16 de setembro de 2016

Resenha do livro Como reinventar o casamento quando os filhos nascem



Quando a gente casa, já sabe que não será um mar de rosas... bem, ratificando: será um mar de rosas sim, cheios de espinhos. Até pode começar com muita paixão, sem enxergar os defeitos do outro, acreditando em perfeição e juras de amor eterno. Essa fase apaixonada dura o que, até 3 anos? Talvez caia por terra bem antes, depende do gênio de cada um, e da paciência que os cônjuges tiverem um com o outro. Depende de tanta coisa...

Agora imagine um casal que ainda está se adaptando um com o outro, nessa fase de paixão meio cega, de repente, entra um bebê no jogo. Vira amuleto de salvação ou destruição do casamento. Atenção exclusiva pra ele, e reduzida pro casal, que ainda não viveu nada, nem sabe o que é conviver direito, de forma sábia e madura. 

Seja este o contexto, ou depois de 10 anos de casamento, a avalanche de mudanças que um filho provoca na vida de um casal é grande. O marido pode já estar cansado da rotina familiar monótona, e ela, desacreditada que um dia viverá um relacionamento como deseja com seu marido. Se já é difícil conviver a dois, a três ou quatro então, sai de baixo!

A grande verdade é que o relacionamento vira um triângulo amoroso, onde sempre dois estão alinhados e um fica de lado. Onde todos competem por atenção e por falar mais alto, naquele egoísmo de ter seus interesses preservados em primeiro lugar.

Todo casal deveria ler este livro, pois traz reflexões muito oportunas para reinventar o casamento, diante de novos desafios e mudanças da vida. O casal não deixa de ser casal só porque viram mãe e pai. Um filho não supre as necessidades que ambos tem um do outro.

Gary Chapan trabalha essa reinvenção do casamento em cinco capítulos centrais, a saber:

  1. Faça do casamento uma prioridade.
  2. Assuma o controle da sua agenda.
  3. Assuma o controle do seu dinheiro.
  4. Aprenda a disciplinar seus filhos.
  5. Descubra o segredo da intimidade

Já recomendei como leitura obrigatória o seu livro chamado de "As cinco linguagens do amor", que comentei também mais aqui, mas este é tão  importante quanto aquele. Reinventar o casamento não precisa somente estar atrelado ao nascimento dos filhos, mas é aí que muitos casamentos desmoronam, exatamente por que é nesse momento que vem a tona as rusgas não resolvidas e é bombardeado o que precisa estar firme e forte, desde sempre: o relacionamento conjugal.

É interessante o que um livro da categoria casamento tem a ver com um blog de organização... mas confira os tópicos acima. O autor aborda assuntos como prioridades, organizar rotinas, dividir tarefas e responsabilidades, administrar as finanças, encarar o relacionamento de frente, além do que para ensinar disciplina aos filhos é preciso em primeiro lugar definir regras e consequências, para todos. A ideia do Jogo do Lar é inspirada na reflexão sobre este livro, que foi uma boa surpresa para mim, e espero que seja para você também. Se é casado(a), ou está pensando em casar, independente se existam já tenha filhos ou não.

Tenha certeza de que sua vida pode ser reinventada, seu casamento fortalecido, e sua família ser construída em pilares que não descambam por qualquer temporal. Depois de ler o livro, me conte, se não tenho toda a razão de escrever e defender isso.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!