26 de maio de 2017

7 defeitos mais difíceis de serem tolerados

Terceiro Post do Desafio Pintando o 7 com TE da série de 12 posts, durante 12 meses. Refletindo sobre 7 defeitos mais difíceis de serem tolerados! Conheça minha proposta e participe você também!

7 defeitos mais difíceis de serem tolerados


💛 Putz, onde estava minha imaginação quando levantei esses desafios, meus queridos leitores! Agora aguenta coração! Fala Edel! Desafio lançado, desafio cumprido. Mesmo que você não tenha entrado no jogo, pense aí nos seus 7... defeitos mais difíceis de serem tolerados. Não irei tratar estes 7 que listarei como defeitos, mas atitudes que considero muito intoleráveis, que me incomodariam bastante e que poderiam ser melhoradas. Alguns poderiam ter sido colocados de outras maneiras, mas com a descrição você entenderá o contexto e o que quis dizer. Bem, se não ficar claro, me perdoem. Para mim está muito claro. 💛

👎1. Evitar o diálogo. 

Negar-se a conversar e colocar os pingos nos is. Seja o assunto que for. Às vezes pode ser uma dificuldade da pessoa, mas pode ser desculpa, refugiar-se atrás de qualquer coisa para não ser claro, direto e objetivo. Pode acontecer também da pessoa fazer-se de desligada e desentendida. Para mim tudo se resolve com conversa, com diálogo. Negar isso é ser superficial, é pra acabar e ainda por cima gera dúvida. 

👎 2. Mentira. 

Não quer falar a verdade, não precisa, não fale, mas não tente ficar contornando para criar uma verdade imaginada e que seja aceitável... não suporto isso. Fale, doe a quem doer, mas fale. Ou cale-se, e não tente inventar desculpas. É difícil contornar esse tipo de coisa nada saudável.

👎 3. Falsidade. 

Fingir ser quem não é. Na frente ser uma pessoa, e por trás outra. Um fazer de conta para ver se acontece. Uma hora a máscara cai. Quem tem sexto sentido não consegue não perceber.

👎4. Fofoca. 

Fale de si mesmo, fale da sua vida, mas não crie histórias de outras pessoas. Detesto conversar com pessoas que só sabem olhar para os outros, falar dos outros, e nada de si mesmas. Na verdade elas não conversam, somente fofocam. Então, não temos diálogo, e elas acabam falando sozinhas. Isso é algo que atrai com imã. Se você não for da turma dos fofoquetes, eles não te perseguem, ainda bem. Melhor permanecer na inocência, na ilusão...

👎 5. Vícios...

Relacionados a bebidas, jogos e pornografia, que na verdade não são defeitos mas doenças. É muito difícil lidar com esse tipo de situação, especialmente quando as pessoas não reconhecem que são doentes, e tratam estes "defeitos" como características normais, com consequências normais, e interferências normais na vida de outrem. É difícil até escrever sobre, pois aparenta intolerância de minha parte ao descrever este item, mas que incomoda, incomoda. Além de entristecer também.

👎 6. Preguiça. 

Achar que qualquer coisa tá bom, que qualquer resultado tá legal, e ainda encontrar defeito em quem é "planejador e fazedor" e corre atrás. A preguiça parasita é intolerável. Antes ser workaholic(a), engajado(a) e assertivo(a). Viver na preguiça é deixar a vida passar, e não dar significado a ela, e isso é no mínimo deprimente.

👎 7. Indiferença. 

Não se preocupar, não se emocionar (nunca), não se comover (com nada), não considerar (os sentimentos alheios), penso que isso não é um jeito legal de se viver. Não é preciso desatar em lágrimas, mas ao menos mostrar presença e respeito. Fazer pouco caso é o fim. Nem sempre silêncio pode significar indiferença, mas talvez sim. Eu tento ser sábia, interpretar tudo da melhor maneira, eu tento, juro que tento. Só que às vezes não dá. Se não for indiferença, a boa comunicação fará seu trabalho. Se formos analisar bem, muitos dos anteriores tem a ver um com os outros.


Bem, era isso. Já foi suficientemente intenso e demais. Ninguém declararia um "defeito" desse tipo numa entrevista de emprego. Nenhum destes tem lado bom, a maioria se escondem. Eles são quase imperceptíveis com quem pouco conhecemos, mas reais. Pois nem sempre a primeira impressão é a que fica, e nem tudo o que parece, realmente é. O lance não é viver desconfiado(a), mas esperto(a). Atento(a). Sempre vigiando (e orando), para que não se desenvolva em nós a raiva, mas o amor e a paciência, mesmo nestas situações nada fáceis para amar. Se for intolerável demais, talvez a distância seja o remédio e a cura.

EDEL 💋
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!