Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 de maio de 2015

10 mandamentos da organização segundo Marie Kondo

Se você é ligada em assuntos relacionados a organização já deve ter ouvido falar na personal organizer japonesa Marie Kondo. Este mês ela foi alvo de reportagens na Folha de São Paulo, na Veja, e na roda de conversas das organizadoras profissionais, com certeza!

Arrependa-me ou não dessa intromissão sem licença, não poderia deixar de escrever sobre isso aqui no blog. Minha proposta nada ousada com este post é comparar os meus 10 mandamentos da organização com os 10 mandamentos da organização de Marie Kondo. Apenas os meus 6º 7º e 8º não consegui encaixar em nenhum da lista dela, pois se referem a gerenciamento de rotinas e tarefas.

Cada organizador tem uma visão de mundo diferente, de acordo com o lugar onde vive, sua cultura, seus costumes, seus conhecimentos específicos, e essa mistura toda gera novos olhares sobre o assunto. Confiram!

10 mandamentos da organização segundo Marie Kondo


 10 Mandamentos da Organização segundo Marie Kondo e as observações da Edel


1. Arrume tudo de uma vez: Livra-se de toda a bagunça quando iniciar a maratona de arrumação é essencial para evitar que tudo volte a fica desorganizado.

Edel: Meio confusa esta diretriz, quando pensamos em organização real, ela é prática e funcional quando se faz as coisas aos poucos, devagar e sempre. Bagunça sempre insistirá em aparecer, então, a manutenção é fundamental. Se livrar da bagunça envolve analisar, classificar os itens e então tomar providências com cada um deles. Para quem começa é interessante ter um cantinho da reflexão.


Marie Kondo

2. Antes de organizar, descarte: o primeiro passo é jogar fora tudo aquilo que não precisa. Só quando isso estiver feito a arrumação começa.

Edel: Meu mandamento nº1 Mantenha somente o essencial e necessário, tem como foco "Pratique o desapego". O descarte faz parte da classificação da bagunça. Antes dele vem a análise, o processo do desapego, para então se descartar propriamente. Nos mandamentos de Marie, ela repete sobre desapego no 2º, 4º, 5º e 6º mandamentos.

3. Separe por categorias, não por cômodos: Se você guardar objetos do mesmo tipo em lugares diferentes e arruma um cômodo de cada vez nunca terá uma dimensão da real quantidade de itens que possui.

Edel: Agrupe itens semelhantes, meu mandamento nº4, regra de ouro. Ter um plano bem definido de armazenagem considerando itens semelhantes é muito útil para manter a organização das coisas nos ambientes.

4. Comece por itens menos importantes: Objetos de valor sentimental ficam por último, pois são mais difíceis de descartar. A ordem sugerida é roupas, livros, papeladas, itens variados e itens de apego emocional (presentes e lembranças).

Edel: Esta é uma etapa que tem tudo a ver com o processo de desapego que resultará no descarte ou na doação de itens. O que já escrevi sobre desapego...

5. Jogue tudo que não lhe traz alegria: Na hora de decidir o que será descartado, é importante pegar cada objeto das mãos. Nesse processo, avalie se cada um deles traz alegria para a sua vida.

Edel: Idem comentário anterior, quando você desapega, você avalia o significado das coisas para sua vida. É importante? Porquê? Só uma forma diferente e romântica de falar a mesma coisa.

6. Agradeça: antes de descartar um item, agradeça a ele pelo papel cumprido em sua vida.

Edel: Sei lá, este é um mandamento meio sem sentido para mim, agradecer para coisas materiais. Às vezes deixamos de ser educados com as pessoas a nossa volta, de agradecer por tantas coisas, até com nosso Pai do Céu somos ingratos, que nos dá tudo que temos. Agradecer a objetos decorativos, bem, pra mim não é pertinente, entendo que esta seja uma das diferenças culturais que comentei no início.

7. Não há necessidade de itens especiais para organização: use gavetas e caixas já existentes no ambiente.

Edel: É ótimo usar a criatividade, criar os próprios recipientes para organização, mas cá entre nós, produtos organizadores são muito mais duráveis e de qualidade do que caixas de papelão, dependendo do que for organizar. Além disso organizam e decoram ao mesmo tempo. Vale analisar detalhadamente o que será armazenado com o produto organizador, planejar bem o que precisa comprar e bora ser feliz! Meu mandamento nº 2 se encaixa bem aqui: Pratique o consumo consciente. Itens especiais para organização fazem a diferença, sim. Claro, sem exageros.

8. Dê visibilidade às coisas: na hora de guardar roupas, dobre do jeito certo, o objetivo deve ser deixar cada peça no formato de um retângulo liso, para economizar espaço. Organize com a lógica de uma biblioteca, fazendo com que todos os pertences fiquem acessíveis e à vista.

Edel: Cada pessoa organizará do seu jeito, em prateleiras, em gavetas, mesmo que alguns itens em cabides ainda seja a melhor solução. Há os que criticam e/ou condenam guardar roupas de cama em envelope, enrolar toalhas de rosto, dobrar meias (a Marie Kondo é uma delas). A "visibilidade" não é a essência da organização, mas uma característica e/ou resultado de um espaço organizado: um visual clean, padronizado, prático, simples, funcional, de fácil localização dos pertences. O meu mandamento nº 5 - Identifique suas coisas e seus espaços, e uma dica que considero importantíssima pra conseguir esse resultado.

9. Evite a intromissão dos parentes e prefira o silêncio: A presença deles pode ter um impacto psicológico negativo nessas horas: na cabeça deles, pode parecer inadmissível ver você jogando certos itens fora. Muitas vezes, a solidão é a melhor aliada na hora de arrumar a casa, é um exercício de revisão interior.

Edel: Organizar ao som de uma boa música, é uma terapia para alguns e um tédio/pesadelo para outros que não se identificam com isso, pois nem todo mundo gosta de organizar. É certamente mais agradável que esta tarefa seja introspectiva, e você tenha uma conversa consigo mesma a medida que estiver analisando, classificando, descartando, desapegando... por esses motivos vale a pena considerar esta dica. Quem já organizou sabe. Agora não dá pra esquecer o meu mandamento nº10: Encare a organização como um projeto de parcerias. Pois para ela se manter, é preciso cooperação de todos!

10. Crie um ritual diário: Ao chegar em casa, por mais cansado que você esteja, resista à tentação de ir largando as roupas pelo chão e de entulhar o sofá com bolsas e outros itens. Só relaxe depois de colocar cada coisa em seu devido lugar.

Edel: É o meu mandamento nº9, só que ela manteve foco na casa. Não seja procastinador é para todas as áreas da vida, não deixar para amanhã o que se pode fazer hoje. Meu mandamento nº 3 - Tenha um lugar para cada coisa, talvez ele se encaixe aqui nas entrelinhas também.

10 mandamentos da organização by Edel


Vamos ousar na organização...


Mais um adendo que deixo com relação a quaisquer mandamentos ou diretrizes como essas que inventamos para nossa vida: é tudo muito lindo, muito útil, muito tudo a ver, mas não somos robôs, programados para fazer sempre tudo da mesma forma, com a mesma rotina, do mesmo jeito. Se um cheff de cozinha fosse assim, por exemplo, não criaria pratos especiais e maravilhosos. Uma pessoa "normal" pode enxergar um organizador como sendo uma pessoa assim, cheia de padrões estáticos, rotinas programadas, tudo cronometrado no relógio, controlado nos mínimos detalhes, preto e branco, sem vida. A vida não é programação. É reprogramar. É mudança. Então ousar é mais que essencial. 

❤ 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

❤ GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!