30 de março de 2016

Toke Música - o lado musicista da Edel




Eu sou a Edel (isso vocês já sabem, né?!), e tenho duas grandes paixões principais na vida: a música e a organização. Sempre acreditei que minha grande vocação tinha a ver com a música, sabe aqueles sonhos apaixonados de adolescente? Mas o universo musical é bastante amplo, e minhas especificações eram genéricas demais, totalmente sem foco na época. Além disso era muito insegura, apesar de a música ter sido responsável por grandes mudanças no meu jeito de ser e ver a vida. Nunca quis enterrar meus talentos, pelo contrário, sou uma pessoa procura se descobrir continuamente, e hoje sei que não nascemos para fazer somente uma coisa na vida, para sempre. Aprendi um pouco demais, e não consigo guardar isso somente para mim, porque conhecimento não se guarda, se constrói, se reconstrói, se compartilha.

A grande verdade é que se não fosse a organização, não estaria começando este novo projeto que estava no papel (e em produção) há alguns meses: um blog de música. O que tem a ver uma coisa com a outra? Tudo. Sou Organizadora Profissional e Blogueira, mas antes disso, sou Musicista. Não vou abandonar nem uma coisa nem outra, porém também não vou abraçar o mundo e querer fazer tudo. Terei de escolher quais batalhas lutar, porém não posso misturar certos assuntos musicais num blog de organização, que não tem a ver, nem nos Assuntos Afins.

Quem me conhece virtualmente com este blog de organização, deve ser perguntar: mas o que essa louca faz da vida? Ela só bloga e vive de hobby - Música e Organização? Para tornar virtual também meu primeiro amor, decidi criar um blog de música, para em primeiro lugar organizar a minha própria "linha do tempo", registrar como comecei, o que já fiz e o que estou fazendo hoje especificadamente com a música. Por isso sou uma Personal Organizer não-conforme, e continuarei sendo.
É muito louco tudo isso, mas sempre percebi que músico é um pouco louco, e quase desisti da música por conta de me considerar certinha demais. Loucura ou não, são os loucos que mudam o mundo. Este espaço onde irei organizar um pouco do meu histórico musical, será também palco de alguns devaneios musicais. Então, se você quiser passar por lá, e conhecer o meu blog Toke Música, ficarei muito feliz com sua visita! Porque música também é qualidade de vida!

28 de março de 2016

Construa sua Estrela da Vida!



Hoje está iniciando o Congresso Internacional Empreendedorismo de Batom, e é uma honra estar entre o rol de palestrantes! Na minha palestra, que será amanhã, dia 29/03, às 11h da manhã, com o tema "Seja Empreendedora da própria vida para ter sucesso em tudo o que fizer!", falarei detalhadamente sobre como construir a sua Estrela da Vida, um mapa para guiar as suas decisões e escolhas baseadas nos seus valores pessoais.

Disponibilizo um modelo com  a Estrela da Vida para download aqui no blog, para você imprimir, utilizar e/ou simplesmente personalizar a sua! Venha assistir, e entender o que tudo isso tem a ver com organização! As palestras com foco em empreendedorismo feminino estarão sendo transmitidas online e gratuitamente, até o próximo dia 03 de abril, confira a programação, e agende-se!

Que possamos viver nossas vidas da maneira mais organizada e alinhada possível, com o que acreditamos no fundo do coração, com muita qualidade, pois a vida é para ser vivida plenamente, sempre! Que nossas ações e projetos tenham a ver com nossa Estrela da Vida, pois somente assim, transformaremos nossos sonhos em realidade!


 

25 de março de 2016

Uma breve reflexão sobre produtividade


Se você tem algum problema para resolver, de nada adianta teimar em não tirar ele da cabeça. Ou se prender a sua cadeira e forçar seu cérebro às respostas certas. Calma, elas veem. Dê um tempo para elas. Delimite sua pergunta, seu problemas, de repente, antes que você esperar as benditas respostas virão.

Talvez meio confusas, mas registre mesmo assim. Depois vá fazer outra coisa, trabalhar no jardim, descansar, sei lá. Desconecte da rotina normal, faça algo diferente, vá por outro caminho. Quando decidir "agora vou resolver isso!", você conseguirá clarear suas ideias e a produtividade (até que enfim!) virá te abraçar.

Só que claro, não deixe para fazer isso com os prazos batendo à porta, porque aí o stress de concluir a tarefa que moverá sua ação, e isso não é muito legal. Só depois de indignado(a) por ter deixado a situação chegar a esse ponto (irritado(a), aos prantos), você relaxará e fará o que tem a fazer, achando que poderia ter feito melhor com mais tempo e concentração. Antecipe-se, ao máximo em tudo que puder, ao menos nos projetos que considera mais importantes.

Ser produtivo não é sempre estar correndo e fazendo coisas (já escrevi sobre isso aqui). É parar, dar uma merecida pausa na correria do dia a dia, para quando estiver diante de suas tarefas, da execução em si, realmente a coisa vingar. Ser produtivo é saber o que fazer, e saber parar também faz parte disso.

Perceber que algo que levaria no seu planejamento, sabe lá quando tempo para definir (oh, quantas dúvidas e poucas certezas!) você definiu depois do brainstorming (tempestade de ideias) da semana passada, em 4 horas numa noite. Dar ok para uma tarefa é um prazer, ainda mais quando ela parece um bicho de sete cabeças. Quer mesmo saber? Acho que esse negócio esquisito nem existe, é tudo coisa da nossa imaginação na versão limitante.

E se não der para se antecipar, e os prazos extrapolarem? Aí a gestão das suas tarefas está complicada, concorda comigo? Você afinal administra sua ações? Não viva na base do improviso, do deixe a vida me levar. Atenção, assim o sinal está vermelho! Não corra para qualquer lugar, defina seus rumos, seus caminhos, suas estratégias, suas ações. Não queria fazer tudo, organize-se! Tente, repense, faça diferente. Por você. Pela sua qualidade de vida. Fique bem, fique melhor. Todos precisamos de organização, sempre.

23 de março de 2016

Como criar uma despensa centralizada, prática e funcional?

Refletindo sobre as inspirações para organizar uma mini despensa dos sonhos, me voltou uma ideia lá de anos atrás, quando organizava minha despensa num paneleiro. Desapegamos desse móvel há 5 anos, o primeiro antes da cozinha completa de cerejeira. Se hoje não tivesse minha cristaleira que me socorre, com certeza este projeto seria um dos meus preferidos para tornar realidade: criar uma despensa centralizada, prática e funcional. Confira minha ideia para este projeto de organização de despensa.

O ARMÁRIO


O Paneleiro Cheddar atende bem a essa necessidade. Dois deles então, já virariam quase um big projeto perfeito. Veja as imagens do móvel dos sonhos abaixo, e depois um projeto vapt-vupt de uma futura despensa. Porque quem disse que paneleiro serve somente pra isso? Pensemos fora da caixa...

Paneleiro Cheddar

Paneleiro Cheddar  


COMO FICARIAM OS ARMÁRIOS TRANSFORMADOS EM DESPENSA?


Já que é pra sonhar, que seja grande. Conseguir centralizar a despensa somente num local, ainda por cima na cozinha, de maneira super discreta, é praticidade na certa. Então, o projeto compõe dois paneleiros Cheddar, para atender as necessidades. Ainda não é uma despensa tão grande assim, mas em comparação com o espaço que tenho hoje, seria bom demais. Especialmente pela centralização de tudo no mesmo local, como já citei.

ideia de despensa com armários
* onde aparece 2 cestas são as Cestas Fit Maxi Coza e 4 cestas são as Cestas Fit Grande Coza

PRODUTOS ORGANIZADORES

 

Os Produtos organizadores que escolhi são top, lindos, maravilhosos, que tornariam o conjunto de armários a despensa perfeita. Apresento as cestas na cor Mel, mas confesso que estaria tentada a criar em cada prateleira uma cor diferente, para auxiliar na organização dos produtos por categoria. Confiram a seguir quais foram eles:

Pote Flip Quadrado Brinox para armazenar mantimentos.


Pote Flip Quadrado Brinox


Cesta FIT Grande Coza  para armazenar diversos produtos em categorias.

Cesta FIT Grande Coza


Cesta FIT Maxi Coza  para armazenar diversos produtos em categorias.

Cesta FIT Maxi Coza


Porta-Garrafas Legno para armazenar as bebidas.


Então, amaria esta versão de mini despensa... o que achou? Talvez algum dia implemente a ideia, ou veja ela tendo sido colocada em prática por algum leitor do blog, já pensou? Seria bem legal!


PS: O blog Transformando Espaços participa do Programa de Afiliados da Meu Móvel de Madeira

21 de março de 2016

5 ideias lindas e criativas para organizar uma despensa dos sonhos em espaços pequenos

Se pesquisarmos o termo despensas organizadas iremos nos deparar com projetos de despensa para amplos espaços, lindos, surreais para apartamentos e casas pequenas, ou inviáveis para quem não reside em casa própria. Como driblar essa dificuldade, e ainda assim ter uma mini despensa dos sonhos? A palavra chave é... organização e criatividade. Vale espiar os super projetos? Claro! O desafio é adaptar as ideias no nosso pequeno cantinho. Vamos conferir 5 ideias lindas e criativas para organizar uma despensa dos sonhos em espaços pequenos, que garimpei por aí?


1. APROVEITANDO CADA ESPAÇO OCIOSO 


Espaços embaixo de escadas, tudo bem organizadinho, ideia genial! Ou aquele cantinho ao lado da geladeira com um armário super prático, que deixa tudo a mão. O contact dá uma quebrada no móvel branco, e há os apaixonados por colorir móveis com esta técnica!




2. O SIMPLES QUE VIRA CHIC 


Os prendedores de roupa sempre descartados da cozinha e substituídos por produtos próprios para fechar pacotes, voltando com força total, numa repaginada pra lá de criativa! Reaproveitamento também de latas, com uma decor diferenciada. Os projetos já em ação por aqui tem a ver com isso aí!

  


3. TRANSFORMANDO ARMÁRIOS EM DESPENSAS 


Essa dica me parece a mais perfeita! Quantidades reduzidas, diferentes recipientes acomodando os produtos no interior do armário, e ainda papel contact na porta (olha ele aqui de novo!), para anotações básicas. Nota mil!





4. IDENTIFICANDO CADA COISINHA NA DESPENSA


Pote não identificado não tem dono, serve para armazenar qualquer coisa, e aí uma hora ou outra vira bagunça, não é não? Pacotes abertos são bem mais difíceis de acomodar, além de ocuparem mais espaço. Já que a regra é otimizar, bora colocar umas etiquetas lindas e charmosas nos potinhos, e dar uma casinha para cada ingrediente! Amei estes dois modelos!




 5. USE E ABUSE DE CESTOS E CAIXAS ORGANIZADORAS


Esta ideia maravilhosa dispensa comentários! É semelhante a das identificações dos potes: quando sabemos onde guardar e visualizamos isso fica bem mais fácil e prático! Cestos ou caixas e etiquetas são a dupla perfeita para dar suporte a organização de qualquer espaço! O show destas imagens ficou pelas caixas coloridas, logo abaixo, saindo do padrão "tudo branco" e dos baldes e diferentes tipos de cestos na segunda foto, criando uma composição bem original.



Conta aí, qual ideia você achou mais legal? Tem alguma solução diferente que você considera espetacular e deseja compartilhar com a gente?! Quero conhecer...

18 de março de 2016

Resenha do livro A Arte de Fazer Acontecer



Há mais ou menos 1 ano e 6 meses decidi embarcar na leitura do livro A Arte de Fazer Acontecer, de David Allen. Já tinha ouvido muito falar dele que resolvi conferir se era realmente tão incrível. E é, talvez até um pouco mais. A viagem no estudo e na aplicação continua, e ele virou um livro daqueles que não sai mais da minha mesa de trabalho, uma grande fonte de inspiração. Neste post irei expor minha visão crítica sobre o livro, o resumo já está no post "Uma breve introdução ao método GTD". Essa não será nem a primeira nem a última vez que falarei sobre (rs...), porém considero válido ter uma resenha mais objetiva sobre este tesouro.

A metodologia GTD relaciona nossa produtividade com a capacidade de relaxarmos diante de nossas demandas de trabalho. A produtividade sem estresse, ainda com uma bela dose de criatividade, está ligada diretamente a uma mente clara que possui os pensamentos organizados. Você relaxa pois sabe que as informações (listas de ações, arquivos de referência, etc e tal) estão no lugar certo, bem organizadas, num sistema confiável, fora da sua mente, e que as coisas estão acontecendo, para isso você faz o que tem de ser feito.

O primeiro conceito que impressiona logo de cara é o de trabalho, pois para Allen, tudo que fazemos com foco em algum resultado é trabalho, seja cuidar do jardim ou escrever um livro. Isto quer dizer que a metodologia GTD é aplicável a todas as esferas da vida/trabalho, seja você uma grande empresária, executiva, empreendedora, mãe ou não, e/ou dona de casa. Quando você aplica o GTD tudo acaba fazendo sentido, e caminhando de maneira mais integrada na sua vida, pois é esse um dos objetivos, administrar suas ações, o que você faz. Com ele aprendi que você não gerencia o tempo, as prioridades que tem na vida (elas existem conforme você as definiu), mas sim gerencia as ações dentro do seu tempo, de acordo com suas prioridades.

Quando você começa a aplicar o passo a passo do GTD você passa a administrar suas ações, o que você faz. De quebra, seu planejamento de vida vem a tona, pois tem de relacionar os resultados que espera do seu trabalho com algo maior, com o que você é: seus projetos, suas responsabilidades, suas metas, suas visões, seus valores de vida. É a forma mais eficaz de colocar em ação seu plano de vida, ou começar a estabelecer um, se ainda não tem, de forma prática, sistemática, organizada.

É um planejamento de vida que faz exatamente o que os outros não fazem, que é relacionar o que somos, com o que queremos, e com o que fazemos, e principalmente que foca nas ações e nas expectativas dos resultados. Deixe de viver um "planejamento de gaveta", onde você se estressa por as coisas não acontecerem, procurando culpados e justificativas. Faça acontecer, com a ferramenta ideal!

16 de março de 2016

Participe do Congresso Internacional Empreendedorismo de Batom

Empreendedorismo Feminino

Hoje tenho um convite especial para as leitoras do blog: na semana de 28 de março a 03 de abril de 2016 acontecerá o Congresso Internacional Empreendedorismo de Batom, um evento online e gratuito com uma série de palestras super legais sobre empreendedorismo feminino. Minha palestra será sobre o tema "Seja empreendedora da própria vida para ter sucesso em tudo o que fizer!", onde falarei sobre a construção da sua Estrela da Vida, uma espécie de mapa para nortear suas escolhas e decisões baseadas nos seus valores pessoais. Tenho certeza de que você vai amar, porque ser empreendedora é muito mais do que gerenciar o próprio negócio, é cuidar da vida como um todo, pois uma área influencia a outra! Onde entra a organização nesta história? Venha comigo e saberás! Inscreva-se e fique atenta a programação que em breve estará disponível no site do evento, confira mais informações sobre este time maravilhoso de mulheres, e que esta seja uma semana inspiradora!

14 de março de 2016

Bate-papo com a Personal Organizer Débora Monique

Bate-papo com a Personal Organizer Débora Monique

Ainda há muita Personal Organizer para entrevistar, está difícil definir critérios para esta escolha! Cada um tem seus diferenciais que os tornam ainda mais especiais, como é o caso da Débora Monique, que também possui uma especialização muito interessante aliada a organização: o Coaching. Já comentei sobre ele aqui, num outro contexto de entrevistas, e ressaltei como estas áreas se confundem (pois afinal qual é o papel do coach e do organizador, onde um parece que está se metendo no negócio do outro...) e se completam ao mesmo tempo, quando se integram os conhecimentos, e isso é muito legal. Enfim, não conheço a Débora pessoalmente, assim como muitas Personais que irão aparecer por aqui, mas fico muito feliz por ela compartilhar um pouco de seu trabalho conosco. Assisti uma palestra sua no ambiente virtual da Conferência Personal Organizer Brasil 2015, que tratava sobre a carreira destes profissionais, e sua sabedoria nas abordagens me chamaram muito a atenção. Quem sabe, sabe, não tem como esconder! Vamos conhecê-la?!


Débora MoniqueNome: Débora Monique

Site ou Blog: http://organizup.com.br/

Formação acadêmica: Secretária e Advogada 

Especialização: Designer de Interiores, Personal Organizer, Coach de Carreira e Vida Pessoal e Psicanalista 

Onde reside: São Paulo/ Zona Norte. 

Breve Currículo: Bacharel em Direito com Pós Graduação em Gestão Societária Internacional, formada em Designer de Interiores pela Panamericana de Artes especializou-se na área de organização e desenvolvimento humano e tem formação pela OZ Sistemas de Organização, empresa filiada NAPO - National Association of Professional Organizers, sediada nos EUA e em Coach de Carreira e Vida Pessoal pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC. Fundadora da ANPOP - Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade. É proprietária da empresa OrganizUp – Organização em Amplo Sentido onde atua como Consultora de Organização, Coach e Palestrante aplicando métodos e conceitos de organização e das técnicas de Coaching para estimular seus clientes a ir além é agir no sentido certo para melhorar e aprimorar seu desenvolvimento pessoal e de carreira.

1. Como você descreve os benefícios da organização na sua vida? 

Ser organizado é ter mais tempo e bem estar para o dia a dia. Se a organização virar um hábito tudo ficará mais fácil e leve.

2. Desde quando é apaixonada (o) por organização e há quanto tempo é "oficialmente" Personal Organizer? Onde fez o curso de Personal Organizer? 

Sempre fui organizada desde de pequena. Fui criada para ser uma excelente dona de casa. Então organização na minha vida é algo natural. Além disso minha primeira profissão foi secretaria então acabou exercitando em mim mais o senso de organização. Depois de 18 anos como secretaria virei advogada, e ainda exerço a profissão via home office. Como me sobrava muito tempo resolvi entrar na profissão de personal organizer. Fundei a OrganizUp em 2009 e agora a empresa também conta com aplicação de Coaching de Carreira e Pessoal. Para agregar mais ainda em 2015 me formei em Psicanálise. O curso de formação em Personal Organizer fiz na OZ, pois era o único que existia de qualidade na época, hoje já temos outros para atender a demanda da procura por especialização na área.

3. Qual sua principal área de atuação - serviços de organização presencial, consultoria, palestras, workshops, cursos, ou ainda outra? 

Hoje faço mais organização corporativa. Organização de arquivos grandes que envolve acompanhamento de projeto, desde a compra de arquivos até a realização de manuais e também consultoria. O Coach também é uma área que atuo bastante hoje, pois acredito que para uma boa organização física temos que ter um equilibro de nós mesmos. O autoconhecimento é o caminho.

4. Qual tipo de arquivo ou móvel possui em casa para organizar a papelada? 

Tenho um arquivo pequeno com pasta suspensa e não dispenso o meu Follow-up diário, que não vivo sem!

5. Como é o seu home office? Pode nos mostrar uma foto do seu cantinho, especialmente da sua mesa de trabalho e cadeira que utiliza? 

Eu adaptei meu closet para trabalhar em casa, é o meu cantinho do conhecimento e do pensar.


Home Office Personal Organizer Débora Monique


6. Você aplica o GTD no gerenciamento de informações, rotinas e tarefas? Se não aplica, utiliza outro método? 

Não, eu acredito que cada um se organiza de acordo com sua necessidade. Não sigo métodos ortodoxos. Leio bastante e tento conhecer para usar uma coisa o outra. Ser organizador é ter conhecimento de tudo um pouco e aplicar o que for melhor para o seu dia a dia. Não tem receita pronta.

7. Que tipo de agenda e gerenciador de tarefas utiliza, físico ou eletrônico? 

Minha agenda física é o follow-up e uso muito o meu calendário do smartphone. Fora isso tenho um caderno para afazeres diários.

8. Qual seu livro de organização preferido? 

Puxa, tenho alguns mas o que mais gosto é o da Thais Godinho. Vida Organizada. Ela é prática e pensamos iguais.

9. Qual produto organizador você não saberia viver sem? 

Meu follow-up e minha etiquetadora.

10. Que dica de organização você considera a mais essencial para sua vida? 

Vou deixar minha frase que é um mantra na minha vida. “Não existe organização física se não o seu interior não estiver organizado”. Isso resume tudo.

11 de março de 2016

Desafio de Organização # Organize-se Hoje # Despensa



Este ano estou fazendo um "booom" aqui em casa, com relação a muitos aspectos de organização e decor, que cada projeto poderia ser um desafio, rs... porém como quase todo esse boom virará toks de coisa legal, para não deixar pra trás esta categoria que considero bem legal aqui no blog, resolvi selecionar ao menos 4 assuntos para trabalhar desta forma.

Assim, para dar início aos "desafios de organização" Organize-se Hoje em 2016, vou começar pela minha cozinha, especialmente o item mais crítico dela: a despensa. Você também tem dúvidas de como organizar ela? Vamos analisar alguns aspectos...

 

Despensa é lugar de quê?


Por muitos anos a cozinha foi o ambiente mais caótico para mim, pois sem armários adequados a organização é muito complicada, realmente não ajuda. Se guardamos tralhas inúteis então, complicamos ainda mais. Despensa é lugar de que, afinal? 

Diz o dicionário que despensa é uma parte da casa, geralmente separada, em que se guardam os mantimentos, os alimentos ou os objetos de utilização doméstica ou um armário que se utiliza para guardar os mantimentos.

A cozinha precisa ser dividida com um layout adequado, separando produtos perecíveis (alimentos, enlatados) e descartáveis (sacos, guardanapos) de utensílios domésticos. Aqui em casa a despensa propriamente é aquele lugar onde guardamos essas coisas que entram e saem durante o mês, não os utensílios. Feliz ou infelizmente o espaço é tão pequeno, que alguns itens estão "descentralizados"...

 

Qual o tamanho ideal de despensa?


Esse lance de tamanho ideal é muito variável, pois as casas e apartamentos hoje em dia não comportam mais um a ambiente exclusivo assim, são raras as que o possuem. As pessoas vão com mais frequência ao supermercado, não criam grandes estoques em casa, para aproveitar melhor as idas semanais ao supermercado, e abastecer os itens faltantes durante o mês. Isso faz com que se controle melhor o tempo de validade dos produtos, evitando jogar itens fora porque venceu o prazo de validade. É questão de economia. 

Considerando estes fatores, o melhor tamanho de despensa é aquele que faça com que você consiga manter somente o essencial em casa, em pequenas quantidades, e em pequenos armários. Também vale pensar nos hábitos familiares: as refeições são feitas sempre em casa? A família é grande? Tudo isso influencia as necessidades.

 

O que despensa tem a ver com a lista de supermercado?


A lista de supermercado é super útil neste espaço, pois com base nela que você cria os espaços que precisa para guardar o que compra. Apesar de que nesta lista tem vários itens nada a ver com despensa, como higiene e limpeza, por exemplo, geralmente categorias que guardamos para uso/estoque na lavanderia, no quarto ou no banheiro. Além destes tem os itens de geladeira, que poderíamos considerar uma categoria especial de despensa.
 

Vamos nos inspirar e trabalhar!


Organizar uma despensa em pequenos espaços é uma grande missão quase impossível, bem, nem tanto. Como você dribla essa? Está tudo em ordem por aí? Conta pra mim! Vamos nos inspirar em alguns modelos durante o mês, e quando estiver tudo certo na minha apresento meu desafio concluído para vocês, aiaiaia...

9 de março de 2016

Como montei o nosso painel do Jogo do Lar?



Há poucos dias escrevi um post especial sobre o Jogo do Lar, um jogo educativo que inventamos por aqui para auxiliar na forma de um painel visível e colorido a manutenção da organização e limpeza do lar doce lar, e também para solucionar alguns probleminhas recorrentes em nossa casa. Se você perdeu, corre lá pra entender a ideia do jogo primeiro, e depois volte aqui para conferir como elaborei o painel do Jogo do Lar! Espero que te ajude a trabalhar os temas regras, organização, deveres, trabalhos domésticos de uma forma lúdica e divertida com sua família!

 

MATERIAIS UTILIZADOS


EVA nas cores azul (ou outra cor de sua preferência), verde, amarelo e vermelho.

Suporte resistente (utilizei um pedaço de capa velha de bloco de desenho A3).

Régua. 

Tesoura.

Estilete. 

Cola quente.

Fita mimosa.

 

COMO FAZER


Etapa 1. Montar a estrutura do painel.
Encapar o papelão ou suporte mais resistente que você tiver com EVA. Cortei dois pedaços de EVA 1cm + ou - maior de cada lado do que o papelão mais grosso e colei as pontas com cola quente.




Etapa 2. Confeccionar as letras Jogo do Lar.
Escrevi as letras no EVA e depois recortei com tesoura e estilete (as partes internas das letras).



Etapa 3. Recortar quadrados verdes, amarelos e vermelhos. 
O número de cartões de cada cor dependerá do número de integrantes da família. No nosso caso foram 5 quadrados de 5cm de EVA de cada cor, 15 no total.



Etapa 4. Confeccionar os suportes para os cartões coloridos.
Recortar 10 triângulos de EVA para utilizar como suporte aos cartões coloridos e colar no painel. Abaixo de cada cartão escrever o nome do membro da família.



Etapa 5. Pendurar o painel em algum lugar visível na casa.
Colei um pedaço de fita mimosa atrás do painel para pendurá-lo, mas preferi prender com grampos no Móbile do Centro de Comando do Lar. Agora é só começar a brincadeira educativa e permanente!

7 de março de 2016

Finalização do Projeto 52 atitudes

"Quem espera que a vida seja feita de ilusão pode até ficar maluco ou morrer na solidão. É preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer. É preciso saber viver. Toda pedra no caminho você pode retirar. Toda flor que tem espinhos, você pode se arranhar. Se o bem e o mal existem você pode escolher. É preciso saber viver." (Roberto Carlos e Erasmo Carlos)



Atitudes são intenções que temos, que se mostram através das nossas ações e comportamentos. 52 atitudes são estratégias para melhorar a qualidade de nossa vida, porém o desafio de agir, nossa resposta em ação para que ela se concretize é escolha e decisão pessoal.

52 atitudes, gostei desse número, gostei deste projeto. Quero relembrar de cada uma delas sempre de novo, e me desafiar a agir com base nelas. Quero que seja uma espécie de ritual pessoal, porque quero mudar sempre. Atitude pra mim é saber o que deve ser feito e fazer. Ou ceder. Ou desistir. É tomar uma ação pensada ou impulsiva, que seja falar ou calar, dependendo da situação.

Fiquei muito feliz em compartilhar tudo isso com vocês, e registrar meu aprendizado sobre o livro. Na primeira vez que o li estava começando a amadurecer a ideia da maternidade. Vivenciava a realidade de trabalhar fora, estudar, cuidar da casa e passar pouco tempo com o marido, porque nossas folgas nunca batiam. Quando ele tinha folga na segunda, eu sentia aquela sensação esquisita no domingo a noite: amanhã começa tudo de novo. Vivenciava a realidade de cidade, muito foco no trabalho, barulho, movimento, agito.

Sonhava em morar numa casa no alto da montanha, havia uma paisagem assim que contemplava lá em Jaraguá do Sul/SC, e aquela era uma imagem que me trazia paz. Queria isso pois o silêncio é uma fonte de inspiração para mim, e me imaginava escrevendo no futuro. Queria ter um trabalho acima de tudo que me permitisse liberdade e flexibilidade para ter tempo de educar os filhos e me dedicar mais a família. Minhas orações e pedidos a Deus tinham este contexto principal como pano de fundo. 

Depois de 5 anos, aquele desejo interior se tornou realidade efetivamente. Ávida por mais organização na vida, fui estudar, criei o blog, engravidei do primeiro, depois do segundo, me tornei mãe, nos mudamos para o interior, voltei ao meu primeiro amor, e cá estou no alto da minha montanha, a escrever sem parar. Minha vida mudou completamente. Faço muito mais aqui do que fazia naquela época, porque eu mudei, e talvez porque tenha entendido o verdadeiro sentido do ser produtiva. Tinha receio de compartilhar, desconfiada que só de tudo e de todos, era cheia de "nove horas".

Não é um ano, com 52 semanas de 52 atitudes transformadoras que mudarão a nossa vida, pois isso não é receita milagrosa ou um programa legal de passos e dicas bacanas. Particularmente, fiz muitas coisas legais no ano que passou, fiz o que queria fazer, realizei sonhos que pareciam tão distantes, mas estavam apenas a alguns passos. Testei, esperei, desanimei, aprendi, ensinei, mergulhei em novas paixões no trabalho, e acima de tudo me encontrei.

52 atitudes é muito mais um convite a reflexão e ação. Uma coisa somada a outra, e a mais outra, que fazem a gente se transformar, desabrochar, ver a vida com outros olhos. Tudo tem o seu tempo, e chega uma hora que cansa ser espectadora. Sobressai a voz da nossa sabedoria interior que diz "Ou você muda, ou nada mudará. Faça o teste e verá.". Quero continuar fazendo o teste, e você?

Um presente pra você imprimir e relembrar sempre!

Infográfico das 52 atitudes


4 de março de 2016

Inspiração # 5 - A estrada

Da série Inspirações da Vida - De onde vem a tal da inspiração?!
Inspiração # 5 - A estrada.

Inspiração # 5 - a estrada.

O que a estrada significa para você? Quem encara uma BR 101 em época de temporada de praia no litoral catarinense, ou a BR 116 em São Paulo, provavelmente não acha nenhuma graça em dirigir por aí, se estiver com o trânsito devagar quase parando. Agora dirigir por aí, tranquilamente, sem muito trânsito, estilo BR 101 em 1º de janeiro (vazia!), então os ânimos mudam de figura, pelo menos os meus. Aqui a estrada é geralmente assim, o que acho bem legal, a gente não perde tempo parado, mas ganha tempo andando. Fico pensando alto em muitas ideias, que brotam destas saídas de carro, às vezes é bom ficar um pouco em silêncio longe da molecada, e esses momentos são bem raros. Deslocar-se de carro não precisa ser uma coisa chata, e sim uma experiência bem divertida, se formos ouvindo uma boa música, refletindo sobre coisas legais ou não pensando em nada importante mesmo.

2 de março de 2016

Jogo do Lar: uma estratégia de educar para a organização começando em casa!



O porquê de inventar este "jogo"


Faz um tempo que tenho me indignado com meus três meninos. Pensa na minha situação: antes era um para manter nos eixos da organização, agora são três! Apesar deles também serem muito prestativos e cooperarem, quando é da vontade e do interesse deles, claro, estava na hora de inventar alguma coisa para não me estressar mais com a bagunça alheia, e ao mesmo tempo educar a família de uma forma mais digamos assim, divertida.

A ideia estava incubada, mas com dificuldades de ser esclarecida. Junto com os meninos era impossível, quando começava a falar em definir nossas "Regras do Lar" com deveres e punições, imaginem que tipo de conversa saia (sem conversa, eu falando sozinha). Puxa, queria que fosse algo democrático e colaborativo. O grande fazia pirraça e achava graça, o do meio se assustava e fazia uma cara do tipo "o que você vai inventar sua doida? ãh?" e o pequeno, bem este ainda não fala, mas entende tudo.

Enfim chegou o dia que aconteceu alguma coisa bem crítica, e consegui a atenção do marido, para resolvermos esta situação, nem lembro o que foi que houve. "Vamos organizar algo assim então!" foi nossa decisão. O checklist com tarefas de organização e limpeza já existe aqui em casa, apenas o avaliamos e listamos os principais problemas recorrentes e incluímos na lista. Também começamos a pensar nas punições para o não cumprimento delas, para enfim, todos serem educados e reeducados na organização e limpeza do lar doce lar. Dentro deste contexto surgiu aqui em casa a partir de janeiro/2016 o Jogo do Lar.

 

O que é o Jogo do Lar?


Consiste em praticar bons hábitos de organização e limpeza, para auxiliar na conservação e na manutenção da ordem em casa, cada membro da família dentro das tarefas e atividades que lhe cabem e de acordo com sua idade e entendimento. O jogo do lar não é para obediências ou desobediências, mas para aprendermos a conviver de maneira organizada e saudável em casa, com apoio mútuo e principalmente, com o bom exemplo. Ajudar nas dificuldades e nos trabalhos mais críticos do lar. Facilitar e simplificar a vida. Destralhando os caminhos. Construindo pontes com o diálogo e a união. Aprendendo que a organização não como algo ruim ou chato de fazer, mas como algo que torna a vida mais simples, mais prática e principalmente, mais feliz!

 

Como se joga?


Temos o Checklist das Regras do Lar, nosso mapa e nosso guia, que fica visível no móbile do Centro de Comando do Lar. Todos precisam estar cientes do que é preciso fazer para que tudo fique bem, e podem solicitar alterações e inclusões de itens faltantes.




Temos o painel Jogo do Lar, com os nomes dos cinco membros da família e cada um tem cartões verdes, amarelos e vermelhos. A ideia é deixar o painel sempre verde, claro. Quando alguém ganha cartão amarelo ou vermelho, o que fazer? A punição até pode ser proibir alguma atividade que a pessoa goste muito (tipo, por hoje você não assiste mais televisão, para as crianças), mas a intenção principal é que todos aprendam a corrigir o erro. Pedir ajuda para executá-la, se não consegue corrigir sozinho.

Que tal negociar? É também uma arte que exige paciência e sabedoria, valores às vezes escassos em nossos dias, porém vale aprender a negociar do que fazer escândalo, se jogar no chão, fazer birra, discutir, brigar...  Geralmente esta negociação é uma das coisas mais divertidas, e a forma mais inteligente delas aprenderem a ser pacientes, a esperar, a dialogar em vez de sair choramingando e brigando, e principalmente, percebem que não ganham nada com isso. 

Não senti necessidade de listar as punições, pois para os adultos não faz sentido, a ideia é corrigir as falhas e fazer certo da próxima vez (até toalha molhada em cima da cama às vezes ainda rola, depois de 15 anos...), e para as crianças, sim, aí é necessário. Porém esta parte ainda estamos nos adaptando e construindo. Geralmente proibimos o videogame, o desenho, a sobremesa, o passeio, ou fazemos um acordo: você quer continuar agindo assim e ficar sem (a coisa legal) ou prefere parar, refletir, pedir desculpas, e fazer diferente? Surpreendi-me até com o Miguel que acenou "não" com a cabeça para não ficar de castigo, esses meninos... só aprontam, mas a gente não vive sem eles! Vamos ver no que esse Jogo do Lar vai dar...


Certo, muito lindo na teoria, e na prática, como esse negócio funciona? 


É cedo para descrever muita coisa, porém posso adiantar que deu uma mexida na galerinha aqui. Ninguém quer ficar com cartão amarelo. Vermelho então, nem se fala! A turma tem sido mais cooperativa e se ajudado mutuamente. Senti uma agilidade maior no cumprimento de algumas solicitações, ainda não sei se tem a ver com o jogo ou não, mas me surpreendi um pouco. Temos conseguido resolver melhor as questões na base do diálogo. Tudo é questão de paciência e atitude, né pessoal, e começa com a gente. Talvez eu esteja sendo mais paciente e tolerante também. A propósito, querem saber de uma coisa, se não andarem na linha, será cartão vermelho para todos! (brincadeirinha, rs...).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!