia Especial | Uma fase mais que especial


Por que um Violão Cover na forma de clipe musical? Para variar, e porque queria muito registrar essa música, nesse dia. É uma música mais que especial, pois marca uma fase mais que especial na minha vida também. Para quem assiste talvez pense: "É só uma música. É só um clipe." Não importa muito o significado que passe, mas para mim é bem mais, e cada parte foi pensada para fazer sentido. Cá entre nós, fica bem mais divertido um vídeo musical dessa maneira, não? Se curtiu, comenta!


Dia Especial | Cidadão Quem


Compositores: Eduardo Tavares Leindecker

Se alguém
Já lhe deu a mão
E não pediu mais nada em troca
Pense bem
Pois é um dia especial

Eu sei
Não é sempre
Que a gente encontra alguém
Que faça bem
Que nos leve deste temporal

O amor é maior que tudo
Do que todos, até a dor
Se vai quando o olhar é natural
Sonhei que as pessoas eram boas
Em um mundo de amor
E acordei nesse mundo marginal

Mas te vejo e sinto
O brilho desse olhar
Que me acalma
E me traz força pra encarar tudo

Mas te vejo e sinto
O brilho desse olhar
Que me acalma
E me traz força pra encarar tudo


Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

6 de fevereiro de 2019

O que esperar em 2019 do blog e canal Transformando Espaços?

O que esperar em 2019 do blog e canal Transformando Espaços? Vem espiar só a mistureba que deu tentando gravar um vídeo em clima de férias! Porém a essência da surpresa está aí! O que você gostaria de ver mais por aqui este ano? Casa, vida ou trabalho?! Que assuntos em especial?! Anotem nos comentários! E fiquem atentos às quartas-feiras às 19h, que será nosso novo dia de atualizações lá no Youtube!

Em janeiro rolaram alguns trabalhos (logo vocês verão as novidades por aqui), uma participação minha no canal Palha Assada com a receita do Bolo de Cenoura que me deu um bolo, uma produção musical no canal TE 52 toks que quase branqueou todos meus cabelos para fazer essa união de instrumentos e voz, e férias minha gente, férias. Dei um tempo, apaguei para rotina, sistema de organização, trabalho online, tudo o que é normal na minha vida.

Quis dar um recadinho na forma de vídeo, pois muitos me acompanham mais pelo canal, mas nesse clima de férias, acabei desligando aos poucos e deixando somente para recomeçar agora em fevereiro! Comecei o ano me perguntando TE Vida e Trabalho - Ainda faz sentido?, e concluí que para mim, e sei que para vocês, faz sim. É isso que importa!

Achei ele confuso, e se tem um vídeo que analisei mais de um milhão de vezes, foram os que gravei nas férias (sim, gravei), como esse. Eles me deram várias respostas! Sabe porque confuso? Porque ele me joga para o desconhecido. Porque ele me joga para fora da minha zona de conforto. Porque ele puxa minha orelha. Porque ele me chama para rir mais, e chorar menos. Porque ele me chama para improvisar. Lá no fundo, é essa Edel que eu quero, mesmo que a outra também reine algumas vezes como se fosse a dona da razão e do pedaço. Mas ela é não... que a #Edelversão2019+ seja a que reine por aqui! E você, o que espera do seu ano?! Bora ousar em 2019!

Bem vindo 2019!




Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

9 de janeiro de 2019

Como fazer bolo de cenoura passo a passo

| A receita de como fazer bolo de cenoura com o passo a passo mais engraçado (eu diria desgraçado) que você já viu. O passo a passo do bolo de cenoura em si você pode conferir lá embaixo no vídeo se não tiver paciência para ler a breve contextualização desta receita e o porquê desta graça assim, do nada.

Como fazer bolo de cenoura simples

Como já contei na Retrospectiva 2018, conheci há pouco tempo um youtuber aqui pertinho, de Toledo/PR, o Leonardo Tramontina, do canal Palha Assada. É um canal com foco em humor, entrevistas e entretenimento (até música ele faz!), ai gente, eu adorei, e fala sério, já dei altas risadas das conversas bestas dele. Ao meu entender é um #humorinteligente, não essas besteiras sem noção que vemos por aí muitas vezes. Tudo o que eu preciso aprender é rir mais das minhas próprias desgraças, e perceber que nem tudo é desgraça. Como já dizia Richard Carlson Não faça tempestade em copo d'água, pois tudo na vida são copos d'água. Só falta viver isso, saber eu já sei.

Aí conversa vai, conversa vem, acabamos inventando uma parceria de humor. Eu queria levar um pouco de organização para lá, e até convidei o humor para vir para cá, mas não sei se foi bem isso que resultou. A proposta enfim foi de um DIY pra lá de top, sobre o passo a passo de Como fazer bolo de cenoura, então, a gente se esforçou, mas não deu muito certo. Era para ter sido o melhor bolo de cenoura do mundo, mas saiu o quê? (Oh céus, onde irá parar minha reputação de 18 anos de cozinha fazendo gostosuras...) Assistam o vídeo completo no canal Palha Assada no YouTube, e depois me contem o que acharam!

Sem mais delongas, confiram a minha receita maravilhosa  de bolo de cenoura, e aproveitem para conhecer o canal Palha Assada, e se inscrevam lá se gostarem, claro! Amei participar e bancar a humorista da vez! Que outra "palha assada" eu poderia inventar? Sei não, vivo tão na seriedade...

Como fazer bolo de cenoura receita



Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

3 de janeiro de 2019

Algo Parecido Skank - Banda de 1 pessoa só | Paródia 52 toks - Edeltraut Lüdtke

| Aquilo que espero disso tudo é muito maior
É fazer a diferença no seu mundo e só
O caminho é esquisito quando se anda
Sempre contra a maré sendo quem a gente é

Banda de 1 pessoa só - Algo Parecido Skank | Paródia 52 toks - Edeltraut Lüdtke



52 toks | Edeltraut Lüdtke

Compositores: Paródia da Música Original "Algo Parecido - Skank"

Mais um ano que começa e eu estou aqui
com meus planos no papel para tornar real
Todo ano é assim, até um dia chegar ao fim

Se eu falasse nessas coisas que quero fazer
Muitos com certeza não irão entender
E tudo o que me faz querer, é tudo o que me faz bem

Aquilo que espero disso tudo é muito maior
É fazer a diferença no seu mundo e só
O caminho é esquisito quando se anda
Sempre contra a maré sendo quem a gente é

Você bem que podia conhecer mais 
Tudo o que eu falo aqui, sim
No blog e no canal, e os 52 toks!

Somos como uma estrela que nasceu pra brilhar
Para iluminar o mundo e não lá no céu
Qual é a cor da sua luz, a minha é Jesus

Deus tem uma missão para você realizar
bem aí no lugar onde você está
Pare de se esconder, deixe a luz dele brilhar!
 
Aquilo que espero disso tudo é muito maior
É fazer a diferença no seu mundo e só
O caminho é esquisito quando se anda
Sempre contra a maré sendo quem a gente é

Você bem que podia conhecer mais 
Tudo o que eu falo aqui, sim
No blog e no canal, e os 52 toks!

Organize, decore e seja feliz!


Comece a se organizar assistindo a maratona de TOKFLIX DA EDEL:

2 de janeiro de 2019

Transformando Espaços: Vida e Trabalho - Ainda faz sentido?

| Sobre os planos para 2019 com o blog e o canal Transformando Espaços.

Perdão se fizer você se decepcionar comigo depois de ler meu textão. Mas para ir embora, e talvez voltar daqui a um tempo, preciso compartilhar isso com vocês. Falar em vídeo não daria, eu iria sorrir, fazer graça e não dizer coisa com coisa. Até tentei, mas não fluiu.

TE Vida e Trabalho - Ainda faz sentido?


O ano que passou foi um ano lindo, listei muitas realizações bacanas na Retrospectiva 2018. Ocultei as mal traçadas linhas. O que me inspira a escrever este primeiro post do ano não as aparentes derrotas em Desafios que participei no começo e no final de 2018, mas as aparentes derrotas em diversas iniciativas que tive em todos os 8 anos de vida deste blog, desde 2011. Fiz um post bem motivador em 2017, aos 6 anos de blog, e ele é inteiramente verdadeiro. As lições 7 e 8 apenas foram ocultadas, e serão descritas nestas mal traçadas linhas, tentando decifrar o que virá por aí em 2019.

Refletindo sobre a linha do tempo da minha vida nos últimos anos, decidi no início de 2018 que não falaria sobre os aprendizados atuais. Seria impessoal, e só diria alguma coisa sobre ao comemorar os 10 anos de blog. Mas vai lá saber o que acontecerá até 2021. Percebe-se que não aguentarei essa espera.

A pergunta que não quer calar para mim é: Ainda faz sentido? Perdeu a razão de ser? Faz alguma diferença? Algumas decisões doem no coração. Quando insistimos de todas as formas, e nada. Os resultados são inexistentes. Você pode não entender o significado de indiferença, mas é a coisa que mais me derruba e é como se fosse um tapa na cara. Quando você chega, faz, vai, vem, fala, cala, e nada muda. Para mim isso é o fim. Literalmente o fim. Pode ser paranoia minha, mas é muito, mas muito eu.

Se quem faz a diferença, tem um canal autêntico e alcança bons resultados, busca novos caminhos (estou lembrando aqui da Erika, pois sempre sonhei participar do Ektube, mas não de um vídeo de despedida), o que eu, que insistentemente já ouvi para chutar o balde para um assunto que ninguém está interessado em saber mil vezes, continuo fazendo aqui? Se chegar depois no meu caso é chegar atrasada, pois a banda já começou a tocar e não dá mais para fazer nenhum improviso de destaque. Se concursos dão um upgrade para uns, mas não fazem nem cócegas para outros. Se dar o melhor de você não vale nada diante de um esforço básico e mediano da maioria. Se os valores de quem escolhe e seleciona talentos se baseiam na popularidade, nem que os introspectivos virem humoristas, sem investimento, não darão em nada.

Por isso, meu marido esses dias me titulou uma pessoa muito resiliente, pois diante do que sempre esperei, busquei e do que recebi, continuar motivada é muita Resiliência. Minha automotivação nunca veio de fora, ela sempre se fortaleceu pelas minhas próprias convicções. Porém quando essas ficam abaladas... o temporal vem para ficar, e é a playlist da vez.

Se eu dependesse de aplausos e reconhecimento para ser feliz, seria a pessoa mais infeliz da terra. Tudo o que sempre fiz foi resultado de um desejo interior muito intenso de mudar o meu mundo, fazer a diferença, melhorar, tornar o espaço onde vivo mais agradável e fazer sentido para mais alguém além de mim. Eu não nasci para viver insistindo em projetos que não fazem sentido, mesmo que façam bem pra mim. Eu nasci para quê, oh céus?!

Mas o problema é que nesse mundo, ou você é tudo ou você não é nada. Ou você é inspiração, ou você não é. Não é uma questão de depender de aplausos e reconhecimento, de ser dependente e viciada em redes sociais, em algumas áreas profissionais é isso que faz o trabalho seguir seu curso. Como escrevi, ou é, ou não é. A estrelinha brilha e irradia sua luz, ou não brilha, simples assim. Luz artificial não vale.

Pensei em fazer um novo ensaio de fotos para meus 8 anos de blogueira. Queria fazer uma festa aos 7, mas achei tão nada a minha cara! Até comprei a velinha vermelha. Seria somente para firmar algo que faz sentido para mim? Passei o ano tão sem vontade de comemorar, o lance não fluiu.

Minha pergunta há quase 3 anos, desde que me joguei no canal em 2016, é: eu mudei, mmmmuito, mas quem está mudando comigo? Estou sozinha nessa? Sei que você não vai gostar de ler isso, mas pessoal, é isso que estou sentindo, na real. Não é um texto que gostaria de escrever, mas é um pedaço da minha vida.

Poucos talvez perceberam, mas algo me bloqueou para escrever. Não é bloqueio criativo. Não é depressão, embora ela esteja sempre rondando, a espreita. É que cansei. Não dá mais. Não estou conseguindo. Não quero escrever textos dramáticos para quem ainda me lê. Para aquela pessoa que responde minha pesquisa de perfil e afirma que o que mais ama no blog são as crônicas da Edel (escassas, por sinal). Alguns textos me aliviaram, mas ao mesmo tempo percebi que não resolveram o que tinham de resolver. Desabafar no blog não é a solução. É só expor algo mal resolvido, e as pessoas buscam soluções para os próprios problemas. Aqui é um lugar de soluções verdadeiras, e não de problemas mal resolvidos.

Se eu escrever, serei pessoal, e o caráter "profissional e impessoal" irá para as alturas. Não quero isso. Tenho receio. Talvez por isso “nossa história” não fluiu, não sei. Sempre que quis ser sincera me chamaram de maluca. Me ignoraram. Me disseram que falei demais e que poucas coisas na vida se resolvem com palavras. A verdade é que o que não vivemos e sentimos nem sempre entenderemos.

Meu lema para 2019 é ouse, vejam só que incompatível. Ousar para mim é ser eu mesma. Do começo ao final. "Nem por você nem por ninguém, eu me desfaço dos meus planos...", como já cantava Fábio Júnior. Ousar fazer as mudanças que desejo para minha vida. Não mudar as coisas de lugar em casa. Algo maior. Algo parecido.

Se eu defendo a organização pela qualidade de vida, para mim, nunca fez muito sentido:
  • Ter posts no blog todos os dias.
  • Gravar vídeos mais do que duas vezes por semana.
  • Ser viciada em stories e viciar vocês também nessa parada.
  • Ser a louca das mídias sociais, e fazer vocês também enlouquecerem com elas.
  • Mostrar na real como é a minha vida para inspirar você a querer ter a minha vida (tão onde tudo dá certo), e não a sua, que também é super legal! Pois segundo John Lennon"a vida é o que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos". Ou ocupado acompanhando a "intensa" vida dos outros. Com viagens, festas, bons hábitos, restaurantes, amigos, amores, dicas e mais dicas.
  • Não ter as noites livres para amar e relaxar.
  • Não ter tempo para curtir os meus amores, nem para zelar pela minha vida espiritual.
  • Comer qualquer coisa, na pressa. Não refletir sobre minha saúde - alimentação exercícios, sono.
  • Produzir tanto (incansavelmente) e estudar de menos como se já soubesse tudo.
  • Viver com qualidade num ritmo meio alucinado e doido demais. Devagar. Leve. Sempre. Isso sim faz sentido. Curtir a viagem. Em casa, na praia, na rua, no carro, na praça, na cama...
  • Quantidade ter mais valor que qualidade. Se no mundo é esse valor que rege, na minha vida não. Em todos os sentidos. Menos é mais em 2019.

Por isso criei os 52 toks. Pequenas doses de organização para colocar em prática toda a semana. Se não conseguir, tudo bem, o mundo não vai acabar. Mas todos eles são igualmente importantes. Sem pressão. Devagar. Leve. Sempre. Simples assim.

Eu sou de me jogar com tudo no que faço. Para quebrar a cara mesmo se assim for. Não tem mais ou menos, depende, algum dia pode ser. Ou é, ou não é. Ou somos reais e passamos tudo a limpo, ou não somos nada. Ou faz sentido continuar como está, ou preciso me reinventar completamente. A hora de isso acontecer chegou.

Não quero jogar conteúdos não tão bem pensados e planejados para vocês, conforme a vida vai rolando. É para fazer sentido de alguma forma. Um conteúdo que possa fazer alguma diferença, para mim e para você.

Os aprendizados atuais podem estar obscuros. Quem leva uma rasteira hoje e amanhã já superou, ah... aí tem. Papo furado. Ignorar nunca foi sinônimo de superação. A vida continua, sim, mas a superação faz parte do dia a dia, não é um fim em si mesmo.

Transformando Espaços - Vida e Trabalho para 2019 é muito tudo isso. Poderia criar séries sobre como me organizo na vida pessoal, na produção de conteúdo, textos, vídeos, palestras, e-books e cursos. Aí vejo que ainda há muito a fazer e o essencial estou deixando de lado.

Não prometerei nada para 2019. Falaremos mais sobre vida e trabalho? Um pouco sobre casa? Talvez com humor, talvez com um pouco de drama. Porque na real tudo oscila. Às vezes é e às vezes não é.

Não queria começar o ano falando isso, mas é algo que tenho guardado durante muito tempo. Meu marido disse para deixar quieto, não me expor tanto. Mas mesmo para ir embora, e para continuar daqui a um tempo, precisava falar.

Agora, estou precisando de férias, para colocar as ideias que ainda fazem sentido no lugar certo. E talvez mudar tudo. Se vida e trabalho não estão resolvidos como deveriam, isso precisa mudar. Depois eu volto para contar como eu fiz, para não perder o hábito.

❤ GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!