30 de março de 2015

Atitude # 4 - Escreva um diário.


Atitude # 4 - Escreva um diário.


Nossas memórias não precisam ficar para a posteridade, mas podem ser um divã e tanto em momentos de angústia, tristeza, solidão, dúvida. Também podem ser altamente inspiradores, se viermos a escrever sobre nossos desejos mais secretos, tanto que tenhamos até a falsa ilusão (será?) de que temos talento para contos e crônicas. Escrever também pode ser motivacional quando relatamos nossas conquistas e focamos no que deu certo, olhando para os acontecimentos de maneira otimista. Escrever desenvolve nossas habilidades linguísticas e é um exercício de autoconhecimento.

Hoje em dia não é necessário escrever um diário no papel. Há inúmeras ferramentas na internet disponíveis para isso, vou sugerir duas: você pode criar uma pasta diário no Google Drive ou no Evernote, e teclar sobre o que que bem entender. Não precisa digitar uma grande redação, registre os pensamentos que vierem a cabeça. Há quem leia isto e diga "Onde vou arrumar tempo para escrever?!". Vale a reflexão. Tente começar, vai que você pegue gosto pela coisa. É assim que nos conhecemos melhor, e não custa nada. Finalizo com uma frase de Cheryl:

"Ao colocar no papel como se sente, você está aprendendo a conectar sua cabeça ao seu coração. Este ritual diário faz com que você não só tenha mais controle sobre suas ações como também desperta as coincidências que levam a uma vida melhor. Pois quanto mais conectado você está com o seu eu interior, maior é a sua tendência de agir segundo seus próprios critérios e sabedoria."

27 de março de 2015

10 ideias legais para decorar a casa para Páscoa

Nunca dei muita importância para decorar a casa em épocas especiais, fora no Natal, mas de uns tempos pra cá venho mudando meus conceitos. Uma gracinha, um mimo, sempre embelezam e fazem bem, vocês não acham? Então, mega difícil selecionar tão poucas, mas aí está a minha seleção de 10 ideias legais para decorar a casa para Páscoa. Este post deveria ter vindo antes, mas acredito que ainda dê tempo para dar um up na decor em casa...

1. Bandeirolas, sou apaixonada por elas!




  2. Ovos com elástico: quer coisa mais fácil de fazer?


 3. Ovos de chocolate, só não sei por quanto tempo ficariam na bela árvore...


4.Ovo com botões, adoro incrementar com botões, acho uma graça!


 5. Porque não uma guirlanda de páscoa? Belíssima!


6. Ovos de Páscoa em feltro, outro estilo de arte que aprecio muito!


 7. Glitter nos ovos de páscoa, outra ideia facílima!


8. Saquinhos para os chocolates, um amor só!


9. Árvore de Páscoa com galhos secos, leia mais sobre seu significado aqui

 

  10. Jardim da Ressurreição: uma linda forma de testemunho!
 

O printerest para quem ainda não conhece é uma grande fonte de inspiração, para buscar ideias originais para muitas coisas, entre elas, decorar o lar doce lar. Pelo que vocês podem perceber estou utilizando bastante para estimular a criatividade e criando vários painéis legais por lá, convido todos para conhecerem! Está virando um belo e colorido arquivo de referência! Vocês podem conferir no lado direito o atalho para o Printerest do blog, e o que está rolando de novidades. Este post, por exemplo, foi super inspirado por esta rede social de imagens maravilhosas. Espero colocar pelo menos 5 ideias destas em prática, depois mostro o que aprontei no fim de semana.

25 de março de 2015

Meu Fichário do Lar - o Depois do Desafio de Organização Março 2015

Neste post apresento o resultado do Desafio de Organização do mês de março/2015, proposto pelo blog Vida Organizada, do qual o blog Transformando Espaços participou novamente. Começo escrevendo sobre como surgiram as primeiras listinhas aqui em casa, apresentando meu novo Fichário do Lar, e finalizo deixando links de outros posts relacionados ao assunto que já escrevi aqui no blog. Vamos lá...

Como comecei a organizar as Rotinas do Lar?


Mesmo nunca tendo me aprofundado no Sistema FLY Lady de organização doméstica, desenvolvi ao longo dos anos meu próprio sistema de organizar as coisas aqui em casa. Talvez ele tenha sacadas muito legais, alguns exageros, e quem sabe lendo mais sobre, até possa aperfeiçoar algumas coisinhas por aqui, sem dúvida. A Thais comenta no post linkado acima, sobre todos esses assuntos: sistema FLY Lady, Control Journal, etc e tal, para quem quiser conhecer mais tem um resumo legal ali e links dos sites originais.

Desde que nos casamos nossa geladeira exibia uma pequena "matriz de responsabilidades da casa", o que era tarefa de quem. Essa listinha sempre chamada atenção dos amigos que nos visitavam, e era motivo de brincadeira. Mas nessa brincadeira que aprendemos a dividir as tarefas, pois meu marido e eu sabemos que a casa é nossa, e a roda gira bem se cada um faz a sua parte e deixa a sua contribuição. A limpeza e organização da casa é um projeto de parcerias, senão não funciona.

Então, essa listinha foi se aprimorando com o passar do tempo, e fui criando mais listas. Já tentei usar check-list de limpeza, mas não me adaptei nem achei útil. Não sou neurótica com limpeza, penso que existem mais coisas importantes e prioritárias para se cuidar em casa, senão a gente pira mesmo (refeições, compras, por exemplo). Então, em vez de ficar marcando x aqui e ali na lista, prefiro fazer o que precisa ser feito ou delegar e ponto final. A lista de rotinas é mais um guia, um norte, uma bússola.

Meu Fichário do Lar


Anteriormente organizava esses registros dentro de uma pastinha simples, pois eram poucas folhas, e até já afixei na minha divisória com pallets, em outra cozinha. Ele também já ficou ficou junto com as receitas na cozinha, e fixei um tempo na geladeira com imã, só que aquela papelada toda ali dá uma impressão meio esquisita. Agora, centralizei tudo num Fichário do Lar, coloquei ele dentro de um suporte que fica em cima da minha mesa de trabalho.




 

 

Conteúdo do Meu Fichário do Lar


Poderia chamar de Rotinas da Casa, Rotinas Domésticas, Control Journal (termo usado pelo Sistema Fly Lady), Agenda da Casa mas escolhi chamar de Fichário do Lar, tem mais a minha cara. Por quê? Porque os registros que nele contém não dizem respeito somente a coisas da casa em si, mas do lar como um todo, num sentido mais abrangente. Basicamente organizei o conteúdo até agora desta forma, por temas:

Rotinas
  • Rotinas do Lar
  • Rotinas das Crianças
Responsabilidades
  • Matriz de Responsabilidades do Lar
  • Regras para as Crianças*
Cardápios
  • Cardápio das Crianças
  • Cardápio Semanal
  • Cardápio Especial de Pizzas*
Listas de Compras
  • Supermercado
  • Cosméticos
  • Farmácia
Organização
  • Inventário do Lar*
  • Áreas de Armazenamento do Lar*
  • Projeto de Organização Home Office*
Informações Úteis
  • Telefones*
  • Aniversários*
  • Checklist de Viagem

Nota: *Novas listas que integrei as Rotinas do Lar.

Mais sobre Rotinas do Lar


Apesar de ter integrado todos os registros da casa no Fichário do Lar, percebi que ainda preciso atualizar alguns deles e talvez até criar outros. Depois de dar um toque final na organização, quero deixá-lo disponível também no Evernote. Por enquanto eles permanecem armazenados no meu notebook, no espaço digital, com a mesma estrutura do arquivo físico. Você pode conferir o que já andei escrevendo por aqui sobre Rotinas do Lar nestes links:

24 de março de 2015

Mais 5 Listas Complementares das Rotinas do Lar

Como o Desafio de Organização do mês foi reunir todas as informações relacionadas ao bom andamento da casa num Fichário do Lar, as ideias pipocaram por aqui. Vejam só mais 5 listas que integrei nas Listas Complementares das Rotinas do Lar: Inventário do Lar, Áreas de Armazenamento do Lar, Projeto de Organização do Home Office, Cardápio Especial de Pizzas e Regras das Crianças. O legal é que integrei mais meus índices, manuais ilustrativos, estão todos centralizados agora no Fichário do Lar.


1. Inventário do Lar



O Inventário do Lar consiste no mobiliário e nos complementos de cada ambiente. Em nossa última mudança no ano passado me fiz muito a seguinte pergunta: o que é essencial mantermos em nossa casa? Não tinha noção do novo espaço que teríamos, mas percebia que algumas coisas não queria mais manter, pois ocupavam muito espaço e não eram simplesmente mais necessárias. Pra que mantermos por exemplo 3 sofás, 2 racks, colchões sem cama, complementos decorativos que não tinham nada a ver, coisas de criança que não usamos mais? Assim, depois dessa análise que já havia começado uns meses antes, vendi muitas coisas, doei outras. Mantive no Inventário do Lar somente o que considerava essencial e importante manter, e o resultado foi muito legal: os novos espaços estão bem organizados, não tão carregados, os móveis melhor distribuídos. Como mudava muito mais as coisas de lugar (até demais, de um cômodo para outro), assim tenho mais ou menos estabelecido o que manter em cada lugar, e evitar mudanças nas áreas de armazenamento (especialmente). Já quis trocar o meu home office com o quarto dos meninos, e fazer um quarto de hóspedes junto, mas até agora estou resistindo. Sei lá, parece que na nova casa, tudo se encaixou melhor, também casa é casa, apartamento é apertamento, vale considerar isso.


2. Áreas de Armazenamento do Lar



Essa lista já comecei há tempos, mas nunca tinha concluído e tornado ela útil, exatamente por mudar demais as coisas de lugar, então ela sempre ficava desatualizada. Outro motivo é por não conseguir na época me desfazer das tralhas que acabava guardando. Viva a libertação das tralhas! Hoje dá pra considerar ela atualizada, com espaço definido para deixar as tralhas que precisam ser descartadas ou doadas. Uma mudança que fiz foi com o "cantinho da reflexão" que não existe mais: as três caixas deram lugar a espaços para guardar roupas que pretendo doar na garagem. O sistema funcionou maravilhosamente bem num momento de amadurecimento da organização e da prática do desapego, mas hoje sou mais insensível e madura com esse assunto, sem inseguranças. Vale para começar, mas persistir não tinha mais sentido: as caixas de descarte e conserto estavam quase sempre vazias, e de doações sempre cheias, pois isto às vezes leva mais tempo para encaminhar. Se precisa de conserto não pode ficar 6 meses esperando, se precisa ser descartado, idem. Além disso, voltar a analisar se algo é tralha ou não é retrabalho!


3. Projeto de Organização do Home Office


Já comentei que organizei todos os arquivos da casa num Projeto de Organização do Home Office aqui. Reuni todos os arquivos da casa neste espaço que se transformou numa espécie de "Arquivo Central do Lar", o guardião das informações. Refletindo sobre os Arquivos de Referência no GTD, notei que mantenho alguns arquivos bem específicos, e não gostaria de modificar as coisas agora. No entanto, fiz uma rápida revisão nos Arquivos Home - que guardavam registros financeiros, da casa e pessoais, e fiz as seguintes melhorias nele:
  • descartei uma parte da papelada, eliminei também algumas categorias que não eram mais necessárias, e incluí outras;
  • mantive a nomenclatura de Arquivo Corrente, Intermediário e Permanente (Home) e separei conforme descrevi mesmo: financeiros, da casa e pessoais, respectivamente em cada arquivo;
  • eliminei as transferências dos registros financeiros para o arquivo intermediário (percebi que tem espaço suficiente no corrente!), e como deixei separado por tema (financeiro, casa ou pessoal), percebi que isso não é preciso: ou se descarta no tempo oportuno, ou vai pro arquivo pessoal (algum comprovante que precise ser guardado por mais tempo). Como o volume dos registros é pequeno, não tenho interesse nenhum em digitalizar nadica de nada. 

4. Cardápio Especial de Pizzas


Amo pizza, acho que vocês já sabem disso. Quando resolvia ir pra cozinha e preparar uma rodada de massas e recheios, nem sempre tinha certeza de que sabores faria! Agora organizei alguns tipos num cardápio especial de pizzas, e acho que facilitará bastante! Só escolher e planejar a lista específica de compras, se não tiver os ingredientes em casa e assim, adeus dúvidas! Claro que já estou pensando em estender a ideia para outros cardápios especiais, senão sempre acabo improvisando, o que também é bom às vezes. 
 

5. Regras para as Crianças


Chega uma idade que as crianças nos testam, e não tem jeito, elas literalmente pedem para estabelecermos limites. Então, neste registro está detalhadamente o que esperamos delas, e as consequências que terão caso desobedecerem. Mesmo que a vontade às vezes seja usar a vara, sempre é mais válido conversar, pois os pequenos entendem tudo, e haja paciência para explicar tudo mil vezes. Esse lance de consequências às desobediências, é algo que envolve escolhas das próprias crianças. Aprendem a negociar, mudando as regras, ou concordam, sabendo que suas escolhas implicarão em consequências, positivas ou negativas. Faz parte, isto é educar. Para mim, ter as coisas por escrito sempre facilita para organizar as ideias, e depois manter a coerência nas atitudes.

23 de março de 2015

Atitude # 3 - Tenha tempo para você.



Atitude # 3 - Tenha tempo para você. 


Às vezes nos perdemos em meio a tantas coisas que temos de fazer, evitamos a própria presença, não ouvimos nosso eu interior, pois tememos estar sozinhos, por isso estamos sempre ocupados, envolvidos em alguma tarefa. Será que somos assim? Para viver bem consigo mesmo e com os outros é essencial saber apreciar a própria companhia.

Você se conhece verdadeiramente? Tenha tempo para você exatamente para isso: para se conhecer melhor, para ouvir a voz do seu coração e de sua sabedoria interior. A conexão com nosso eu interior tem reflexos em todas as áreas de nossa vida, e é dela que criamos significado e propósitos para a própria vida. Lá vai uma frase da Cheryl Richardson que me jogou contra a parede:

"Se você se sente infeliz ou tem a sensação de que falta algo em sua vida, talvez fosse bom considerar que o que está faltando pode ser simplesmente você."

Coisas que podem ajudar a você se conhecer melhor:
  1. Escrever um diário.
  2. Conversar com amigos.
  3. Registrar sonhos
  4. Meditar e orar (rituais espirituais).

20 de março de 2015

Contact + giz = o menu de cada dia

Na semana passada, quando fui premiada e fiquei sozinha "brincando de casinha" na cozinha, tive uma ideia super simples para organizar o cardápio da semana: colei um resto de contact na geladeira, e lá escrevi com giz o "menu" de cada dia. Assim pensei no assunto uma vez só, não precisei decidir toda noite o que faria no dia seguinte, bastou conferir se precisava tomar alguma providência ou se estava tudo ok. Vou continuar com o sistema, pois é uma preocupação a menos, e se não estou por perto, a galera aqui se vira nos trinta!




Aqui em casa temos definidos os pratos básicos das refeições principais do dia a dia, no Cardápio Semanal. Assim como todas as listas relacionadas as rotinas do lar, é um norte, um guia, não somos tão legalistas com essas coisas, do tipo: Domingo tem que ser Massa, Sábado tem de ter Pizza, durante a semana tem de ser o tradicional arroz e feijão.

No entanto a programação semanal dependerá de como está o estoque de alimentos do freezer, das compras que foram feitas no supermercado (legumes e frutas frescas) e também se foi preparado algum prato novo durante a semana e sobrou alguma coisa. Por isso é bem comum rolar a comida francesa "Requentê d'ontê", ou o popular brasileiro "Requentex". É só aqui que isso acontece, hein? Flexibilidade total, só pra descontrair...

Saiba como aproveitar ambientes pequenos

Com imóveis cada vez menores, soluções para espaços pequenos ganham destaque na decoração de interiores. Assim é possível ter uma cozinha de 10m² que caiba armário, geladeira, balcão e prateleiras, tudo planejado no seu devido espaço para aproveitar melhor a área. Se sua casa é compacta, confira algumas dicas para te ajudar a aproveitar espaços pequenos. 

 
QUARTOS: neste caso você pode investir em prateleiras e nichos para guardar os objetos. De baixo da cama também é uma ótima escolha para armazenamento ou até mesmo para organizar os sapatos, outra dica válida é usar araras caso não tenha armários. Uma solução interessante é suspender a cama, como se fosse beliche, e aproveitar o espaço embaixo para fazer uma escrivaninha, por exemplo. 



COZINHAS: separe um espaço para o fogão e geladeira, feito isso coloque armários e prateleiras em tudo que puder, aproveite todas as paredes de acordo com sua necessidade e espaço. Se couber no bolso opte para os móveis planejados, assim otimiza melhor o ambiente. Além das portas com amortecedores, gavetas com revestimento interno de aço pode facilitar o armazenamento de alimentos e objetos.



Tente ao máximo aproveitar o ambiente, pois cada cantinho é espaço! Tudo é questão de analisar o local e se organizar. Veja em mais Chave Fácil .

18 de março de 2015

Uma breve introdução ao método GTD

Getting Things Done ou abreviando, GTD, é um método de produtividade criado pelo americano David Allen, que se baseia na premissa de que nos tornamos mais produtivos a medida que conseguimos relaxar diante do trabalho que temos a fazer. Parece totalmente contraditório: relaxar diante da infinidade de novas demandas que chegam até nós diariamente, e ainda por cima alcançar um bom nível de produtividade. 

Vamos com calma, antes de contar como está sendo minha experiência pessoal com o GTD, pretendo expor um pouco mais de informações sobre o método, para que os leitores não fiquem "viajando na maionese" nas nomenclaturas utilizadas, e tenham uma visão geral de como ele funciona.

Segundo Allen, a organização começa em nosso pensamento, pois com a mente clara conseguimos ser produtivos sem estresse, e ainda por cima desenvolver nossa criatividade. Para isso precisamos tirar tudo da nossa mente, não confiar somente na memória, registrar as informações num lugar fora da nossa cabeça. Esse é o primeiro passo, mas somente a ponta do iceberg. Além disso, é preciso que tenhamos um sistema confiável de organização para gerenciar essas informações, nossas ações e nosso trabalho. As cinco etapas do GTD que traduzem o fluxo de trabalho do método são:
  1. COLETAR - registrar tudo que chega ate você em sua caixa de entrada;
  2. PROCESSAR - analisar o conteúdo da sua caixa de entrada;
  3. ORGANIZAR - colocar a informação no lugar certo;
  4. REVISAR - reavaliar como todo o sistema está organizado;
  5. EXECUTAR - realizar as ações planejadas.

Cada uma das etapas é essencial para o sucesso da implementação do GTD. De nada adianta somente coletar (registrar tudo), e não processar e organizar adequadamente as informações, ou ser negligente com a execução e especialmente com a revisão, pois uma etapa complementa a outra. O resumo deste método simples e eficiente de produtividade pessoal baseia-se no seguinte fluxo de trabalho:





As 5 etapas do GTD para administrar o fluxo de trabalho


COLETAR 

 

Na etapa da coleta, é o momento de reunir toda tralha que você tem atualmente, deletar o que for lixo e depois colocar o que precisa ser analisado (processado) numa caixa de entrada. Essa é uma etapa muito importante, porque só assim você conseguirá tirar tudo da sua mente para depois seguir as demais etapas tranquilamente. Só fazer isso não é aplicar o GTD, mas é o começo, e já dá um certo alívio para a mente.

Tralha: é toda informação que chega até você, no meio físico (correspondências, papéis, objetos), no meio digital (e-mails, relatórios, projetos), e em sua mente (ideias, projetos, desejos, planos), por exemplo.

Caixa de Entrada: se você mantiver todas as tralhas na sua mente, se estressará, se esquecerá das coisas, pois nossa mente não é confiável. A ideia da caixa de entrada é exatamente essa: esvaziar a mente, registrar e colocar tudo ali, para depois sim, processar essas informações, e analisar o que fazer com elas.

PROCESSAR E ORGANIZAR


Processar e organizar são etapas distintas, mas parecidas, pois envolvem as 7 coisas básicas que você precisará administrar:
  1. Lista de "Projetos"
  2. Material de Suporte aos projetos 
  3. Calendário: ações e informações inseridas na agenda
  4. Lista de "Próximas ações"
  5. Lista de "Em Espera"
  6. Material de Referência 
  7. Uma lista de "algum dia/talvez"

Lista de Projetos: o conceito de projetos é esse - tudo o que envolve mais de uma ação para que se chegue ao resultado esperado. Ex: organizar uma viagem, uma festa de casamento, a decoração de uma nova casa.

Material de Suporte aos projetos: que estão relacionados aos seus projetos ou ações em andamento.

Calendário: é a agenda onde registramos os compromissos com data e hora marcada, ou informações e ações com prazo determinado.

Lista de “Próximas Ações”: esta lista é autoexplicativa, são as ações e/ou tarefas que precisam ser realizadas, relacionadas aos seus projetos ou ações pontuais.

Lista “Em espera”: são as ações que não dependem somente de você, mas que foram delegadas a outra pessoa ou aguardam resposta de alguém.

Material de Referência: registros que não implicam em ações, que são somente referências, não precisam estar empilhados em sua mesa de trabalho e diante dos seus olhos no dia a dia, mas num sistema de arquivos confiável, que você possa consultar assim que for necessário. Consiste num tipo de arquivo.

Uma lista de "Algum dia/talvez": nenhuma ação é necessária no momento, mas a ideia deve ser incubada, para revisar e quem sabe noutro momento poderá ser feito algo relacionado a ela, transformando-a em projeto ou ação.

Depois de esclarecer esses conceitos, vou explicar resumidamente o fluxograma acima, de como processar/organizar a tralha da caixa de entrada:

Não é ação?

Então é LIXO ou arquivo:
  • Algum dia/talvez (arquivo de referência rápida);
  • Referência (arquivo de referência geral).

É ação?

Se levar menos de 2 minutos faça já!

Se estiver relacionada a um projeto, estará num planejamento a parte (lista de projetos, material de suporte aos projetos).

Se não, considere registrar:
  • No calendário;
  • Na lista de lembretes das próximas ações;
  • Na lista de lembretes sobre as coisas que estão aguardando.

REVISAR


A revisão é o momento de atualizar o seu sistema de organização estabelecido, ou seja, fazer a manutenção do GTD. Allen sugere uma revisão semanal, especialmente do seu calendário e das suas listas de “próximas ações”. A sua lista de projetos, listas “em espera” e lista “algum dia/ talvez” também entram na revisão, mas você que definirá a periodicidade.

EXECUTAR


Algumas considerações de Allen para refletir ao rodar o fluxo de trabalho:

Os 4 critérios para escolher que ações empreender em determinado momento  


Contexto: onde esta ação pode ser realizada, em casa, no escritório, na rua? Dependendo de onde você está disponível no momento, você decide qual trabalho realizar.
Tempo disponível: você tem somente 15 minutos ou 1 hora? O que pode ser realizado neste tempo que seja produtivo?
Energia disponível: quanta energia você tem para realizar esta ação? Ela implica em energia física ou mental?
Prioridade: qual a coisa mais importante que você precisa realizar neste momento? As prioridades é você que define, com base nas escolhas que faz para sua vida pessoal e profissional.

O modelo triplo para avaliar o trabalho diário


Fazer trabalhos pré-definidos: fazer aquilo que você definiu como ações e e tarefas para realizar.
Fazer o trabalho a medida que aparece: conte com os imprevistos, eles são inevitáveis!
Definir seu trabalho: processe e organize sua “tralha”, e planeje o que fazer com ela.

O Modelo em seis níveis para revisar seu trabalho


Nosso trabalho é definido com base nas responsabilidades que assumimos e no que desejamos para nossa vida, a curto, médio e longo prazo. É preciso refletir sobre nossas prioridades, e traduzir elas em ações concretas. Somente quando passamos a administrar nossas ações estaremos administrando nossa vida realmente, pois prioridades não fazem acontecer, e sim nossas atitudes/ações.

O que você faz todos os dias tem a ver com seu projeto de vida? A implementação do GTD é muito mais do que somente organizar papeis e informações que chegam até nós, é uma verdadeira gestão eficiente da vida! Allen deixa bem claro que a implementação é de baixo para cima (tirar tudo da mente, coletar, caixa de entrada, processar, e assim por diante), pois se começarmos por aqui, o GTD não vai fluir, apesar de ser o nosso alvo maior. 
  1. Ações atuais;
  2. Projetos atuais;  
  3. Áreas de responsabilidades;
  4. Visão para três a cinco anos;
  5. Metas para um ou dois anos; 
  6. Vida. 




O método GTD de David Allen está bem detalhado neste livro, cuja versão em português vem com o título: "A arte de fazer acontecer". É bastante conteúdo, e por mais que conheçamos como outra pessoa interpreta o método, e coloca ele para funcionar (parte prática), para não nos confundirmos e nos mantermos fiel à fonte (parte teórica), nada melhor do que conhecê-la também.

O GTD não seria considerado um método de produtividade de sucesso, se não fosse realmente aplicável. O método e suas técnicas são práticos e fundamentados no senso comum, então, vale a pena conhecer, confiar, e fazer acontecer. Ficou curiosa(o)? Espero que te provoque a descobri-lo também.

Atualizarei este post a medida que for compreendendo melhor o método, caso veja a necessidade de acrescentar algo importante que me esqueci de relacionar a primeira vista.

* OBSERVAÇÃO: As etapas do fluxo de trabalho na revisão do livro, foram atualizadas para 1.Coletar, 2.Esclarecer, 3.Organizar, 4.Refletir e 5.Engajar. Apesar da alteração, seu sentido continua o mesmo.

16 de março de 2015

Atitude # 2 - Defina um objetivo.


Atitude # 2 - Defina um objetivo.


Em vez de fazer uma lista de 10 resoluções, defina um objetivo, que tenha a ver com alguma qualidade que você sinta que precisa desenvolver ou aperfeiçoar e deixe ele sempre a vista. Anote também 3 ações que precisa fazer para colocá-lo em prática. Nada vai mudar ao nosso redor se continuarmos fazendo as mesmas coisas, pois a verdadeira mudança somos nós que promovemos, ela começa dentro da gente, em nossa mente. 

Exemplificando...

Qualidade: Organização
Objetivo: Eu sou uma pessoa organizada e reconheço o impacto disso em todas as áreas da minha vida. (esse objetivo é uma afirmação pessoal, algo que desejo ser já ao menos um pouco hoje não somente um dia, amanhã)
Ações: Aprender mais sobre o método GTD; Começar a implementá-lo aos poucos; Utilizar o Evernote para centralizar todas as informações espalhadas em meio físico e digital.

11 de março de 2015

Ideias de beliches para o quarto dos filhos

Estive pensando que a melhor ideia futuramente para o quarto dos meninos é investir num beliche, assim sobrará mais espaço para brincar, além do que, fica lindo! Então vejam só imagens que selecionei como inspiração...







Modelos de beliche e cama com escorregador e cabaninha da MMM


Se tiver uma cama dessas no quarto do Guilherme, será um passatempo e tanto! Que criança não amaria de paixão um escorregador, e pra completar uma cabaninha...



 Um mimo só também são os beliches, assim fica difícil escolher entre um e outro...




Veja aqui mais modelos de camas de solteiro e beliches da MMM!

Ah, no Printerest do blog também tem mais, claro!

Siga o painel Beliches de Transformando   no Pinterest.

9 de março de 2015

Atitude # 1 - Reflita sobre suas realizações





Atitude # 1 - Reflita sobre suas realizações


Ao invés de se lamentar sobre o que deu errado, comece a ver o que deu certo, mude seus olhares sobre o passado. Comece a listar suas conquistas nos últimos 12 meses, qualidades que você desenvolveu, medos que conseguiu superar, enfim, motivos que tem para celebrar. Para mudar e seguir adiante isto só fará bem, e você verá o quanto tem a agradecer!

Exemplificando...

  1. Passei no vestibular.
  2. Aprendi a ser mais organizada.
  3. Fui mais assídua na academia e me exercitei mais.
  4. Passei mais tempo de qualidade com minha família e meus filhos.
  5. Venci o medo de dirigir, hoje enfrento a direção com coragem e segurança.
  6. Finalmente conquistei a independência financeira.
  7. Tenho o trabalho dos meus sonhos, sou apaixonada pelo que faço.
  8. Fiz novas e edificantes amizades.
  9. Consegui conciliar melhor maternidade com meus projetos de trabalho.

E quando você começar, a lista vai longe, é essa a ideia!

    6 de março de 2015

    Desafio de Organização - Março 2015

    Esses dias conheci o blog da Kalinka Carvalho, e lá achei uma ideia super legal (na verdade várias!) de Fichário do Lar, e pensei: Claro! Como não pensei nisso antes?! Porque não centralizar todas as informações da casa num Fichário do Lar?! Comecei a trabalhar nisso... As rotinas precisam ser revisadas e atualizadas por aqui, então para começar preenchi meu fichário vazio com os registros que estavam impressos, e deixei em standby.

      

    Depois, acompanhando o Desafio de Organização do mês de março no blog Vida Organizada, não é que a Thais sugeriu exatamente criarmos um control journal? Esta agenda da casa serve para centralizamos as informações da casa, organizamos nossas rotinas domésticas, etc e tal. E agora, incremento meu fichário, crio um mural, faço um quadro, invento uma versão online ou o que vou aprontar nesse desafio?

    Este é o post do meu antes oficial, com fotos do fichário com as rotinas domésticas para serem revisadas, e algumas informações para serem incluídas. Vou escrever mais sobre o assunto nos próximos dias, até mostrar meu depois - missão cumprida! Espero conseguir finalizar o desafio, mesmo com outros projetos em andamento, até para provar que é possível dar conta, sim, pois com organização tudo se resolve!

    5 de março de 2015

    Decoração de Festa Infantil com tema do Mickey Mouse

    Decoração de Festa Infantil com tema do Mickey Mouse, bem com cara de festinha feita em casa, com docinhos da mamãe e da vovó, e cabecinhas sugestivas do personagem espalhadas aqui e ali. Optei pelas ideias mais fáceis e práticas, sem a mínima ideia de como iria colocar tudo aquilo ao redor da mesa, mas fui produzindo sem esquentar a cabeça, e no final encaixou tudo maravilhosamente bem! Foi um prazer preparar tudo bem no estilo faça você mesmo!

    Já faz um tempinho que aconteceu a festinha de 3 anos do Guilherme (final do ano passado), fiz um post com as ideias que usei como inspiração, você lembra? Hoje resolvi remexer nas fotos e escrever este post: tcham tcham tcham, aqui está o resultado!



    O que acharam? Eu sou suspeita pra falar, mas confesso que amei! Vale lembrar que segui o check list para festinha de criança, essencial para manter as etapas bem organizadas e sob controle. Agora chega de blá, blá, blá, e vem ver mais fotos!















    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!