19 de fevereiro de 2015

Finalizando o Projeto "52 objetos"

Há 1 ano iniciei o projeto dos 52 objetos que me gerou profundas reflexões. Caso você não tenha acompanhado esta minha saga, volte lá no primeiro post da série para entender melhor a ideia. Não consegui manter um objeto por semana, houve alguns momentos que falhei, e outros que postei mais de um na semana. Minha meta era encerrar no prazo de 12 meses, o que felizmente consegui!

Convidei algumas pessoas para participarem comigo, e obtive as mais diversas respostas, entre alguns silêncios. Talvez outros projetos mais importantes, talvez muito desapego das coisas, talvez sei lá. Eu mesma pensei no começo quais seriam os objetos da minha lista, como desapegada que sou iria juntar tanta coisa, e a escolha se manteve nos mais mais mais especiais.

A história dos 52 objetos me fizeram repensar na minha vida e no que tem realmente valor para mim. Muitas coisas destas são materiais, coisas de valor, mas se não as tiver também saberei viver e sobreviverei. Se tudo mudar, e os 52 objetos se forem, e restarem minhas lembranças, minha vida, meu presente, acho que também me bastará. Coisas novas ocuparão seu lugar. 

Não temo mudanças, não temo perder coisas que nunca tive, não temo novidades. Isto me entusiasma, me desafia, me deixa curiosa e mais feliz. Hoje estes 52 objetos são importantes, amanhã talvez não sejam mais. Não quero viver com medo do dia de amanhã, com medo de envelhecer, com medo da solidão, arrependendo-me de ter deixado de fazer as coisas que queria fazer. Lembrei-me daquela música Epitáfio, dos Titãs, do trecho que tem sentido para mim...

"Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais e até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração

Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier"

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!