2 de abril de 2017

Como foi a minha viagem d'flash a SP em final de março/2017

Um relato de viagem em texto porque em vlog teria sido muito cansativo. Gente, estive em SP, no Curso do GTD nível 2 - Projetos e Prioridades, em final de março/2017 - mais precisamente 24/03/2017! Isto não parece verdade, mas é, e tirei fotos para evidenciar. Não gosto de fazer alvoroço antes, pois vai que alguma coisa dá errado, e quase deu. Então, estou mega feliz e agradecida por ter dado tudo certo, e o post de hoje é o relato de viagem. A resenha do curso publicarei durante a semana.

Espero que vocês se divirtam com o texto, bem real, bem eu. A vantagem é que nesse formato vocês podem deduzir coisas, acrescentar algo que esteja nas entrelinhas, se é que há, e essa é a parte divertida de escrever, afinal, sou blogueira, preciso escrever. Aprendi que é bem legal estar presente e captar os "milagres" de cada dia, e tem muitos linkados aqui neste post. Quer saber como foi essa viagem?! Vem comigo!

QUINTA-FEIRA - 23/04/2017

Como toda PO super organizada, organizei a pasta de manhã e troquei de bolsa. Peguei a minha preferida, que serviu de "manta ou cobertor" (e foi a minha salvação senão teria passado ainda mais frio!). Como seria uma viagem d'flash, vapt-vupt, bate e volta, só precisaria do essencial, um kit de sobrevivência para uma viagem rápida. Ainda não tinha um checklist desses, então vivamos a experiência e depois façamos o bendito pra não carregar tralha inútil.


A hora da saída de casa


Saí de casa 13h. Encontrei o trajeto na estrada de Toledo para Cascavel em manutenção, trânsito lento em alguns trechos, me veio uma sensação ruim do tipo "Será que chego à tempo? Deus, dai-me paciência e tranquilidade!" Cheguei bem.

Deixei o carro no estacionamento e fui retirar as passagens de ida e volta na Catarinense e a nota no evernote de viagem não abriu para meu desespero e aflição. "Aí meu código de viagem. Está no email, peraí que logo falo pra você", disse eu a atendente. Enquanto mantenho a calma, com minha identidade ela já imprimiu os bilhetes na maior tranquilidade e estava me dando tiau. Ufa. Ok. Tudo ok. Dei um rolê por lá, sentei, fotografei as passagens (vai que invente de fazer um vlog de fotos...). Já era 15h15min a essas alturas, e o horário do ônibus era 16h.

As passagens para SP

Comecei a escrever o relato de viagem porque vlog é muito "não viver cada etapa". (Nada contra os vlogueiros, quem sabe isso só seja desculpa minha para não gravar o primeiro). Lembro do relato da viagem para a POB 2015, eu com todas as malas no aeroporto, quase embarcando no avião e as meninas desesperadas e preocupadas comigo ou com as malas (nao sei ) e em perder o avião. Aqueles poucos instantes que pareceram uma eternidade não seriam tão bem retratados num vlog como o foram no relato de viagem. Então em certos casos na vida, um relato escrito é melhor que um vlog.

O kit de sobrevivência essencial

Enquanto aguardava o ônibus resolvi beliscar uns biscoitos. Uma jovem que estava sentada não tão próxima de mim teve ideia parecida. Com um pote Tupperware Pink com bolo caseiro e um rosa com guardanapos de papel, começou o seu lanche. Insight pra próxima viagem: esse item vai pro checklist - trazer bolo e guardanapos.

Depois, sentada no ônibus lembrei que esqueci de acionar o alarme do carro, mesmo tendo trancado tudo certinho. Aí vem aqueles pensamentos bestas: "Saio e vou lá, será que dá tempo?!" Então a sensatez esclarece: "Claro que não dá, faça figa para o carro estar intacto quando voltar, e não fale pro marido, só quando chegar em casa."

Aí parei de escrever e não fiz nada por longas horas. A viagem foi tranquila, fiquei de bobeira no celular, falei com o maridão (ônibus com 4G é outra coisa), e acho que depois, relaxei e dormi. Senti muito frio na viagem, mesmo com camisa manga longa, pois não levei manta junto (mais um item pro checklist), apesar de ter levado a almofada de viagem, ainda bem.

SEXTA-FEIRA - 24/03/2017

Dormi mesmo depois, pois só me recordo do motorista gritando "SOROCABA". Senti um frio na barriga, depois disso não consegui mais dormir. 5h30min da manhã. Puxa... Já estamos em Sorocaba. Cidade bonita. Achei que nunca passaria por aqui, assim, by bus (😂😂😂). Tava quase chegando. Daria tempo: aleluia! O curso começaria às 8h.

Chegando a SP por céus ou terra, sempre me veio esse pensamento - Será que gostaria de morar aqui? Gosto tanto desse clima de cidade, sempre gostei. Conversando com as pessoas que moram lá, imediatamente me lembro como é maravilhoso morar onde moro, e aí, a convicção é de que é maravilhoso estar em SP só de passagem, sempre em lua de mel. Assim sempre será legal 💕.

Tomei um café na rodoviária, e logo peguei um táxi para o L'Opera Hotel, onde seria o curso. Fui a primeira a chegar, sã e salva. Deu tempo pra acordar de vez, mandar mensagem pros meninos e ouvir a mensagem do Miguel. "Mamãe. Te amo. É o Miguel". Gente, isso foi um milagre. Ele repetia o que meu marido falava.

Curso GTD nível 2 - Projetos e Prioridades

Bem o curso foi sensacional, o dia passou voando e a resenha dele postarei durante a semana. Almoçamos num restaurante natureba do bairro Pinheiros, em companhias que só falavam de GTD, rs... ótimas companhias. É tão bom fazer novas amizades GTDs como a Almerissa, conhecer quem já conseguimos localizar antes do curso no grupo do Face como a Bianca, rever o querido Daniel, que foi novamente o instrutor do curso, e aprender também com os comentários e colocações de mais 5 colegas que estavam lá: a Andrezza, a Cristina, o Wilson, o Denis e o Tiago.

Quando o curso acabou eu me senti entregue... ao cansaço. Era por volta de 17:30, o ônibus partiria 21:15, mas o meu pique não era bater perna, e sim comer alguma coisa, tomar um café, ler a apostila do curso e esperar na rodoviária mesmo. E assim foi. Há textos incríveis do David Allen na apostila. Não consegui parar até ler todos. Apesar da canseira quis ler tudo, e foi muito legal. Cada vez mais entendo os insights da Thais no blog dela. Missão cumprida, por hora.

Turma do GTD nível 2 de 24/03/2017 - SP

Eu queria mesmo era dormir, mas precisei esperar, pois o ônibus chegou super atrasado, e saímos de SP perto das 22h. Então na volta descobri onde se localizam os carregadores de celular, e a bateria aguentou até em casa depois.

Pensando alto agora, um vlog seria muito chinfrim não pelo fato de ter ido de ônibus, porque foi pra lá de confortável até, mas porque um vlog não retrataria minha expectativa e alegria em fazer esse curso como se isso fosse a última Coca-Cola do deserto, nem o cansaço pós curso que me deixou meio tonta, atordoada, bem estranha mesmo por causa da canseira. 

Um vlog ficaria totalmente sem sentido, porque acredito que temos de viver certos momentos não interpretar personagens. Fazer de conta que está tudo ok, quando você só quer seu chuveiro, sua cama, seu travesseiro e incubar tudo o que acabou de refletir. Só que a realidade era encarar 16h de viagem de volta. Louca pra chegar em casa. Não faria uma cara muito agradável por mais feliz, realizada e agradecida que estivesse porque a canseira falaria mais alto e eu não falaria coisa com coisa.

SÁBADO - 25/03/2017

Acordei animadinha, feliz da vida por ter dado tudo certo, e quando chegamos em Cascavel, as 13h e vi que o carro estava ok, ufa, deu tudo certo mesmo! Passei no shooping, almocei, bati perna na Americanas até terminar minha Coca-Cola mas não comprei nada (milagre!), e depois voltei para casa. Só queria um tomar um banho, por um vestido, tomar uma xícara de café de verdade, comer um pãozinho normal sem frescura, mais nada. E acabei repetindo alto não sei quantas vezes, que foi tudo mara, doideira total, e que preciso esclarecer mais, muito mais, sempre mais... Se rolar o nível 3 farei tudo de novo, só que desta vez com Checklist de Itens Essenciais para uma Viagem D'flash!

EDEL 💋
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!