30 de dezembro de 2017

Retrospectiva 2017 no blog Transformando Espaços

Desde 2015 tenho feito Retrospectivas aqui no blog, e em 2016 organizei ela de forma diferente, no estilo de tópicos com três perguntas especiais: com que palavra você define seu ano, que atitudes você precisa mudar em sua vida no próximo ano e que conquistas e realizações você teve no ano que passou. Em 2017 coloquei em prática já no início, ajustando o foco, para no final do ano avaliar se consegui manter ou não. O texto que escrevi ao relembrar de 2017 foi esse, e tem tudo isso aí misturado nesses parágrafos sinceros e profundamente verdadeiros. Cada vez consigo ser mais real, não sei se isso agrada ou desagrada, só sei que é assim que eu sou. Num vídeo não conseguiria dar tantos detalhes, e as imagens não retratariam tanto assim o coração, só sorrisos e alegrias. Às vezes é bom escrever... 

Retrospectiva 2017


Comecei o ano bem pra baixo, como se estivesse perdida, sem saber em que porto deveria atracar meu barco. Sentindo um vazio enorme, me questionando o sentido do que vinha fazendo. Olhava minhas metas, objetivos, sonhos e já não sabia afirmar com certeza se era aquilo que realmente queria. Elas estavam confusas, tortas, indecifráveis. "O que afinal faz sentido para mim?"

Assisti o curso da Thais bem desanimada. Só que uma luzinha acendeu lá dentro do coração: foque no trabalho. Comecei a desenvolver ideias para o blog, e é só olhar para trás o booommm que fiz aqui depois. (se quiser conhecer um resumo dos melhores posts do ano confira as Avaliações Trimestrais 1  2  3 e 4!) Em todos esses anos nunca me dediquei tanto como em 2017. Não só para o blog: para a vida, para a casa e para o trabalho, que vai muito além de deixar esse espaço com conteúdo legal e imagens bonitinhas (isso realmente eu falhava). Enfim, comecei a corrigir diversas falhas e a cometer outras.

Um pouco depois, no começo do ano também, peguei minha agenda velha e comecei a desenhar a roda da vida, as 8 áreas e uma palavra chave para cada uma delas. Defini meu foco do ano. As três palavras que norteiam minha vida. ESSENCIAL foi o termo mais marcante, minha palavra-chave. Lá atrás achei que isso fosse somente para 2017, mas sinto que é um mapa que criei para minha vida. Só fui entender melhor esse mapa depois...

Em janeiro mesmo fiquei sabendo do curso nível 2 do GTD | Projetos e Prioridades e logo disse para o meu marido: isso não é coincidência, é agora que eu vou entender esse negócio. A meta era fazer até dez/2018, já risquei da lista no primeiro trimestre desse! O curso foi maravilhoso e é incrível poder afirmar que se consegui chegar até aqui e ter coragem para dizer e fazer tudo isso, é por causa do GTD. Deus faz os milagres na nossa vida, mas as atitudes de fazer acontecer precisam de nós. Deixe o volante do GTD guiar a sua vida enfim saiu, e não dá para expressar minha gratidão por ele ter sido publicado lá no Vida Organizada algum tempo depois.

Porém quis abraçar o mundo em 2017. Fazer projetos para agradar a outras pessoas porque era isso que o padrão dizia para ser feito, e porque é assim que as pessoas fazem. Criar para vender, afinal chegou a hora de parar de divulgar de graça. Eu queria me jogar aqui e no canal, mas quase fiz a curva "querendo" ser palestrante, professora e consultora. Trabalhar num universo real não muito interessado na minha mensagem. Sabe quando a vida te dá um tapa na cara e você dá o outro lado para os dois ficarem vermelhos? Assim estava eu. Os workshops foram um fracasso pois nem o primeiro do ano saiu. Minha meta louca eram 7. "Mas Edel, porque você não continuou tentando?" Nem de graça eu teria público para me assistir. Perderia tempo, dedicação e dinheiro. Redirecionei meu foco para outro lugar: o canal Transformando Espaços. É através dele que levarei minha mensagem adiante.

Mais uma vez me senti um grão de mostarda. Só que esse baita fracasso me fez olhar para minha roda da vida e enxergar o essencial que tanto estava procurando. Demorou um pouco para caírem as fichas, pois senão não seria a Edel, mas caíram. Quando tudo deu errado, como se estivesse tudo perdido mais uma vez (essa foi a segunda vez no ano), me joguei novamente onde? Na minha vida, na minha casa e no meu trabalho. Então, nesses momentos que não foi coincidência, vocês me diziam alguma coisa legal que levantava a minha anteninha: ops, não estou mais sozinha aqui no blog nem lá no canal! Não posso surtar, mesmo. Não sou mais só eu que está aqui. Tenho vocês, só que às vezes esqueço disso.

Ignorei, achei que não precisávamos falar sobre isso. Talvez tenha ficado um clima estranho, e para falar de 2017 não daria para continuar deixando quieto. Pois aquele lance chato foi esclarecedor demais para o que eu realmente quero continuar fazendo. Esclarecedor demais por me mostrar que tenho motivos bem fortes para ser muito agradecida: um marido parceiro, amigo e muitas outras coisas mais; dois meninos lindos que animam qualquer baixo astral; uma mãe que é um anjo na minha vida; pessoas que conheço e desconheço, mas que estão fazendo o blog e o canal crescerem: vocês!

Esclarecedor também por me mostrar que o melhor lugar de trabalhar ainda é perto da muvuca que eles fazem aqui do lado, quando gravo, edito ou escrevo. Que o trabalho dos meus sonhos não está em trabalhar viajando pelo mundo sem destino certo, longe deles (com outros barulhos realmente chatos me azucrinando - preciso do silêncio das madrugadas ou do canto dos pássaros), ou num lugar aqui perto (ou bem longe), mas no melhor lugar do mundo de se estar e viver: a minha casa. Ela (a casa), eles (os 4) - já dão trabalho suficiente sem nem necessitar inventar mais nada na vida, rotinas das quais pouco comento, pouco mostro, sem falar noutros projetos que não são menos importantes.

Por isso digo: organize sua casa. Quando tudo estiver perdido, busque forças e organize sua casa. Vá devagar, não queira registrar tudo em foto e vídeo para o YouTube ou para o stories. Viva esse processo, só você. Quando você menos perceber sua vida terá mudado, e não só sua casa estará organizada: sua vida & trabalho também. Minha vida estava uma bagunça e hoje posso dizer que não está mais. Estou destralhando muito mais e não deixando entrar o que não faz sentido para mim. Quando uma voz interior implora: "ah, qual o problema de deixar isso entrar?", a voz da sabedoria fala mais alto e diz NÃO, aqui não tem lugar. Sacou o clima? Então você não perde por esperar, que 2018 está vindo com tudo! Tudo no lugar e com uma blogueira que está louca para escrever, falar, e fazer muita coisa boa acontecer! Porque organizar é essencial e... o melhor ainda está por vir!

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!