1 de fevereiro de 2016

Atitude # 48 - Conceda-se os benefícios do tédio.

Atitude # 48 - Conceda-se os benefícios do tédio.

Atitude # 48 - Conceda-se os benefícios do tédio. 


O tédio é não fazer nada, ter tempo livre e ouvir nossos pensamentos, nossa "sabedoria interior". Aprender a não fazer nada, somente sentar/deitar, contemplar uma paisagem e/ou curtir o simples passar do tempo tem nos dias de hoje até um nome: o Nadismo. Como afirma Cheryl, "Numa sociedade movida a adrenalina aprender a não fazer nada é um desafio e tanto." Se é. Isso causa desconforto, pois parece que precisamos estar sempre "acelerados" e ocupados. Viver o tédio é sentir paz de espírito, algo que tanto anseia nossa alma. Mas como fazer isso?

Muitas vezes o que está por baixo do tédio é o medo do desconhecido, o medo de enfrentar os sonhos não realizados e o desejo de continuar distante dos sentimentos que reprimimos durante anos. Mas depois que aprender a conviver com o tédio, você vai ver que ele logo dá lugar a uma reflexão mais profunda, que lhe traz paz, por sua vez, uma sensação de paz e serenidade que alimentará sua vida de um modo inteiramente novo.

Quem tem tempo de parar e refletir sobre coisa alguma? Para ler um livro, de cunho espiritual, como a Bíblia e mergulhar numa reflexão mais profunda sobre a vida, e o sentido de estarmos aqui neste mundo? Melhor não olhar para dentro de si, para os desejos mais profundos e para nossos pensamentos reprimidos. Por isso nos ocupamos tanto, para fugir de nós mesmos. "Não temos tempo!" ou "Não queremos!", qual seria a tradução desta desculpa?

Os pensamentos mentirosos que vem a nossa mente bem neste momento, do tipo: "Todo mundo está passando à minha frente. Estou perdendo oportunidades importantes. Não vou subir bastante rápido Estou ficando improdutivo", são propositais, para fazer você ficar ocupado e desconectado do seu verdadeiro eu.

Aprender a não fazer nada é como a aprender a meditar ou refletir sobre a Bíblia. Ficar quieta, enfrentar a inquietude e aguentar o impulso de sair lá e fazer outra coisa, é questão de hábito. Com o tempo, a gente se acostuma, relaxa, desestressa. Aprende a estar com nossos pensamentos e a desfrutar a nossa própria companhia. Desenvolvemos o autoconhecimento, a autodisciplina, o não agir por impulso, e tudo isso nos permite tomar as melhores decisões.
"Depois que conseguir enfrentar numa boa seus momentos de tédio e manter uma reserva de espaço em sua vida, você terá uma força espiritual capaz de atrair pessoas, oportunidades e recursos melhores." Cheryl Richardson
Um espaço de tempo para não fazer nada e aprender a conviver consigo mesma. Já fui melhor nisso, preciso voltar a experimentar...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!