29 de junho de 2016

O trabalho para mim é... por Fabiani Rozeng Moraes



Já aparecerem diversas Personal Organizers aqui com formação em Secretariado Executivo, e ainda vão aparecer mais, te garanto (tem POs mais organizadas e tops que essas?! Brincadeira!). Só que para o quadro "O trabalho para mim é # Diferentes Profissionais e Conceitos", não escolhi Personal Organizer ex-secretária executiva para falar sobre sua visão de trabalho x organização, mas minha amiga e ex-colega de faculdade, a querida Fabi.


O motivo...


Admiro mulheres alegres, de bem com a vida, independentes, que valorizam o que são e fazem com ou sem elogios, pois apesar de bons não são eles que nos impulsionam para frente. Mulheres ousadas que marcam e se destacam, sem a intenção de aparecer, mas porque sabem se impor e influenciar positivamente e o fazem com sabedoria e autoridade. Que trabalham com seriedade e profissionalismo sem jamais perder o bom humor. Que tem postura, elegância, inteligência emocional, e especialmente autenticidade. Quem não desejaria uma secretaria executiva assim ao seu lado? Tive a feliz oportunidade de conviver com uma pessoa assim nos tempos da faculdade, bela fase, que a gente nunca esquece.

O trabalho para mim é... por Fabiani Rozeng Moraes



  
Nome: Fabiane  Rozeng Moraes
Profissão: Secretária Executiva (atualmente atua como Analista de Governança)
Local onde vive: Brasília/DF


1. O que o trabalho significa para você?

Para mim, o trabalho é uma oportunidade de ensino e aprendizado, de evolução, principalmente moral. Temos a chance de trocar experiências, é uma evidência da satisfação de ser útil e de exercer um dos nossos principais desafios, que é a convivência com o outro.

2. Conte, resumidamente, quais atividades você desenvolve no seu trabalho.

Há exatos 2 anos, trabalho como Analista de Governança na Funpresp-Exe – Fundação de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo. Meu trabalho consiste basicamente em assessorar as reuniões dos órgãos colegiados da empresa (Conselhos Deliberativo e Fiscal, Comitês de Assessoramento Técnico, Diretoria Executiva e Comitê de Investimentos e Riscos). Trabalhando no Gabinete da Presidência, atuo ainda com normativos, gestão de riscos, planejamento estratégico, mapeamento de processos e elaboração de relatórios e peças técnicas. Ou seja, ainda que com outro nome, continuo exercendo as funções primordiais da profissão de Secretária Executiva.

3. Você sempre trabalhou nessa área? Foi algo planejado, aprendido e treinado ou seus dons/vocação o direcionaram a esta atividade?

Desde os 14 anos de idade, quando conheci a Denise, Secretária Executiva do grupo Copobrás/Incoplast, descobri qual seria minha profissão. Não foi algo exatamente planejado. Nessa época eu trabalhava na produção, e, por um acaso do destino e indicações médicas, comecei a secretariar em um ambulatório médico. Alguns anos mais tarde, mudei-me para Joinville e continuei a secretariar, desta vez em uma escola profissionalizante. No mesmo local comecei a lecionar aulas de Secretariado. Pouco tempo depois, estabeleci-me em uma empresa de saneamento como Secretária e continuei com as aulas aos finais de semana. Nessa época, também cursava a faculdade de Secretariado Executivo, em Jaraguá do Sul, oportunidade em que descobri um dom – lecionar (e aprender) secretariando. Hoje, já são 18 anos como Secretária (tomei um susto com esse cálculo agora! rs!). Por isso, costumo dizer que não escolhi secretariar, fui escolhida!

4. Seu casamento com sua profissão atual sempre estiveram bem? Houve algum desejo de "chutar o balde"? Se sim, o que te motivou a continuar?

Até hoje não casei, por isso acho mais fácil falar que não tive problemas relacionados à profissão que escolhi. No entanto, sempre me dediquei muito ao trabalho. Houve época em que mais de 70% da minha vida era voltada ao trabalho. Felizmente, o tempo e a maturidade ensinam a “dosar” e priorizar as coisas.

5. Você considera a organização importante na sua vida e no seu trabalho? Por quê?


É essencial para tudo que se faça, no meu ponto de vista. Tanto na vida pessoal quanto profissional, a organização ajuda a manter-te equilibrada, a ter disciplina e claro, otimizar o tempo, o que nos dias atuais, é um grande diferencial. Além do que, com a prática, torna-se natural organizar tudo: as ideias, os sentimentos, as atividades, o tempo. E, consequentemente, a própria vida.

6. Como você se organiza no trabalho? Utiliza recursos físicos ou tecnologia? Especifique.

Hoje em dia é difícil não utilizar-se de recursos tecnológicos, não é verdade? Eu utilizo vários, principalmente o computador. Quase 90% do meu trabalho é baseado no computador, mas, como Secretária, aprendi que não devemos jamais abrir mão da “velha amiga”, a agenda. É ela quem te salva nos “momentos de crise”. Eu faço da agenda um diário, lá anoto as agendas do dia, as tarefas, as anotações relativas às reuniões que assessoro, enfim, tudo. Trabalho com 6 órgãos colegiados diferentes, então, tanto no ambiente eletrônico quanto no físico, a classificação de documentos e pastas é feita por órgão colegiado, finalidade (reunião, documentos, cadastros, etc.), ano e especificidade do assunto. Além disso, há outros recursos de apoio, como ferramentas de correio eletrônico, agenda compartilhada, gerenciador de tarefas eletrônico, calendário mensal de atividades, plano de trabalho anual, planilhas de contatos e de pendências. Realmente, são muitos, os mais diversos e de acordo com as atividades exercidas.

7. Onde podemos encontrar mais informações sobre você e seu trabalho? (rede social/contato)


Eu ainda vou conseguir gerenciar um blog, mas no momento, estou nas redes sociais, onde procuro compartilhar um pouco do que acredito e do que vivo no dia a dia. Facebook e Linkedin

8. Tem algo a acrescentar, que não tenha sido questionado, mas que possa ter lembrado durante essa breve reflexão sobre seu trabalho e/ou alguma mensagem final?


Quando o assunto é organização, eu sempre tenho umas frases meio clichês comigo:

1 - “Nunca deixe para amanhã o que se pode fazer hoje.” (Damiana Martins Roussenq – minha avó amada)

2 – “Há um lugar certo para tudo e, sobretudo, para as coisas.” (versão adaptada por mim mesma.)

3 – “Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito.” (Pitágoras)

E a melhor de todas, que remete ao que falei logo no início da entrevista:

4 - “O hábito do trabalho modera qualquer excesso, induz à necessidade de organização, ao gosto pela ordem; da ordem material chega-se à moral; portanto, o trabalho pode ser considerado como um dos melhores auxiliares na educação.” (Massimo D’Azeglio)

Para encerrar, te agradeço Edel, pela oportunidade de participação no blog e por poder falar um pouco mais sobre um tema que é tão importante em nossa vida. Desejo-te sucesso por este caminho empreendedor que escolhestes e, acima de tudo, felicidade! 

Eu que agradeço amiga por ter aceito o convite! Abração!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!