12 de setembro de 2016

Organizando o Arquivo Pessoal do meu primo

Organizando o Arquivo Pessoal do meu primo

Você pensa que não tem registros em casa para montar um home office? Que não tem papeis para organizar um arquivo pessoal ou de trabalho em casa, pois está tudo na empresa? Te informo que isto tem mais cara de devaneio do que verdade... você tem registros em casa sim! Vou te contar uma história recente que aconteceu comigo, onde pude comprovar essa verdade.

Fiquei hospedada na casa do meu primo Ernesto em Toledo, durante o festival de Música de Cascavel, pois ele estava de férias no RS, e era meio inconveniente vir pra casa todos os dias durante aquela semana de estudos em julho/2016. Ele foi muito gente boa comigo me entregando as chaves da casa, e minha intenção era somente ficar nisso, mas agradecer assim, só agradecendo?

Assim, não resisti em fazer uma surpresa pra ele, e digamos assim, um troca troca de favores. Pedi permissão para organizar a cozinha (na próxima segunda eu contarei essa pra vocês!), mas a outra parte, ele conferiu somente quando chegou em casa, e ficou ainda mais feliz da vida! Ele mora sozinho, e até que estava tudo bem arrumado, mas precisando de uma organização mais prática e funcional. Pensei primeiramente em sugerir algumas melhorias num relatório somente escrito, mas considerando que talvez ele não tivesse tempo nem vontade pra implementar, e eu sou tipo o "Sonic Boom", como diz o Gui, acabei colocando a mão na massa, depois da permissão dele, claro. Enfim, meus toks de organização indo além dos meus espaços...

Já conversamos noutros momentos, em montar um home office pra ele, organizar um sistema de arquivos, só que a resposta que tinha era totalmente a ver com as sugeridas no primeiro parágrafo. Cá entre nós, meu primo (talvez como você aí) achava que isso não precisava. Só que nessa, já andou perdendo algumas coisas importantes...

Acredito que até mesmo ele se surpreendeu em conferir a papelada organizada num arquivo! Pequeno, mas enfim, com tudo centralizado e organizado! As pessoas se surpreendem com o que guardam, do tipo "Eu nem sabia que tinha isso!" ou "Eu nem sabia onde estava isso!" ou "Puxa, até tenho uma quantidade razoável de registros para guardar mesmo!".


Onde se localiza o home office?



No momento ele utiliza a mesa de jantar como mesa de trabalho/estudo, e nada mais prático do que isso. Precisa mais? Cada um no seu cada um, o ambiente pode funcionar tanto como sala de jantar para receber visitas ou como ambiente de trabalho/estudo quando estiver sozinho. Isto também é praticidade, e muitas pessoas podem se identificar com esta realidade.

Só que o pensamento dele é super prafrentex, pois uma das primeiras coisas que incluiu neste ambiente foi uma linda e estilosa estante de madeira de demolição, para organizar sua coleção de livros, LPs, e outros objetos. Os cds ficam no rack da sala, e nada mais louvável, pois coleções existem para aparecer mesmo.

Aproveitei para utilizar a parte de baixo da estante, que estava meio "indefinida", para colocar os produtos organizadores (caixa de arquivo e caixa organizadora) com seus documentos e registros pessoais, do trabalho e da casa.


Como organizei o arquivo pessoal no home office?



Reuni os registros que estavam espalhados em diversos cantinhos da casa, avaliei a maioria deles, separei alguns pra ele conferir depois, e descartar o que não era importante guardar. Como o volume de papel não era tão grande, e muita coisa era documento de valor histórico mesmo, ficou bem fácil fazer a categorização. Sobrou pouca coisa para manter num arquivo corrente.

O que consideramos necessário manter no arquivo, organizamos num arquivo maleta da Dello, que nomeamos Arquivo Corrente. O conteúdo dele tem referências (entre receitas, telefones), registros da casa (comprovantes de pagamento, notas fiscais e manuais), alguns registros do trabalho, pasta para contas a pagar (e/ou lembretes para não esquecer de nada!), e lembranças (mais atuais, pra organizar depois e fazer um filtro na hora de transferir para o outro arquivo - o de memórias).

A caixa organizadora ficou como Arquivo de Memórias, Histórico ou Permanente. Lembranças de viagens, eventos, ou itens recebidos, que tenham a ver guardar por algum tempo. Ali dentro desta caixa há também uma pasta sanfonada que contem todas as certidões, certificados, diplomas, documentos e outros registros que consideramos de valor permanente, e que remetem a atividades desenvolvidas na vida pessoal e profissional. Simples assim!


O tok de organização foi mais diretamente na papelada em si, que prefiro me referir a registros e documentos. Este itens precisam de ser organizados em algum tipo arquivo, então, agora ele tem um arquivo funcional, prático e super organizado!

É legal salientar duas coisas nesta história que facilitaram muito o processo da organização: a primeira é não se apegar a papeis/objetos desnecessários, e a segunda é expor suas coleções e não guardá-las em caixas para algum dia/talvez fazer alguma coisa com elas... 

Que tal você me contar como organiza os seus documentos? Está precisando criar algum tipo de arquivo para eles para organizá-los melhor?!

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. ficou ótimo!

    acho que uma etiquetadora manual teria ajudado na hora de preencher as etiquetas das divisórias.

    abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, as minhas fiz numeradas, então nunca mudam! Já quando etiqueto por assunto... preferimos assim mesmo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!