29 de abril de 2016

Como organizei minha despensa gastando pouco

Organização de despensa
 
Vejam só! Até a despensa entrou no clima, já que quase todos os cantinhos da cozinha foram tokados, rs... ela finalmente ganhou uma carinha mais alegre também! Está mais divertido guardar as compras depois do supermercado, nestas latinhas vermelhas, e sabendo o que vai em cada espaço da despensa, quanta diferença faz um pouco de organização!

Como vocês podem ver, meu espaço é pequeno, e infelizmente a despensa fica meio descentralizada. Os potes com mantimentos em uso, ficam lá na estante laranja, com dois cestinhos da coza de apoio a alguns itens que usamos ali pertinho da pia, ao preparar as refeições, e embaixo da pia, guardo bebidas dentro dos suportes para tal, itens de limpeza da cozinha, e alguns pequenos outros estoques que não cabem aqui de jeito nenhum. 

Olhava para este pequeno espaço na parte baixa da cristaleira (meu Objeto#30) e ficava angustiada com que solução poderia dar para ele. Até que lancei o desafio aqui e comecei a pensar com mais carinho sobre. Fiz uns testes e imediatamente percebi que minha ideia seria sim, possível. Deu trabalho redobrado por causa da pintura das latas, mas olhar para elas agora, valeu todo o esforço! Não imaginei que ficaria tão legal! Está parecendo a despensa do Mickey Mouse, pois são as cores típicas dele, não?! 


12 ideias simples, fáceis e baratas para organizar a despensa!


Despensa Pequena!

1. Vidros de Café charmosinhos guardam mantimentos.

2. Potes de sorvete para biscoitos, massas e molho de tomate.

3. Prendedores coloridos para padronizar: não é vermelho? Não é da cozinha!

4. Coloquei a lista de supermercado na porta da despensa, presa com elástico e percevejos.

5. Bandejas simples servem como cestas para enlatados e descartáveis.
 
6. Caixa da Ordene (que usamos para calçados) aproveitei para armazenar mantimentos fechados.

7. Suporte para bebidas que guardam óleos, vinagres e 2 vidros de mantimentos (2 ficaram de fora).

8. Tigelas para pipocas viraram cestos para pacotes de biscoitos e matinais.

9. Papel contact colorido nas portas. Gosto da cor da madeira, bem rústica do móvel, mas não resisti a esse colorido para a porta!

10. Usei restos de EVA, caneta bic e cola quente para as identificações, que pode apostar, ajudam muito! Parecem frescura, mas sem elas, é mais fácil a bagunça de instalar!

11. Suportes de Leite viraram porta itens também, aproveitando o espaço 

12. Latas vermelhas para mantimentos e itens diversos. (farei um vídeo especial sobre como dei essa carinha para elas!). Apenas uma delas, para sacos plásticos, encapei com contact preto e escrevi com caneta corretiva. E detalhe: identifiquei as latas com números, para facilitar, e o índice está na porta. Se eventualmente mudar alguma coisa, o que é meio difícil, mudo o índice, as latas são permanentemente 12 latas!



A ideia era dar uma cara divertida pra despensa e também tornar mais prazerosa a tarefa de guardar as compras do supermercado. Com tudo organizadinho agora, fica bem mais fácil e rápido! Viva a organização! Gostou do resultado do primeiro Organize-se Hoje! que virou até tok de organização e decor? Então compartilhe estas ideias e se inscreva no canal do YouTube, que mais toks de coisa legal virão por aí! E você, como organiza a sua despensa?! Conta aí!

27 de abril de 2016

Bate-papo com a Personal Organizer Ana Afonso

Cada vez que recebo as respostas das minhas convidadas para o quadro Bate Papo com Personal Organizer dá vontade de comentar cada resposta, mas vamos lá a uma breve introdução ao post. Ana Afonso é uma das Personal Organizers pioneiras em nosso país, e sempre é bom aprender com quem já tem mais experiência, você não acha? Nesse período comecei a me interessar pela profissão, e lembro que o dela era um dos sites que estava na minha lista de estudo e pesquisa. Além disso, é uma profissional da área da Qualidade, bem onde trabalhava na época, então, tinha como não me identificar?! "Se ela pode, eu também posso, rs....", e assim continuava sonhando. Adorei as suas respostas, especialmente a forma simples e prática como descreveu seu home office, e sua relação com a organização e gestão de  rotinas e tarefas. Ana pode não ser apaixonada por organização, mas sabe que sua essência é a simplicidade. Confiram!

Bate-papo com a Personal Organizer Ana Afonso

Bate-papo com a Personal Organizer Ana Afonso

 

Ana AfonsoNome: Ana Afonso

Site ou Blog: www.anaafonso.com.br

Formação Acadêmica: Gestão da Qualidade e Produtividade(2007) e Letras (1982)

Especialização: Gestão

Local onde reside: São Paulo/SP

Breve Currículo: Atuando desde 2006 no mercado de organização profissional em São Paulo é especialista em gestão do tempo, treinamentos domésticos e governança e presta consultoria para residências e empresas além de consultorias online também para o exterior. Graduada em Gestão da Qualidade e Produtividade, fez diversos cursos de organização, decoração, marketing, fengh shui e sustentabilidade entre outros. Pesquisadora, autora de artigos e livros na área de organização, editora do blog Ana Afonso, realiza treinamentos diversos, palestras em empresas e colabora com conteúdo para diversas mídias.

1. Como você descreve os benefícios da organização na sua vida?

Elimina o estresse, permite aproveitar cada momento com mais qualidade.

2. Desde quando é apaixonada (o) por organização e há quanto tempo é "oficialmente" Personal Organizer? Onde fez o curso de Personal Organizer?

Não me considero apaixonada por organização! Sou adepta da organização como modo de vida. Divulgo e atuo com organização (Personal Organizer) full time. Fiz cursos na Casa Arno e na OZ Organize sua Vida, em São Paulo, e mais diversos cursos presenciais.

3. Qual sua principal área de atuação - serviços de organização presencial, consultoria, palestras, workshops, cursos, ou ainda outra?

Consultoria doméstica e empresarial: treinamentos, organização presencial para residências e empresas e online também para o exterior.

4. Qual tipo de arquivo ou móvel possui em casa para organizar a papelada?

Móvel arquivo, com prateleiras para caixas e pastas.

5. Como é o seu home office? Pode nos mostrar uma foto do seu cantinho, especialmente da sua mesa de trabalho e cadeira que utiliza?

Atualmente estou em obras no home office. Tenho um quarto só dedicado ao trabalho, com prateleiras para caixas com organizadores e itens para atender clientes, além de uma bancada para o notebook. Um móvel organiza a papelada da empresa e a pessoal, além de um gaveteiro baixo. Uma estante de aço mantém perto meus livros favoritos além do material de estudo e pesquisa. Minha cadeira é um móvel herdado da minha avó estilo provençal.
Cadeira antiga

Home Office Personal Organizer Ana Afonso

Home Office Personal Organizer Ana Afonso

6. Você aplica o GTD no gerenciamento de informações, rotinas e tarefas? Se não aplica, utiliza outro método?

Conheço e experimentei diversos métodos, como o GTD que não adotei, assim como alguns programas e aplicativos, do Lotus Organizer ao Evernote. Sou muito prática e imediatista.

7. Que tipo de agenda e gerenciador de tarefas utiliza, físico ou eletrônico?

Hoje administro minhas tarefas e compromissos pela agenda Google Calendar, sincronizada com o celular. Gosto das coisas simples, acessíveis e não abro mão da agenda de papel, do caderno de anotações.

8. Qual seu livro de organização preferido?

Prefiro citar minha autora favorita de livros de organização: Donna Smallin.

9. Qual produto organizador você não saberia viver sem?

Caixas e cestas.

10. Que dica de organização você considera a mais essencial para sua vida?

Não procrastinar. Ter um plano de tarefas e rotinas e por em prática.

25 de abril de 2016

O trabalho para mim é... com Erika Karpuk



Depois de tanto vídeo inspirador, com design acessível e sustentável, hoje é dia do quadro "O trabalho para mim é # Diferentes Profissionais e Conceitos". Confiram a entrevista, e depois me digam se não acertei em cheio com o calendário deste mês!

O motivo...

Acho maravilhoso o trabalho que a Erika Karpuk desenvolve com o Design de Interiores, se tivesse escolhido ele à Organização, sinceramente, queria ser como ela, ao menos fazer parecido, rs... Falando sério, popularizar algo tão elitizado, que muitos preferem usar o termo "decoração" para parecer mais acessível... ela veste a camisa do design acessível e sustentável, ou seja, de fazer design de forma simples, criativa, realmente barata, e não manda fazer não, põe a mão na massa em primeiro lugar! Amo o canal EkTube, é minha maior fonte de inspiração pra fazer qualquer coisa aqui em casa, e nessa onda de toks de coisa legal, que misturam oganização e decor, não poderia receber ela aqui para esta entrevista em tempo mais apropriado. Depois que tinha escolhido o trio marrom, laranja e amarelo (mas a mesa acabou virando preta) para minha cozinha fui me atualizar no canal. Foi coincidência mesmo, já tinha comprado as tintas e tudo, e depois vi, que ela super indicou este trio colorido pra cozinha. Pensei em fazer o pallet com o efeito da fruteira, juro que pensei, mas... só pensei. É uma alegria imensa ter você aqui, foi uma das entrevistas que mais amei!

O trabalho para mim é... por Erika Karpuk


  
Nome: Erika Karpuk
Profissão: Designer de Interiores 
  Local onde vive: Santo André/SP


1. O que o trabalho significa para você? 

O trabalho é uma parte de mim. Minha vida, meu combustível.

2. Conte, resumidamente, quais atividades você desenvolve no seu trabalho.

Meu trabalho está sempre voltado ao design de interiores, mas nunca estacionado em um segmento apenas. Trabalho hoje com projetos voltados ao design sustentável, consciente e inteligente. Acredito no design de interiores do futuro como sendo responsável pela qualidade de vida das pessoas sem esquecer como essa busca pelo ideal reflete no meio ambiente. Meu trabalho se divide em 4 serviços:

1. PROJETO SUSTENTÁVEL DEKOR, que atende clientes de todo o país com projeto de interiores.

2. A consultoria “QUERO SENTAR NO SEU CHÃO”, onde vou até a casa ou comercio do cliente e durante algumas horas o ajudo a definir as circulações, definimos cores e acabamentos, identificamos problemas e encontramos soluções, é um serviço para quem não pode investir num projeto mas precisa de direcionamento para morar bem.

3. Ainda na área de projetos, acabo de lançar o “DEKOR EXPRESS” um projeto que estava na gaveta há anos e consegui viabilizá-lo em 2016! Esse serviço tem como objetivo a reforma rápida, sustentável e econômica. Onde meu objetivo é duplicar o valor investido pelo cliente através de escolhas certas de fornecedores e revestimentos, um planejamento de reforma perfeito, o reuso inteligente de móveis e acessórios. Todo processo feito pela equipe do Estúdio Dekor. É um gerenciamento de obras inteligente e responsável.

4. E finalmente, o EKTUBE, meu canal no Youtube, onde considero como uma prestação de serviço gratuito para a população brasileira, provando que é possível transformar com as próprias mãos os lugares onde vivemos e trabalhamos, que não é necessário muito investimento e sim muita boa vontade. Todo o conteúdo gerado por esses trabalhos alimentam minhas redes sociais e minhas palestras em universidades, então meu trabalho é intenso e em constante movimento.

3. Você sempre trabalhou nessa área? Foi algo planejado, aprendido e treinado ou seus dons/vocação o direcionaram a esta atividade?

Desde criança me imaginava arquiteta. Fiz meu primeiro curso de desenho arquitetônico com 15 anos. Então entrar na área foi natural pra mim. Mas nunca me formei em arquitetura, acabei fazendo design de interiores como uma muleta e sem pretensão nenhuma, mas acabou virando minha paixão.

4. Seu casamento com sua profissão atual sempre estiveram bem? Houve algum desejo de "chutar o balde"? Se sim, o que te motivou a continuar?

Sempre chuto o balde (risos). Não exatamente chutar a área de atuação, mas o sistema. Então comecei de um jeito quando fiz meu primeiro estágio há 20 anos atrás, e desde então chutei o balde várias vezes, até chegar no ponto onde estou hoje. Antes de ser uma profissional sou um ser humano em constante evolução, pelos menos é o que busco, então se não estou feliz vou atrás da mudança, busco as respostas e se for necessário mudo tudo.

5. Você considera a organização importante na sua vida e no seu trabalho? Porquê? 

A organização é imprescindível na minha vida. Eu era muito organizada antes dos meus filhos nascerem, hoje em dia me esforço bastante para manter um resquício da ordem que vivi um dia (risos). Hoje trabalho muito em home office, e sei que ainda tenho alguns anos para ficar ao lado deles. Então é um esforço muito grande manter a ordem familiar e profissional num mesmo local, mas extremamente necessário.

6. Como você se organiza no trabalho? Utiliza recursos físicos ou tecnologia? Especifique.

Tenho um computador, um bom celular e meu caderno. Além de muitos HDs cheios. Tento usar a tecnologia sempre a meu favor. Uso agendas online, nuvens, etc.

7. Onde podemos encontrar mais informações sobre você e seu trabalho? (rede social/contato)

Meu site é bem completo, com meu portfólio, serviços e o blog. Além do Facebook, do Instagram e do YouTube. Esses são os canais que mais gosto.

8. Tem algo a acrescentar, que não tenha sido questionado, mas que possa ter lembrado durante essa breve reflexão sobre seu trabalho e/ou alguma mensagem final?

Tenho uma frase que sempre uso no final das palestras ou quando falo sobre meu trabalho: “quando se faz com amor só pode dar certo no final”. Acredito nisso totalmente e é por esse lema que tanto busco trabalhar estando feliz. Hoje acredito no trabalho sustentável, na força do coletivo e no respeito entre os seres. Acredito num mundo melhor e trabalho por isso dentro da minha profissão.

22 de abril de 2016

Era uma vez uma mesa amarela que virou preta...


Era uma vez uma mesa amarela, lembra? Hoje contarei a transformação que fiz nela, o que era pra ter sido somente um retoque, foi bem mais do que isso. A mesa amarela é um dos meus 52 objetos preferidos, mas agora ela não é mais amarela e sim preta! Apaixonada por decor black, simples e elegante assim, transformei-a, só que não foi num passe de mágica...

Tentei reaproveitar a tinta amarela (de 3 anos atrás), era pouquinho só, pra dar uns reparos, mas estraguei toda a parte de cima (cof, cof, cof, abafa). Além de ter utilizado uma lixa grossa demais em vez da fina, ainda encheu de bolinhas e o amarelo ficou mais claro, argh! Horrível!

Era uma vez uma mesa amarela que virou preta...


Por causa desses pequenos "imprevistos" tive de mudar os planos rapidinho. "Vou pintar ela de preto", pensei, e foi o que fiz. É a tinta que tá rolando por aqui (Preta Brilhante Suvinil) e estou adorando os resultados! Dará um tok tipo DekorChic, a la Erika Karpuk, rs...

Com a lixa certa em mãos, reparei minhas cacas, deixei ela bonitinha e pintada como deve ser. Não contente somente com a nova cor, faltava nela dois detalhes essenciais: um tampo de vidro e rodinhas!!!

O vidro pra proteger e conservar melhor a madeira das melecas que a gente acaba fazendo na cozinha e as rodinhas porque a mesa é um apoio na falta de balcões e bancadas, uma espécie de "ilha" rodeada pela área de trabalho e armários. O balcão da pia também é pequeno (1,20cm), mais um motivo para ela estar ali no centro.

O vidro Blindex mandei fazer sob medida, claro, e para as rodinhas meu marido furou os pés da mesa e instalou-as para mim, depois de finalizada a pintura. Essa parte da furadeira deixo com ele, já pensou no perigo de aprender mais isso? Assim já invento mil motivos para usá-la, imagine se eu aprender a manuseá-la...

E aí, gostaram da nova versão? Preferem a amarela ou a preta?! Eu amei das duas! Vem assistir o vídeo, e ver como ela ficou linda a minha cozinha!


18 de abril de 2016

10 ideias de criado-mudo para você se inspirar e reinventar o seu!

criado-mudo diferente e criativo

Criado-mudo, pra que te quero? Este móvel aparentemente supérfluo se faz necessário para armazenar pequenas coisinhas ao lado da cama no quarto de dormir, como um abajur, objetos decorativos significativos, algum livro que esteja lendo momento, óculos, ou um despertador.

Às vezes ele é tão pequeno, tão sem graça, tão comum, que combinando com o mobiliário até cria uma monotonia no quarto, ou o alinhamento perfeito, dependendo do ponto de vista. Se você gosta de ideias diferentes, que tal repensar um modelito novo para você?

Selecionei 10 ideias pra você se inspirar, quem sabe ainda passe outra coisa pela sua cabecinha criativa, e em vez de copiar, você reinvente outro modelo, com algo que tem aí em casa e que pode muito bem ser útil como um belo criado-mudo. O desejo de quem pesquisa e sugere aqui é fazer você repensar e reconstruir seu cantinho bem com a sua cara!

Ideia 1

Este é um modelinho de nichos, num estilo mais arredondado, cheio de curvas, que dá um ar mais feminino e de movimento ao móvel, perfeito para o canto dela. 

criado-mudo formas arredondadas

Ideia 2

Quem diria, mãos francesas mais um balde viram um revisteiro ao lado da cama...

criado-mudo diferente e criativo

Ideia 3

Galhos secos arranjados embaixo de um tampo de vidro, contrastando o elegante e o rústico, pra quem tem coragem de misturar sem medo, porque certo é o que você acha legal!

criado-mudo com galhos secos

Ideia 4

Modelo de madeira bem diferente, cujo apoio é todo trabalhado, bem estiloso, cheio de design!

criado-mudo em madeira

Ideia 5

Cavaletes virando criados-mudos, porque não? Só pra dar um charme, pois é um móvel não requer muitos objetos.

criado-mudo amarelo

Ideia 6

Reaproveitando com rolos de fio industrial, amei esta sugestão!

criado-mudo com rolo de fio industrial

 Ideia 7

Balanço é tão engraçadinho neste lugar, dá um ar divertido ao ambiente!

criado-mudo balanço


 Ideia 8

Blocos de concreto podem organizar muito bem os objetos neste cantinho especial.

criado-mudo criativo

Ideia 9

Pneus: mais uma solução reaproveitando materiais!
criado-mudo reaproveitando materiais



 Ideia 10

 Um modelo mais quadrado, mas sem cara de criado-mudo. Pra quem não quer deixar tudo a mostra e gosta de mudar com frequência: a porta frontal pode estampar um tecido, um contact... 

criado-mudo simples com contact


E aí, gostou das ideias? Para finalizar lembre-se: este é o tipo do móvel onde “menos é mais”, para não sobrecarregar o ambiente associado a descanso e claro, manter o clima de organização.

Fonte das Imagens: Pinterest.

15 de abril de 2016

As cores da cozinha: laranja na estante e pallet e preto na lixeira


O segundo vídeo da saga "transformações na cozinha" é sobre as mudanças que fiz na cor da estante, do pallet e da lixeira, e a tag é tok de organização e decor porque conto também um pouco como organizei os itens da estante. Ela foi comprada para servir a lavanderia, lá no apartamento em Jaraguá do Sul, que nem mostrei pra vocês aqui, porque nem blog existia na época. Como moramos um tempo próximos da praia, a estante de ferro deteriorou bastante, e pra dar um jeito na ferrugem, só lixa e tinta para metal mesmo. Estava caótica a situação, sem contar a cor, totalmente sem vida alguma pra uma cozinha colorida, como eu queria que fosse a minha. O pallet utilizava para ferramentas afins com o hobby do marido, no  escritório dele, mas na casa atual, instalei ele na cozinha para acomodar utensílios perto da área de trabalho. A lixeira é uma antiguinha, repaginada com um black brilhante, na esperança de não enferrujar tão cedo. Conto mais detalhes no vídeo, bora assistir? Se gostou, curta e compartilhe!

As cores da cozinha: laranja na estante e pallet e preto na lixeira


11 de abril de 2016

O segredo do sucesso que talvez ninguém ainda contou pra você



Muitas vezes compartilho no instagram do blog imagens relacionadas a minha vida musical, especialmente a orquestra. Pode parecer que não tem nada a ver com Transformando Espaços, e com espaço em si realmente não tem, mas com organização, pra mim tem tudo. Porque elas retratam muito bem aquela expressão da Thais Godinho de "transformar sonhos em objetivos", ou como eu escrevi por lá na imagem do primeiro concerto oficial que participei na última sexta: "organizar é colocar cada coisa no lugar certo, também nossos sonhos: no lugar onde eles se transformam em objetivo, meta e viram realidade!" Isso é projeto de vida aplicado na vida real, não planejamento estratégico de gaveta, onde nenhum planejamento deveria ficar.

 

O segredo do sucesso que talvez ninguém ainda contou pra você



Relaciono a seguir três lições aprendidas na minha vida, afins com o segredo do sucesso que talvez ninguém ainda contou pra você, misturando organização e música, e especialmente: planejamento estratégico!

 

1. Defina metas SMART


Sempre quis fazer parte de uma Orquestra, a música clássica foi a primeira que me fisgou, e por causa dela que comecei a estudar piano há anos atrás. Especialmente depois de ter assistido o espetáculo que é a OSPA em ação. Só que naquela época, se for analisar minha lista de metas, hoje entendo: eram totalmente surreais, a curto prazo. Como poderia ser maestrina, pianista, violinista, professora, especialista em tecnologia musical, tudo junto e misturado, e pior: começar já lá em cima? Não tinha traçado nenhum caminho, só onde queria chegar, e como era muito a longo prazo, nem com óculos conseguiria visualizar claramente a visão clara e objetiva. Havia tantos obstáculos para transpor, tanto a fazer e a aprender, para então, enfim, chegar onde esperava. Era um caminho demorado, não seria do dia para a noite. Citando outras habilidades que precisava conquistar: liderança, empatia, inteligência emocional, além de conhecimento técnico nas áreas em questão, e controlar a ansiedade de querer tudo pra ontem. Onde poderia imaginar que seria tudo tão mais fácil anos mais tarde (hoje): partituras a disposição na internet; vídeos diversos no You Tube, de concertos a aulas didáticas; cursos a distância na área que for, inclusive na musical.


Ah, como o planejamento estratégico tem a nos ensinar! E como é duro ver que definimos metas tão toscas quando não sabemos definir metas, como confundimos objetivo com meta, e distorcemos tudo.

A técnica SMART sugere que a meta deve ser:
  1. S (Specific) - específica, direta, objetiva, não deixar dúvida.
  2. M (Measurable) - mensurável, ser escrita quantitativamente, para que possa ser medida.
  3. A (Attainable) - alcançável, nem fácil nem difícil demais. Não pode ser desmotivadora por ser difícil demais, nem tão fácil que não precise nenhum esforço para alcançá-la. Ousada, mas realista.
  4. R (Relevant) - relevante, que traga significados para a vida (ou empresa), que tenha a ver com os propósitos em questão.
  5. T (Time-bound) - temporal, precisa ter um tempo limite estipulado para verificar se foi alcançada ou não.

Se uma meta não tem estes ingredientes, ela simplesmente não existe, e o resultado é a frustração mesmo, sem solução. Precisa dizer mais?

 

2. Defina objetivos a curto prazo, sem excessos e realistas


Costumo dizer que posso ter desistido da música, mas ela não desistiu de mim, esteve sempre a espreita. Parei de fazer aulas, mas o piano estava ali na sala, mesmo tendo virado objeto de decoração. Lembro o que um amiga me disse um dia, que quando estava triste ia até o piano, e tocava até a tristeza passar. Às vezes fazia isso, mas o piano virou minha tristeza. O arquivo musical foi parar no baú literalmente, porque ainda não era hora de jogar tudo no lixo, "quem sabe volte a utilizar um dia", volte a fazer e dar aulas (num período que não o fazia). Chegou um tempo que coloquei na cabeça que precisava vendê-lo, e investir noutra coisa. Num violino, que fosse. Voltar a estudar, mas outra coisa, esquecer do piano. Ninguém pagou o preço pedido por ele, então, ficou lá. Começar do zero no violino? Estudar mais, pra nada, de novo? Pra tocar só pra mim, até a tristeza de tocar solitariamente passar? Não.


Não é legal definir objetivos demais, porque pode ser frustrante não alcançar a todos, da mesma forma como o é não definir objetivo algum com relação ao que se pretende fazer. Importante é ter objetivo que se consiga fazer algo a respeito, no momento atual, de forma realista e delimitando o tempo de alcance deles com as metas. O casamento objetivo e meta precisa estar muito conectado, pois um precisa do outro para existir e fazer sentido.

 

3. Pare de se lamentar dizendo "se tivesse feito assim", vá lá e faça, hoje!


Nunca havia tocado um violino na vida. Meu tio é violinista, e nunca tive coragem de pedir pra sequer pegar no instrumento, tentar tirar algum som dele, ver como é que funciona aquele negócio. Hoje penso que se tivesse feito isso, talvez tivesse focado na aprendizagem do violino e não teria ficado tão confusa assim diante de tantos caminhos. Mas como o "se tivesse feito assim" nunca faz nenhuma diferença, se a gente não vai lá em faz, paciência. Tive um aluno de piano que volta e meia falava que a filha começou a aprender violino, tocava bem, e que agora o instrumento estava jogado num canto, porque ela parou de fazer aula e de tocar. De novo fiquei próxima da possibilidade do "se tivesse feito assim", só que daí fui lá e fiz: pedi emprestado o violino da filha desse meu aluno, pra tentar aprender a tocar o bendito instrumento, pois não faria mais um investimento musical à toa. Foi amor ao primeiro toque. O violino capta o que sentimos, se estamos bem, o som sai bem, se estamos cansados, estressados, de mal com a vida, o som fica uma porcaria, não adianta enganar professor algum. Junto com o piano, é o sentimentalismo a flor da pele. Tão lindo, tão emocionante, tão divino! 

Se lamentar pelo que fez ou deixou de fazer não adianta nada , só resolve fazer alguma coisa, e mudar no tempo presente. Acho tão utópico certos conselhos de sucesso e ganhar dinheiro, onde tudo parece tão fácil, só estudar e trabalhar bastante, que os resultados virão e as oportunidades baterão na porta ou cairão do céu.

 

Enfim, o segredo revelado


Se a verdade pudesse escrever abaixo destes textos e vídeos diria: "É muita ilusão numa pessoa só. Tudo até faz muito sentido, mas quem seguir seus conselhos sentirá na pele que o grande segredo do sucesso está oculto, e se perguntará: mas onde foi que eu errei?!". Para mim nenhuma oportunidade bateu na porta nem caiu do céu, e sinceramente acredito que isso é meio difícil de acontecer. Algumas talvez, mas aí não sei se eram as que eu desejo e busco para mim. Grande parte delas nunca teriam aparecido se eu não tivesse insinuado ou ido atrás. Outras tantas também poderíamos listar nas quais batemos, batemos, e a porta não abre. Talvez esteja emperrada.

Virei tão metida e ousada que cheguei a perguntar para algumas pessoas, "mas como você fez", só pra ver se me responderiam mesmo. Algumas senti que foram sinceras, expuseram de forma clara e objetiva o que fizeram, simples assim. Outras não responderam, fizeram de conta que não foram questionadas ou deram uma saboneteada bem elegante. Também houve respostas que continuaram me deixando com uma pulga atrás da orelha, porque não engoli a resposta.

O que fazer então? Mude de estratégia, bata em outra porta ou pule pela janela. Só não fale mais esta expressão matadora "se tivesse feito assim...", porque você não seria quem é hoje se não tivesse seguido pelo caminho que seguiu. E não pense que alguém um dia irá contar o A a Z de sua receita de sucesso, porque cada um constrói seu sucesso com base no que define para essa palavra, e somos todos diferentes. Resumo da ópera: esse título matador que você lê por aí é só persuasão mesmo, cada história é única e exclusiva, e o seu sucesso é definido por você. 

8 de abril de 2016

Toks de decor simples e baratos que fiz na parede da minha cozinha

Este ano tem sido uma fase de focar um pouco mais na minha casa, e desde janeiro, tenho feito muita coisa legal. Só pra você ter uma ideia, minha intenção mais humilde era  SÓ pintar a parede da área de trabalho na cozinha... mas uma coisa puxa a outra, e inventei muito mais do que só isso. Para inaugurar a playlist tok de decor, postei hoje o primeiro vídeo de 4, sobre as transformações que fiz na minha cozinha, porque até a despensa entrou na dança! Então, o alvo desta vez foi a área de trabalho. Mais precisamente, a mudança da cor da parede, e a criação de um suporte para utensílios de cozinha. Como não consigo postar um parágrafo único, uma imagem e o vídeo, lá vai uma mini versão explicativa!

Toks de decor simples e baratos que fiz na parede da minha cozinha


Tok 1 - Pintar a parede da área de trabalho de marrom.


O cantinho de trabalho (pia e fogão) estava muito caidinho, sem graça, sem vida, me desanimava ir pra cozinha. Quando tive um click do que fazer: pintei a parede de uma cor diferente do restante do ambiente: marrom. Já tive essa mesma ideia na minha outra cozinha, e considero o resultado surpreendente, estava com saudades da minha parede marrom! É a melhoria mais prática para se fazer em qualquer ambiente: jogue uma tinta diferente nela!

Tok 2 - Trocar o contact da janela "inexplicável" no meio da cozinha.


Já havia colocado papel contact preto na janela que dá para o Centro de Comando do Lar, e para a porta do Banheiro. Casa antiga tem algumas "coisas inexplicáveis", tipo essa, uma janela para um corredor... Usei o painel de contact de vez em quando para escrever alguns menus especiais, porém agora troquei o contact e encontrei outra utilidade para ele: somente separar os ambientes! A janelinha bem de cima deixem sem, para deixar entrar um pouco de iluminação.

Tok 3 - Instalar suporte com ganchos em cima da pia.


O contact também serve de pano de fundo para os utensílios que inventei um local para colocar ali: 4 suportes (2 de cortina e 2 de outro modelo) e um varão de cortina marrom cortado ao meio, solucionaram o problema! Pintei os suportes da mesma cor da parede, assim nem chama muito a atenção o fato de serem diferentes. Os ganchinhos comprei no 1,99, três jogos com 5 ganhos por R$21,00, pensa na minha alegria quando descobri esses ganchinhos!

Confiram o antes, o durante e o depois no vídeo! Espero que seja inspirador! Se gostar, por favor compartilhe e se inscreva no canal do You Tube!

4 de abril de 2016

Inspiração # 6 - Conferência Personal Organizer Brasil

Da série Inspirações da Vida - De onde vem a tal da inspiração?!
Inspiração # 6 - Conferência Personal Organizer Brasil

Inspiração # 6 - Conferência Personal Organizer Brasil

Participar de um evento profissional que reúne centenas de pessoas afins de um mesmo tema, onde acontece muita troca, aprendizado, construção de conhecimento, atualização, amizades, parcerias, negócios... como não ser uma inspiração?! Quando comecei a me interessar pela profissão Personal Organizer (há 10 anos atrás, por aí), sonhava em talvez um dia participar de uma conferência da NAPO, nos EUA, e jamais me passou pela minha cabeça que em tão pouco tempo teríamos a oportunidade de presenciar um evento deste nível aqui no Brasil! Nem de que teríamos uma Associação de Profissionais de Organização e Produtividade (ANPOP) - da qual também faço parte - sendo fundada na primeira conferência em 2014, com apenas 350 participantes, e depois a segunda, em 2015, que triplicou de presenças, da qual também participei pela primeira vez! Este ano estamos vivendo a expectativa da terceira, que acontecerá dias 24 e 25 de junho de 2016. Inspire-se nos eventos da sua área de atuação, e fique atento às notícias aqui no blog, pois o evento este ano reserva muitas surpresas pra você também, que não é Personal Organizer, mas de certa forma busca soluções em organização para viver com mais qualidade de vida!

1 de abril de 2016

Vídeo de reinauguração do Canal Transformando Espaços no You Tube!



Hoje tenho uma novidade bem especial para você, querido(a) leitor(a)! É um vídeo de "Seja bem vindo!" para reinaugurar o canal Transformando Espaços no You Tube! Sim! Foi uma bela descoberta perceber que é bem mais fácil, divertido e didático conversar com vocês sobre alguns temas por vídeo, contar algumas aventuras organizacionais e decorativas, entre outros assuntos que aparecerão por lá. Criei 8 playlists, onde irei adicionar vídeos no decorrer das semanas: estão agendados um por semana, toda sexta-feira. Algumas categorias ainda não aparecem pois estão sem vídeos, mas a ideia central é esta: levar muitas soluções simples, criativas e sustentáveis para vocês!

Sobre o Blog


Vídeo de boas vindas ao canal e música jingle que criei para o blog Transformando Espaços.

Inspiração


Reúne vídeos com mensagens especiais e alguns vídeos da Série "Inspiração" do blog.

Tok de Decor


É quando na ação rola algum fru fru a mais, um detalhe decorativo, uma cor, uma textura, uma iluminação diferente...

Tok de Organização


É quando a ação tem foco somente na organização mesmo, sem nenhuma frescura decorativa.

Tok de Organização e Decor


É quando a ação mistura a organização e a decoração, unindo o útil ao agradável, tem coisa melhor?

Tok de GTD


É quando a ação envolve como estou colocando em prática o GTD na minha vida.

Home Tour


Vídeos rápidos que mostram as soluções de organização e decoração que implementei em cada ambiente da minha casa.

Aprenda mais


Vídeo aulas sobre os mais variados temas, relacionados de alguma forma ao meu quarteto fantástico: Organização, Produtividade, Decoração e Arquivos.

Enfim, espia lá como ficou, e inscreva-se!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!