29 de junho de 2016

O trabalho para mim é... por Fabiani Rozeng Moraes



Já aparecerem diversas Personal Organizers aqui com formação em Secretariado Executivo, e ainda vão aparecer mais, te garanto (tem POs mais organizadas e tops que essas?! Brincadeira!). Só que para o quadro "O trabalho para mim é # Diferentes Profissionais e Conceitos", não escolhi Personal Organizer ex-secretária executiva para falar sobre sua visão de trabalho x organização, mas minha amiga e ex-colega de faculdade, a querida Fabi.


O motivo...


Admiro mulheres alegres, de bem com a vida, independentes, que valorizam o que são e fazem com ou sem elogios, pois apesar de bons não são eles que nos impulsionam para frente. Mulheres ousadas que marcam e se destacam, sem a intenção de aparecer, mas porque sabem se impor e influenciar positivamente e o fazem com sabedoria e autoridade. Que trabalham com seriedade e profissionalismo sem jamais perder o bom humor. Que tem postura, elegância, inteligência emocional, e especialmente autenticidade. Quem não desejaria uma secretaria executiva assim ao seu lado? Tive a feliz oportunidade de conviver com uma pessoa assim nos tempos da faculdade, bela fase, que a gente nunca esquece.

O trabalho para mim é... por Fabiani Rozeng Moraes



  
Nome: Fabiane  Rozeng Moraes
Profissão: Secretária Executiva (atualmente atua como Analista de Governança)
Local onde vive: Brasília/DF


1. O que o trabalho significa para você?

Para mim, o trabalho é uma oportunidade de ensino e aprendizado, de evolução, principalmente moral. Temos a chance de trocar experiências, é uma evidência da satisfação de ser útil e de exercer um dos nossos principais desafios, que é a convivência com o outro.

2. Conte, resumidamente, quais atividades você desenvolve no seu trabalho.

Há exatos 2 anos, trabalho como Analista de Governança na Funpresp-Exe – Fundação de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo. Meu trabalho consiste basicamente em assessorar as reuniões dos órgãos colegiados da empresa (Conselhos Deliberativo e Fiscal, Comitês de Assessoramento Técnico, Diretoria Executiva e Comitê de Investimentos e Riscos). Trabalhando no Gabinete da Presidência, atuo ainda com normativos, gestão de riscos, planejamento estratégico, mapeamento de processos e elaboração de relatórios e peças técnicas. Ou seja, ainda que com outro nome, continuo exercendo as funções primordiais da profissão de Secretária Executiva.

3. Você sempre trabalhou nessa área? Foi algo planejado, aprendido e treinado ou seus dons/vocação o direcionaram a esta atividade?

Desde os 14 anos de idade, quando conheci a Denise, Secretária Executiva do grupo Copobrás/Incoplast, descobri qual seria minha profissão. Não foi algo exatamente planejado. Nessa época eu trabalhava na produção, e, por um acaso do destino e indicações médicas, comecei a secretariar em um ambulatório médico. Alguns anos mais tarde, mudei-me para Joinville e continuei a secretariar, desta vez em uma escola profissionalizante. No mesmo local comecei a lecionar aulas de Secretariado. Pouco tempo depois, estabeleci-me em uma empresa de saneamento como Secretária e continuei com as aulas aos finais de semana. Nessa época, também cursava a faculdade de Secretariado Executivo, em Jaraguá do Sul, oportunidade em que descobri um dom – lecionar (e aprender) secretariando. Hoje, já são 18 anos como Secretária (tomei um susto com esse cálculo agora! rs!). Por isso, costumo dizer que não escolhi secretariar, fui escolhida!

4. Seu casamento com sua profissão atual sempre estiveram bem? Houve algum desejo de "chutar o balde"? Se sim, o que te motivou a continuar?

Até hoje não casei, por isso acho mais fácil falar que não tive problemas relacionados à profissão que escolhi. No entanto, sempre me dediquei muito ao trabalho. Houve época em que mais de 70% da minha vida era voltada ao trabalho. Felizmente, o tempo e a maturidade ensinam a “dosar” e priorizar as coisas.

5. Você considera a organização importante na sua vida e no seu trabalho? Por quê?


É essencial para tudo que se faça, no meu ponto de vista. Tanto na vida pessoal quanto profissional, a organização ajuda a manter-te equilibrada, a ter disciplina e claro, otimizar o tempo, o que nos dias atuais, é um grande diferencial. Além do que, com a prática, torna-se natural organizar tudo: as ideias, os sentimentos, as atividades, o tempo. E, consequentemente, a própria vida.

6. Como você se organiza no trabalho? Utiliza recursos físicos ou tecnologia? Especifique.

Hoje em dia é difícil não utilizar-se de recursos tecnológicos, não é verdade? Eu utilizo vários, principalmente o computador. Quase 90% do meu trabalho é baseado no computador, mas, como Secretária, aprendi que não devemos jamais abrir mão da “velha amiga”, a agenda. É ela quem te salva nos “momentos de crise”. Eu faço da agenda um diário, lá anoto as agendas do dia, as tarefas, as anotações relativas às reuniões que assessoro, enfim, tudo. Trabalho com 6 órgãos colegiados diferentes, então, tanto no ambiente eletrônico quanto no físico, a classificação de documentos e pastas é feita por órgão colegiado, finalidade (reunião, documentos, cadastros, etc.), ano e especificidade do assunto. Além disso, há outros recursos de apoio, como ferramentas de correio eletrônico, agenda compartilhada, gerenciador de tarefas eletrônico, calendário mensal de atividades, plano de trabalho anual, planilhas de contatos e de pendências. Realmente, são muitos, os mais diversos e de acordo com as atividades exercidas.

7. Onde podemos encontrar mais informações sobre você e seu trabalho? (rede social/contato)


Eu ainda vou conseguir gerenciar um blog, mas no momento, estou nas redes sociais, onde procuro compartilhar um pouco do que acredito e do que vivo no dia a dia. Facebook e Linkedin

8. Tem algo a acrescentar, que não tenha sido questionado, mas que possa ter lembrado durante essa breve reflexão sobre seu trabalho e/ou alguma mensagem final?


Quando o assunto é organização, eu sempre tenho umas frases meio clichês comigo:

1 - “Nunca deixe para amanhã o que se pode fazer hoje.” (Damiana Martins Roussenq – minha avó amada)

2 – “Há um lugar certo para tudo e, sobretudo, para as coisas.” (versão adaptada por mim mesma.)

3 – “Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito.” (Pitágoras)

E a melhor de todas, que remete ao que falei logo no início da entrevista:

4 - “O hábito do trabalho modera qualquer excesso, induz à necessidade de organização, ao gosto pela ordem; da ordem material chega-se à moral; portanto, o trabalho pode ser considerado como um dos melhores auxiliares na educação.” (Massimo D’Azeglio)

Para encerrar, te agradeço Edel, pela oportunidade de participação no blog e por poder falar um pouco mais sobre um tema que é tão importante em nossa vida. Desejo-te sucesso por este caminho empreendedor que escolhestes e, acima de tudo, felicidade! 

Eu que agradeço amiga por ter aceito o convite! Abração!

27 de junho de 2016

Como organizo meus materiais de trabalho em pastas coloridas da Dello



No início do mês eu mostrei aqui como organizei meu home office com as caixas da Dello, e não sei se te chamou a atenção as minhas pastas coloridas (a sorteada que me fez ganhar este lindo presente!), mas hoje quero contar um pouco como me organizo com elas. São 8 pastas: amarela, verde, azul, pink, roxa, preta, vermelha e transparente. Lindas, divertidas, originais, que alegram minha mesa de trabalho! Como aqui no meu home office é tudo muito no preto e no branco, clean, neutro e básico, as cores em alguns detalhes como esse dão um efeito bem legal!

Utilizo elas há mais ou menos 1 ano, e desde o começo organizo o conteúdo delas por contextos de trabalho. Já alterei os contextos nesse tempo todo, alguns saíram, outros novos entraram. Então, contarei aqui como está a versão atual. Não sei se tem mais tok de gtd ou de arquivos, acho que um mix dos dois, pois são registros que consulto com bastante frequência, então é um arquivo corrente de trabalho (conceito de arquivos), ou materiais de suporte a projetos (conceito GTD). Enfim, deixando os conceitos de lado, vamos conferir como me organizo com estas lindinhas, também da Dello!

Às vezes gosto de escrever as coisas no papel, desenhar, e inventar uns esquemas (mapas mentais e tabelas), então, deixo os registros nestas pastas para depois esclarecer e enfim, tomar alguma ação sobre ou transferir para o arquivo de trabalho no Evernote (e jogar o papel no lixo). Poderia deixar tudo lá? Sim, mas me organizo melhor visualizando e escrevendo certos projetos do que elaborando eles diretamente no aplicativo.

Estas pastinhas funcionam basicamente como uma "incubadora de projetos", com algumas referências que são mais consultadas. Dentro de cada uma destas pastas os registros estão organizados e separados em pastas L, identificadas com Algum dia/talvez e Materiais de Suporte. Deixa eu detalhar um pouco pra você visualizar o meu esquema:

Pasta Preta - Vida
Dentro desta pasta armazeno materiais de suporte a projetos, e ideias de projetos algum dia/talvez.
Aqui atualmente estão os assuntos: lazer, estudos GTD, projeto de vida.

Pasta Amarela - Casa
Dentro desta pasta armazeno materiais de suporte a projetos, e ideias de projetos algum dia/talvez.
Aqui entram os toks que pretendo dar na casa nos próximos meses, ideias que vão surgindo, e para não deixá-las escapar guardo-as aqui!

Pasta Transparente - Finanças
Aqui guardo anotações relacionados a gastos do mês, que depois de esclarecidos irão para o lixo ou para o devido arquivo. É uma espécie de "pasta de transferência" também.

Pasta Pink - Pasta "em trânsito"
Aqui o espaço está quase sempre vazio, ele só é preenchido quando saio e levo a pasta comigo, para pagar contas, levar ou trazer algum documento "na rua". É uma pasta "mix" de entrada, transferência e saída, quando estou "em trânsito", e os registros ficam centralizados num lugar só, em vez de perdidos na bolsa. É a pasta que vai sempre junto comigo quando saio de casa pra resolver pendências "na rua".

Pasta Vermelha - Blog Transformando Espaços
Pasta Roxa - Serviços Personal Organizer
Pasta Azul - Música
Pasta Verde - Coral

Dentro de cada um destes contextos tenho também materiais de suporte a projetos, projetos algum dia/talvez.


É isso, só posso dizer que o fato de serem coloridas ajuda bastante, e nem preciso mais ler o que está na identificação para pegar a pasta que preciso, já é automático! Ah, e elas ficam no revisteiro charmosinho que comprei há anos atrás lá na Etna, em Joinville/SC. Aproveitamento total! O lugarzinho delas é em cima da minha mesa de trabalho, sempre por perto.

O que achou, gostou da minha prática? Te dei alguma ideia? E você, como organiza seus papeis de trabalho, próximos da sua mesa? Conta aí!

24 de junho de 2016

Recordando quem já passou por aqui neste 1º ano de Bate-papo com Personal Organizer

Você não pode imaginar como fico feliz com essas visitas de cada mês aqui no blog! É sempre uma inspiração conhecer diferentes profissionais, seus espaços de trabalho, sua visão da organização e estratégias pessoais de como se organizam. Eles entendem desse negócio, concorda comigo?

Quando vocês estiverem lendo este post, espero estar na companhia de muitos deles, na 3ª Conferência Personal Organizer Brasil! Animação total! Revendo colegas, fazendo novos contatos e amizades, tirando selfies com as "celebridades" (rs....) e claro, buscando novos convites e parcerias! Se vocês curtem estas entrevistas, e desejam conhecer mais profissionais, assim como eu, quem sabe algum aí da sua cidade em especial, deixem aqui nos comentários quem gostariam de ver aqui no Bate-papo com Personal Organizer!

Infelizmente não é possível escolher a todos, pois felizmente o número de POs é muito grande e a tendência é crescer ainda mais! Gostaria de deixar registrado que não é porque esse é melhor que aquele que está aqui, muitos são convidados e não se sentem a vontade de participar, por seus "N" motivos, super entendo. É acima de tudo uma oportunidade que disponibilizo aqui neste meu espaço, meu blog, para que nossa profissão seja cada vez mais conhecida e reconhecida aqui no Brasil e lá fora também.

Muito obrigada aos 12 primeiros que aceitaram meu convite de estar aqui! Sucesso a todos!
Recordando quem já passou por aqui neste 1º ano de Bate-papo com Personal Organizer

22 de junho de 2016

Inspiração # 8 - Livros



Livros são grandes conselheiros. Contém conhecimento, sabedoria, informação. Já escrevi sobre como organizá-los aqui no blog. Não chego a ser uma viciada por livros, mas coleciono os títulos que mais me marcaram. Ler é uma atividade que trabalha muito a nossa imaginação, pois nos transporta para outro mundo, para a história que lemos. Ler aprimora nossas habilidades de escrita, nosso vocabulário, e aguça nossa curiosidade, fazendo com que nos envolvamos com os personagens, e não consigamos parar enquanto não soubermos o final, com você também é assim? Há também outras categorias de livros, que ensinam diversas coisas, sobre tantas diferentes áreas do conhecimento. Cada pessoa tem afinidade com um tema em especial. A aprendizagem autodidata através dos livros é uma experiência fascinante. Não que os cursos presenciais ou a distância não sejam importantes, mas ler é muito mais simples e prático. Basta se organizar, e enfim, mergulhar na leitura! Livros além de tudo isso decoram lindamente os espaços, só não deixemos eles cheios de pó pelo pouco uso. O conteúdo neles contido é transformador (para o bem e para o mal), então, faça sábias escolhas.

20 de junho de 2016

Decorando os ambientes com quadrinhos da MMM!


Parede vazia não é legal, tem de ter um quadrinho, ou uma combinação deles! Que tal criar aquela combinação especial, com alguns quadrinhos novos e charmosinhos da MMM junto com alguns que você já tem aí na sua casa? Selecionei 5 modelinhos, confere aí! Achei uma graça este primeiro, minilousa, dá pra inventar muitas coisas legais! Utilizar como identificador de caixas de feira ou brinquedos, ou escrever a palavra que quiser nele, com a letra mais estilosa de todas: a sua própria! Vamos conferir?!








E você, curte quadrinhos na parede? Gosta dos tamanhos pequenos, grandes, ou da mistura deles? Conta pra mim! E não deixe de conhecer mais modelos na MMM

                   

17 de junho de 2016

Meu quadro para gerenciar as tarefas com contact e post-its



Repaginei meu antigo quadro de recados do Garfield (que decorava o quarto do Guilherme por um tempo e depois o meu home office) num Mural de Contact e Post-it, para gerenciar as tarefas. Basicamente é uma espécie de "material de suporte a ações e projetos", para que o foco da semana, do mês e do que for adiado, fique mais visível, e não escondido dentro de pastas e tags do Evernote. Tipo, o que está ali, são projetos que preciso começar/desenvolver e/ou finalizar prioritariamente:
  1. ESTE MÊS
  2. ESTA SEMANA
  3. PRÓXIMA SEMANA
  4. PRÓXIMO MÊS
  5. PRÓXIMO SEMESTRE
  6. PRÓXIMO ANO
Este quadro nada mais é do que as tarefas prioritárias, que preciso finalizar em determinados prazos e que precisa ser atualizado toda semana. Poderia utilizar ele no Evernote? Sim, até pensei em fazer o teste, mas aí duplicaria a informação desnecessariamente. Lá já tenho outro tipo de informação complementar as ações e projetos, e está funcionando bem assim. Gosto da tecnologia, mas também gosto de ter lembretes visuais que me chamem atenção, e especialmente organizem o que preciso fazer em primeiro lugar. Nada melhor do que pegar um pedacinho de papel, amassar e jogar no lixo, respirando aliviada "Ok, Concluído!", e substituir o espaço por outro papelzinho novo!

Não consigo marcar certas ações no calendário, não funciona pra mim. Quando marco no google agenda, me sinto pressionada e tenho a tendência de não fazer, exatamente por me sentir pressionada por mim mesma, coisa louca, não? Não gosto de ficar conferindo o calendário pra esse tipo de coisa a todo momento, para escolher o que fazer já bastam minhas listas. Não gosto de viver sob pressão, mas de me sentir livre para fazer o que acho mais importante em determinado momento. Aí tudo corre bem. Tem tarefas prioritárias que fazemos quem nem para as listas vão, então, não gosto de exagerar e considerar que tudo tem de estar escrito em algum lugar.

Por exemplo "Finalizar palestra até dia 15.07.16, sei que preciso finalizar até tal data, e é importante que ela esteja como lembrete na agenda/calendário, porém preciso de algo visível que me adiante aos fatos. Se preciso finalizar a palestra até 15 de junho, até final de maio preciso que tudo esteja mais do que encaminhado pra finalizar ela antes do prazo. Alguns imprevistos são traiçoeiros, então é melhor prevenir do que remediar. Antes antecipar do que deixar o prazo extrapolar, me sinto muito mal só de pensar em não conseguir finalizar uma tarefa no prazo. Isso raramente acontece (acontece? rs...), mas acho que me sentiria muito mal se fosse algo corriqueiro. Por isso me organizo para que não ocorra, e possa ficar bem.

O meu quadro para gerenciar as Tarefas com contact e post-its está sendo super útil para a finalidade, de organizar minhas prioridades e lembretes. Como você mantém as suas ao alcance dos seus olhos, para que não perca o foco delas?!

15 de junho de 2016

Bate-papo com a Personal Organizer Yolanda Hollaender

Lembro que o primeiro contato que tive com a Yolanda foi através dos e-mails que ela enviava lá em 2013,  pois estava frente a esse movimento que ela mesma descreve abaixo, no processo de criação da ANPOP - Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade. Ano passado tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente no Curso de Organização de Arquivos com Tadeu Motta, e até de almoçarmos juntas e trocarmos mais figurinhas! É um amor de pessoa, e tem uma preocupação toda especial com os desorganizados crônicos, assunto na qual tem seu foco de trabalho e vem se especializando. Sim, gente, desorganização pode ser uma doença, e há tratamento para os acumuladores crônicos, felizmente. Muito amor e paciência, por que não deve ser nada fácil. Só que hoje o assunto não é desorganização crônica, mas sim Bate-papo com Personal Organizer, então, vamos a entrevista! Noutro momento Yolanda volta pra falar sobre isso em especial!

Bate-papo com a Personal Organizer Yolanda Hollaender


Bate-Papo com a Personal Organizer Yolanda Hollaender



Nome: Yolanda Hollaender

Formação Acadêmica: Bacharel em Letras

Especialização: Língua Inglesa

Site ou Blog: www.yorganiza.com.br e www.desorganização.com.br

Local onde reside: São Paulo/SP

Breve Currículo: Yolanda Hollaender, graduada em Letras e Secretariado, foi professora por mais de 10 anos em escolas de primeiro grau e trabalhou como secretária bilíngue em empresas de diversos portes. Blogueira amadora desde 2009, atualmente é consultora e profissional de organização em ambientes residenciais e corporativos; sócio fundadora da Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade – ANPOP. É corresponsável na Oficina de Suporte aos Problemas de Desorganização, juntamente com uma psicoterapeuta. Participa, também, de cursos de aperfeiçoamento e aprimoramento na área de organização.

1. Como você descreve os benefícios da organização na sua vida?

Com a organização, economizo tempo e energia para dedicar-me ao que realmente interessa e, com isso, tenho melhorado minha qualidade de vida.

2. Desde quando é apaixonada (o) por organização e há quanto tempo é "oficialmente" Personal Organizer? Onde fez o curso de Personal Organizer?
Organização é algo que tenho feito ao longo do tempo, desde a infância quando eu guardava meu material escolar, dividindo o armário da sala com meus irmãos. Naquela época, eu já tinha uma boa noção de como otimizar espaços. Descobri a ‘arte de organizar’ depois de várias mudanças de residência num curto espaço de tempo, quando, depois de ter morado no interior, voltei para a cidade. Procurando por uma atividade, descobri a OZ e fiz um curso de capacitação no segundo semestre de 2012. Mas, iniciei, de fato, com o lançamento de meu blog Yorganiza – Personal Organizing, em 25 de janeiro de 2013 e, logo, com uma amiga, promovi encontros entre profissionais de organização, nascendo daí o engajamento com a ANPOP, associação da qual fiz parte da primeira diretoria; como também, atualmente, participo do staff da 3ª edição da Conferência Internacional de Profissionais de Organização que acontecerá em junho de 2016. Eu poderia dizer que tenho respirado organização o tempo todo!

3. Qual sua principal área de atuação - serviços de organização presencial, consultoria, palestras, workshops, cursos, ou ainda outra?
Faço consultoria e organização de espaços, como também promovo workshops. Tenho estudado o Transtorno de Acumulação e, juntamente com uma amiga psicoterapeuta, desenvolvo um trabalho voltado ao desorganizado crônico. Sou idealizadora da Oficina de Suporte aos Problemas de Desorganização, onde acontecem encontros e palestras de sensibilização para pessoas com dificuldade em se organizar. Recentemente, formei, junto com a psicóloga que faço parceira, um Grupo de Estudos com profissionais de organização para a troca de ideias sobre o atendimento ao desorganizado crônico - ocasião em que os participantes trazem sugestões de leitura e apresentação de cases para um amplo debate sobre o assunto.

4. Qual tipo de arquivo ou móvel possui em casa para organizar a papelada?
Uma bancada de 1,80m. Adaptei de uma prancha que minha filha se desfez, usando dois gaveteiros como suporte. Utilizo, também, arquivos de pastas suspensas para organizar meus documentos.

5. Como é o seu home office? Pode nos mostrar uma foto do seu cantinho, especialmente da sua mesa de trabalho e cadeira que utiliza?
Na bancada de trabalho, tenho minha agenda física, meu notebook, a impressora, canetas e lápis, além de bloquinhos de notas e minha pequena prancheta para anotações diversas. Minha cadeira é confortável e ergonômica, com apoio para os braços.

Home Office Yolanda Hollaender


6. Você aplica o GTD no gerenciamento de informações, rotinas e tarefas? Se não aplica, utiliza outro método?
Aplico, sim. O que mais gosto de utilizar é a Técnica Pomodoro, através da qual divido minhas tarefas em blocos de 25’ cada, com 5’ de intervalo. Planejo meu dia de trabalho, antes de começar minhas atividades diárias, assim, sei quanto tempo preciso para cada tarefa.

7. Que tipo de agenda e gerenciador de tarefas utiliza, físico ou eletrônico?
Uso tanto a agenda física como a agenda do Google, onde concentro meus compromissos. Um exemplo que funciona muito bem para mim é anotar em minha prancheta quais as atividades do dia: coordenar a atividade doméstica; atividade física, sair para um atendimento; fazer telefonemas; resolver pendências; ou entregar uma tarefa. Calculo o tempo aproximado de cada uma dessas etapas e, assim, meu dia é planejado. Claro que contratempos podem acontecer e, para isso, deixo uma folga entre uma atividade e outra, justamente para compensar eventuais imprevistos.

8. Qual seu livro de organização preferido?
Meu mais recente livro de cabeceira tem sido ‘The ICD Guide to Challenging Disorganization’, voltado para profissionais de organização. E pelo Kindle, o livro de Judith Kolberg ‘What Every Professional Organizer needs to Know about Hoarding’. É meu aprofundamento no estudo sobre desorganização crônica. Mas, em paralelo, tenho procurado ler tudo o que envolve organização de espaços, produtividade e gestão de tempo.

9. Qual produto organizador você não saberia viver sem?
Gosto muito de organizadores para armários e gavetas, em que deixo minha lingerie, minhas meias, meus lenços, meus talheres, meus mantimentos em ordem e fáceis de pegar.

10. Que dica de organização você considera a mais essencial para sua vida?
Os benefícios de uma boa organização, praticada de forma disciplinada e contínua, podem proporcionar aumento do espaço, melhoria na limpeza, agilidade ao procurar alguma coisa que precisa, aumento do tempo para se dedicar a outras coisas e, sobretudo, uma vida com mais liberdade.

13 de junho de 2016

Workshop sobre Administração do Tempo

Amo escrever sobre organização e palestrar em eventos on line, mas é também maravilhoso poder inspirar pessoas a se organizarem num contato mais direto. No dia primeiro de junho tive mais uma  oportunidade de disseminar esse conteúdo, quando ministrei um workshop de organização nas dependências da ACIMACAR, aqui na minha cidade Marechal Cândido Rondon (PR).

 

Sobre a organização do evento


Quando entrei em contato com a presidente do núcleo do Conselho da Mulher Empresária, Djeni Schwingel, apresentando minha proposta de parceria, comentei que poderíamos abordar diversos assuntos, e para minha surpresa e alegria, o tema que eu desejava falar era o mesmo que ela sentiu mais curiosidade: administração do tempo!

Esse contato foi no início de abril, e no mês seguinte Djeni já me deu um feedback positivo, e sugestão de datas. Assim, começamos a preparar o evento, e foi muito legal todo o apoio e suporte da ACIMACAR: muito obrigada!

 

O dia do evento


O auditório estava cheio, com 60 pessoas! Parte do valor arrecadado foi destinado a ONG Arca de Noé, que tem por objetivo elaborar, coordenar, executar, estimular e apoiar ações, projetos e políticas de defesa dos animais, aqui na cidade. O propósito do evento foi apresentar alguns conceitos importantes sobre organização e produtividade, entre outros e alguns exercícios práticos e individuais que denominei carinhosamente como "7 toks de organização", que precisamos ter no dia a dia, para tornar tudo mais fácil e prático, e principalmente, para tornamos real o que aprendemos na teoria!


 

Parcerias


Agradeço às Personal Organizers Bruna Vascelai, de Cascavel /PR, que nos enviou mimos da sua loja Organon - produtos de organização, e Rosiane Stumm, de Marechal Cândido Rondon, pelo apoio, incentivo, divulgação do evento e amostras de Moffim, que foram sorteados entre os participantes. É uma forma de divulgar o inovador trabalho de organização que acontece na região, mostrando que estamos aqui para promover melhorias e muitas transformações!

Meu muito obrigada também a todos que de alguma forma contribuíram para que este momento acontecesse, a ACIMACAR, ao Núcleo do Conselho da Mulher Empresária da ACIMACAR de Marechal Cândido Rondon, e também aos que se interessaram em prestigiá-lo, marcando presença! Que consigam colocar em prática os 7 toks, que fazem toda a diferença no melhor aproveitamento do nosso tempo!

 

Você também pode se beneficiar deste workshop!


Deseja promover a reflexão em sua equipe de trabalho sobre este tema, tão cada vez mais importante e essencial em nossa realidade "maluca", onde nossas tarefas não cabem no espaço de 24h?! Então entre em contato comigo, para que possamos personalizar um evento semelhante, especialmente para sua empresa! Por que organização é mais qualidade de vida para você, e qualidade de vida é mais produtividade com menos stress!

Confira algumas fotos do evento:




Workshop tem de ter tarefa!

Os mimos patrocinados por nossas parceiras também Personal Organizers Bruna Vascelai e Rosiane Stumm
Workshop Administração do Tempo - Ganhadores dos brindes
Os felizardos que ganharam os brindes!


Charlene, da ACIMACAR, Djeni e eu

Banner de Divulgação

Auditório lotado!





12 de junho de 2016

O verdadeiro significado de datas especiais e prioridades no relacionamento


Os dias que antecedem o dia dos namorados sempre são especiais. Especialmente pra nós, meu marido e eu, pois foi nessa época que nos conhecemos. É uma comédia esse nosso começo nada convencional, mas a importância da data é que a partir daí um entrou na vida do outro, mesmo tendo acontecido o "amor a primeira vista" somente por parte dele. Mas isso não vem ao caso, o que pretendo aqui é contar pra vocês duas lições aprendidas com relação a datas especiais e prioridades.

Durante os primeiros quinze anos de casados eu fui muito estressada com datas especiais. Criava muita expectativa, como se devessem acontecer grandes coisas naquela data, e deixava de aproveitar o momento. Talvez fosse algum "toc de organização" que não me fazia bem. O que eu fazia de "grandes coisas"? Eu não fazia, esperava por ele, que é  desligado por natureza, então já viu a encrenca. As pequenas porém significativas coisas eram desconsideradas, pela neura de que deveria ter sido mais legal. Sempre conseguia fazer rolar um climinha básico de insatisfação.

Homens nem sempre se ligam nessas coisas, e mulheres se frustram por pouca coisa. Parece que é meio obrigação comemorar ano após ano, aniversário de namoro, de casamento, quando nos conhecemos, e mais outras tantas datas que a gente acha super importante que sejam lembradas.

Só que agora aconteceu a catástrofe: Dia 7 de junho fez 19 anos que nos conhecemos, e nenhum de nós lembrou da data, nem euzinha aqui. Sabia que tinha alguma data festiva essa semana, mas nem me toquei que era essa. Sexta voltando de um "jantar dos namorados" nos flagramos do ocorrido.

Quer mesmo saber? Acho que finalmente entendemos o significado de prioridade no nosso relacionamento, e de que todos os dias são especiais. De que criamos o tempo, criamos as oportunidades, e de que levar a vida com mais bom humor é melhor do que levá-la demais a sério. Meu marido também se tocou de que lazer e qualidade de vida não acontece só nos poucos dias de férias do ano. Viva a vida!

Se fosse noutras épocas esse esquecimento, agora duplo (dos dois!), seria motivo de discussão (por causa de mim, claro). Desta vez a gente chegou a conclusão acima juntos, e dando gargalhada, tentando lembrar onde estava nossa cabeça no início da semana... (pra garantir, acho que vale anotar a data no calendário, como lembrete permanente. Não dá pra confiar na memória não.).

Por que resolvi contar essa história hoje? Porque acredito que deve haver muita mulher neurótica como eu (era), e desculpem a sinceridade, como eu disse, se não me fazia nada bem, pra mulher nenhuma deve fazer. Existem muitas coisas que desgastam um relacionamento, e estar ao lado de uma pessoa "mala" acho que deve ser o mais matador de todos. Quem aguenta? O que edifica? O que acrescenta?


O comportamento e a própria mudança de atitude que fazem com que um novo relacionamento aconteça (com o mesmo cara). Passei anos falando (brigando) com meu marido sobre a tal prioridade: querendo ser a prioridade número 1, e que o casamento fosse a coisa mais importante. A chegada dos filhos, principalmente o primeiro, bem no dia que fazemos aniversário de casamento, quebrou um pouco esse meu egoísmo, e então dá pra perceber quanta imaturidade está expressa em não se compreender o que a gente mesmo acredita. Ele nem sempre é minha prioridade número 1, porque eu deveria ser a dele? Isso não quer dizer que não tenhamos o casamento como prioridade. Só que a vida é mais do que isso: é trabalho, é família, é estudo, é lazer individual, é amizades.

A organização também teve muito a ver com isso, pois ela faz a gente olhar para as áreas da vida, e sacar que tudo é importante. Especialmente faz a gente entender o verdadeiro conceito de prioridade: ter tempo para o que é importante. Como são muitas coisas importantes, cada uma deve ter seu momento, e elas se alternam de tempos em tempos. É simples assim! A gente precisa saber dividir atenções em família, por exemplo, e quem tem filhos vai entender o que estou falando.

Como já dizia o sábio Rei Salomão "Tudo tem o seu tempo, cada coisa tem a sua ocasião" (Ec 3.1).  Também para crescer, amadurecer e enxergar a vida com um olhar mais inteligente. E aí, se identificou com essa "mulher mala" que descrevi? Já tentou fazer diferente? Faça o teste, e seja mais feliz!

9 de junho de 2016

Como organizei meu home office com as caixas By Romero Britto da Dello


Participei da campanha #organizecomdello que aconteceu no instagram da @organizecomdello, publicando uma foto de um ambiente aqui em casa onde utilizo produtos da Dello, e felizmente o meu foi sorteado! Assim, recebi de presente 3 caixas da coleção Romero Britto e hoje mostro como organizei ainda mais o meu home office com estes lindos produtos organizadores!

Minha foto sorteada no Instagram era essa, onde escrevi na descrição "Apaixonei-me por estas pastas da Dello. Utilizando as cores para organizar a papelada. Perfeito para tornar a organização mais divertida!" Me conta, tenho ou não tenho razão?!

Pastas coloridas da Dello


 Confere aí como estou utilizando cada caixa:

Caixa Pequena: Estoque de Papel A4


Estoque de folhas A4

Caixa Média: Arquivo de Trabalhos Escolares e Desenhos do Guilherme

Caixa com Trabalhos Escolares e Desenhos
Trabalhos centralizados aqui, para serem organizados e classificados noutro momento


Caixa Grande: Projetos Algum dia/Talvez para fazer no Home Office


Caixa Projetos Algum dia/talvez
Itens "para transformar"

Itens interessantes para reciclar ou reutilizar em outros projetos futuros. Em resumo, deixo nesta caixa itens que pretendo transformar (e que será possível fazer no home office, sem muita sujeira, a saber, sem tinta, rs...), como os itens que decoravam o Móbile do Lar, no momento desmontado por causa da reforma que está acontecendo aqui em casa.





Este cantinho das prateleiras estava indefinido, e agora foi preenchido perfeitamente! Muito obrigada Dello, pelo presente! Veja mais detalhes no vídeo! Não esqueça de curtir, compartilhar e se inscrever no canal, hein?! Até mais!

7 de junho de 2016

Webinário 10 dicas para organizar sua casa e ter mais produtividade em sua vida

Você conferiu meu post sobre o Organiza Brasil, a primeira feira com produtos e serviços de organização que irá acontecer este mês em São Paulo? Se não poderá participar, tenho certeza de que o meu convite de hoje estará bem mais acessível! Na próxima quinta-feira, dia 9 de junho, às 20h, acontecerá um Webinário Online e Gratuito sobre organização, como o tema: 10 Dicas para organizar sua casa e ter mais produtividade em sua vida!  Ainda haverá brinde grátis para os participantes, como checklists de rotina doméstica, de mala de viagem, lista de supermercado e muito mais... o que está esperando? Inscreva-se e inspire-se a viver com mais organização na sua vida!

Webinario Organiza Brasil

3 de junho de 2016

Eu me encontro na minha bagunça... será?

Eu me encontro na minha bagunça!

Argumento clássico para todas as pessoas super organizadas que não precisam de Personal Organizer nem de organização: "Eu me encontro na minha bagunça!" Hummm... você nunca ouviu isso, ouviu?! Sério?! O artigo de hoje é para esclarecer esse mito e mandá-lo voar para bem longe...

A realidade de viver na bagunça...

"Eu me encontro na minha bagunça!" é a desculpa dos desorganizados ou bagunceiros para adiar a organização (e a qualidade de vida) no seu dia a dia. Desculpem-me a dureza das palavras, mas a verdade é essa mesmo! Tenho escutado muito esta frase ultimamente, e óbvio: não me conformado com ela! Na boa, ninguém me leve a mal, mas precisava escrever sobre isso. Nós, Personal Organizers, só queremos ajudar e te levar soluções, mas para isso, você precisa reconhecer certos fatos.


Mudanças


É muito chato viver na bagunça de coisas que ainda não tiveram seu lugar definido depois de uma mudança, e por mais que as caixas estejam identificadas, uma hora o stress toma conta quando se tenta localizar algum item necessário. É uma situação atípica, dura por volta de 1 semana ou mais, dependendo do tempo que você demorar para refletir sobre a nova organização dos ambientes e finalmente encontrar o lugar de cada coisa no novo lar. Quem já vivenciou sabe disso, rola nas melhores famílias (rs...). Estou para conhecer alguém que tenha ficado super zen o tempo inteiro numa transição de residência.

Há também um tipo de mudança que não se deseja para ninguém, mas pode acontecer quando menos se espera: aquela forçada, onde se perde tudo (por roubo, acidente ou catástrofes da natureza), e se fica totalmente perdido e sem rumo, até a vida voltar nos eixos.

Reformas


A bagunça de uma reforma é das mais críticas. Se a casa não está uma zona, se torna uma. Ou se já está ruim, fica ainda pior. Situação temporária mas complicadinha. É mais crítica porque tem a forte tendência de demorar mais do que 1 semana... melhora tudo depois? Sim, claro, mas faz parte passar por essa pequena "tempestade" da bagunça, nem que seja em pequenos níveis.

Conflitos emocionais


Quem nunca viveu uma bagunça de sentimentos, sonhos e desejos? Com a chegada de um bebê ou de um novo amor, com a dúvida entre dois amores, com a dor da perda ou de uma separação, com a descoberta de uma doença ou de sei lá mais o que. Às vezes um problema pode gerar outro pior ainda, se não cuidarmos e resolvermos um de cada vez. Nem sempre temos desenvolvida uma inteligência emocional tão inabalável, somos humanos.

Falta de foco


Ah, tem a bagunça de ideias, informações e coisas a fazer, que não param de entrar na nossa lista e às vezes não saem da nossa cabeça. Esse tipo de bagunça gera um grande stress em certos períodos, e não há caixa de entrada ou sistema funcional  de arquivos que resolva. Quem nunca perdeu o foco?


Não há como fugir da bagunça


Estes são apenas alguns exemplos de situações "de bagunça" que é quase inevitável não passamos em nossa vida, em certos momentos, nos quais fica bem difícil nos encontrarmos no meio dela. "Eu me encontro na minha bagunça" não é desculpa, nem argumento, é ilusão!

Ninguém está errado de afirmar isso. Dizem que toda piada tem seu fundo de verdade, então poderíamos considerar uma piada. Tem problema esconder aspectos que precisamos melhorar na nossa vida com essa frase? Não, problema nenhum. Só que tem soluções melhores, esse não precisa ser o nosso "normal", mas a exceção de alguns momentos inevitáveis, como descritos anteriormente.

 

Uma realidade melhor: me encontrar na minha organização!

Ter a humildade de abrir a mente e o coração para ouvir um pouco o que os profissionais de organização tem a dizer sobre organização pode ser um primeiro passo. A resposta deles irá variar, mas bons profissionais certamente darão dicas espertas. Só temos a ganhar deixando a arrogância de lado, e achar que já sabemos tudo (falo por mim também).

Nós Personal Organizers, que conhecemos os dois lados da moeda, sabemos que o lado onde "eu me encontro na minha organização" é bem mais tranquilo, sem stress, rápido e simples. Não é uma realidade perfeita, não! Mas é o caminho que podemos buscar todos os dias, um pouquinho de cada vez! Pra que continuar no mito, na utopia, no achismo? Vem se encontrar também, num mundo melhor, transformado pela organização!

Compartilhe esse post pra que paremos de falar as coisas de forma banal, sem pensar, e sejamos mais inteligentes com relação às nossas situações complicadas. Vamos organizá-las, sem vergonha de pedir ajuda! Organização é o melhor caminho!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!