29 de julho de 2015

Ter a mente clara como a água

Passei a ser "usuária do GTD", como as pessoas da comunidade GTD falam, oficialmente há pouco tempo. Comecei a ler o livro no final de 2014, e no início deste ano passei a fase da implementação mais propriamente, mesmo já tendo citado que de certa forma já tinha algumas práticas semelhantes em minha vida, sem saber que aquilo fazia parte de algo bem maior. Pessoas organizadas já fazem algumas coisas instintivamente, buscam informação, e implementam as coisas, e se funcionam, continuam com elas. Comigo foi assim, mas a prática consciente passou a acontecer neste ano.

Quis iniciar escrevendo isso pois estou em meio a um processo de desapego de papéis no meu home office, tentando reorganizar os meus arquivo com outro pensamento, integrando os conceitos do GTD e de arquivística, para tornar tudo mais alinhado, simples e prático. Durante a avaliação das minhas 12 caixas de arquivo, especialmente da 6 a 12, que guardava materiais da graduação e pós, me deparei com meu Portfólio de Criatividade, criado na faculdade em 2007, e para minha felicidade encontrei algo que estava procurando e não lembrava onde havia guardado.

Talvez a reflexão "nada na mente" não caiba como uma luva no conceito do GTD "mente clara como a água", mas evidencia que já estava no caminho. Talvez a força para enfrentar as situações imprevistas, angustiantes, o caos e as tempestades da vida vem exatamente de não levar tudo tão a sério, ter a consciência de que estas coisas acontecem e passam, assim como as alegrias e momentos de euforia. Tudo na vida não são copos d'água? Certamente grande parte das nossas tempestades sim. Para pensar então...



NADA NA MENTE
escrito por mim em 5 de agosto de 2004

Como é bom "não pensar em nada", estar tranquila e serena, deixar a mente descansar, não correr a mil por hora o tempo inteiro. É legal saber curtir os momentos com intensidade, concentrar-se naquilo que está fazendo. Assim a caminhada é realmente um anti-stress, tocar piano é desafiante, o sono é mais gostoso, a refeição é mais saborosa, a leitura se torna edificante, o diálogo tem sentido e une, enfim... trabalha-se e descansa-se muito melhor! Vive-se melhor! A mente consegue parar para meditar, refletir, e tira-se tempo para tudo o que é realmente importante! Do contrário, no final do dia parece que não fazemos nada do que havíamos nos proposto para fazer, apenas ficamos pensando e nos cobrando.

Como é bom quando não levamos a vida tão a sério! Deixemos o passado para trás, o futuro para frente e vivamos no presente, sem preocupações bobas e ansiedades angustiantes, entregando nossa vida nas mãos do Senhor Deus, a quem ela realmente pertence!

Moral do título: pra você fazer algo bem feito é preciso se desligar do resto do mundo e a se concentrar intensamente no que está fazendo, aprender a fazer isso não é muito fácil, mas possível. Faça o que precisa ser feito. Cuide da sua alma, do seu corpo, do seu marido, da sua casa, dos seus estudos, das suas aulas, da sua mente, do seu tempo, enfim, cada coisa no seu devido momento! Tire tempo para o que é importante realizar! "Nada na mente" não no sentido de mente vazia, ignorante, mas mente bem ocupada, sábia, nada de ruim, tudo de bom! Mente serena, atitudes sábias, tempo bem aproveitado!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!