7 de setembro de 2016

Organizando Arquivos: como organizei meu arquivo permanente?

Arquivo de Memórias da Família


Conheça a sistemática que utilizo para organizar o meu Arquivo de Memórias da Família ou Permanente, como prefiro chamá-lo. Comecei a organizá-lo faz tempo, e ele já apareceu noutros posts quando escrevi sobre organizando as lembranças. O conteúdo de 4 caixas estava esclarecido e organizado. Em 2013 considerava um "intermediário das lembranças", pois não havia avaliado todo conteúdo e queria reduzi-lo. Depois de um acaso da vida me motivei a fazê-lo. É que por mais que se guarde certas coisas como "valor permanente", pode chegar uma hora e você querer descartar tudo.

De uns tempos pra cá, voltando a estudar sobre arquivos, deu um click pra mim, que arquivo permanente não eram somente os documentos pessoais e registros relacionados a trabalho e previdência que guardava no módulo da estante branca, e diplomas que ficavam na parte superior dela, mas todo aquele arquivo que havia organizado como Arquivo de Lembranças.

Num processo de otimização de arquivos aqui em casa, identifiquei mais coisas que poderiam estar ali, neste arquivo de memórias, liberando e esclarecendo outros espaços em casa, e integrando tudo ali, em cima do armário, em mais caixas da Ordene que acabaram dando sopa por aqui.


Fiz um breve vídeo no #desafiovideopo (tá lá na fanpage!) que a querida colega Priscila Saboia sugeriu na Semana da PO, e com isso, além de pagar mico com aquelas etiquetas laranjas nas caixas, me animei a esclarecer estas caixas faltantes e finalizar a identificação do arquivo. Bora lá que o bicho vai pegar! Como estava quase tudo ok, foi fácil finalizar, só precisava de um pouquinho de vontade e dedicar um tempinho para isso.

No vídeo mostro como ficou o arquivo, e o conteúdo de duas caixas da Ordene que compõe ele, pra você entender melhor como organizo a parte interna delas! Basicamente sigo a mesma estrutura dos demais arquivos: pastas L, identificações padronizadas, pastas de elástico, para registros em papel, e pasta sanfonada para cada membro da família (certidões, certificados). Utilizei 2 caixas menores para os objetos, que encaixei dentro delas sem grandes complicações. Ah, e tem duas que criei para os meus filhos Guilherme e Miguel, para começar a organizar as memórias e registros deles! Simplesmente amei ter esclarecido tudo isso!

Espero que você tenha se inspirado com os meus exemplos de Arquivo Corrente, Intermediário, e hoje com este post sobre o meu Arquivo Permanente ou de Memórias! Ah, e também aprendido um pouco mais com o Infográfico de Conceitos Básicos de Organização de Arquivos!
Na próxima semana irei mostrar a ferramenta essencial para gerenciar todos esses registros: a Tabela de Temporalidade. Será um dos posts mais esclarecedores sobre gestão documental, não perca! 

Assista o vídeo e confira mais dicas também sobre porque guardar e desapegar!


Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Ei, Edel! Adorei essa série Arquivos Pessoais. Só fiquei curiosa em saber como vc faz essas etiquetas para colar nas caixas. Me conta?

    ResponderExcluir
  2. Oi Helida! Então, que bom que gostou! As etiquetas faço tudo no www.canva.com. Dá pra inventar mil possibilidades, adoro! Imagens, artes gráficas, faço tudo lá! Obrigada por comentar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por responder. Nossa, amei o canva! Já estou usando para um montão de coisas.

      Excluir
  3. Edel, eu de novo! rsrsrs. Essas caixas da foto são de quantos litros? Vi que nelas cabem direitinho pastas de elástico e estou querendo comprar pela internet...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helida! Esta é a descrição: Caixa organizadora média alta cristal 30L 21201 Ordene. Mostra depois o que está aprontando! Abraços,

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!