10 de fevereiro de 2015

Como organizo meu arquivo musical

Durante este mês estou participando do Desafio de Organização - Canto de Estudos, e por isso neste post irei explicar um pouco como organizo meu arquivo musical. Antes de começar, vale voltar no tempo, e ver como há anos atrás (em 2010) testei a organização dele no baú por alguns meses, antes de efetivamente trazer ele para o sistema que tenho hoje.

Piano e Baú

Arquivo Musical no Baú



Meu arquivo musical atualmente está arquivado junto às minhas 12 caixas de arquivo (meu limite!), as quais de vez em quando tento destralhar, como agora estou fazendo novamente. Este arquivo não contém somente materiais de música, nos próximos dias escreverei sobre como organizo minhas apostilas de cursos e os meus estudos em cursos EAD, então ficará mais claro e bem explicado meu sistema de organização.


Caixas de Arquivo - Arquivo Intermediário


Meu "sonho" sempre foi mergulhar na organização de um arquivo musical maior do que o meu, recheado de partituras de todos os tipos, onde pudesse fazer uma categorização mais ampla, de estilos musicais, e claro, de quebra quem sabe encontrar alguma peça interessante do meu agrado (rs...). No entanto ainda não tive esta oportunidade, organizei somente o meu arquivo pessoal.


Livros e Apostilas de Música


Livros e Apostilas de Música


O que contém meu arquivo musical:
  • Livros e Apostilas de: Técnica, Teoria Musical, Regência, Métodos específicos para instrumentos (teclado, piano, flauta, violão e violino) e materiais pessoais (elaborado para cursos).
  • Coleção de Partituras Musicais: partituras para piano e teclado, só com cifras, canto coral, etc, onde separei somente em dois estilos - popular e sacro.

Querendo ou não, muitas apostilas acabam servindo como material de referência, e já voltei a consultá-las algumas vezes. Na dúvida, e enquanto houver espaço, elas ficam ali, e de tempos e tempos, crio espaço para materiais novos. Como sei o que tem dentro de cada caixa? Utilizo índices, como esse, onde detalho o arquivo físico em questão, seu conteúdo e sua localização.

Livros e Apostilas de Música


Então, o que acabei fazendo? Havia tirado tudo das caixas de arquivo no final do ano passado, pois pensei que precisaria ter tudo a mão para consultar com mais facilidade este ano, no preparo das aulas de música e se caso voltasse a estudar piano, etc e tal. Quis organizar tudo nos módulos da estante, de maneira aberta. Só que não me adaptei dessa forma, ficou tudo junto e misturado, uma coisa estranha, parecia um aspecto desorganizado.

Como resolvi não retomar os estudos planejados no momento (piano) e percebi o quão legal a organização estava antes, com o material não visível aos olhos todos os dias, voltei o conteúdo das caixas de arquivo para seu devido lugar, reorganizando-os e aproveitando para descartar alguma coisa (sempre há o que descartar). Não consegui imaginar que materiais substituiria nas caixas, então, achei melhor assim. Até testei algumas trocas, mas como disse, simplesmente não funcionou.

Alguns livros de música deixo nas prateleiras como decoração, e algumas partituras musicais deixei em pastas com plásticos nos módulos, para organizar melhor posteriormente. Estas geralmente que acabo retomando mais vezes e utilizando mais. Ufa, por hora acredito que está bom assim!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!