26 de fevereiro de 2015

Eu + Evernote + GTD = por um 2015 mais organizado!

Ninguém é tão organizado(a) que não tem nada de novo a aprender. Decidi que em 2015 seria diferente, por isso mergulhei no estudo de dois assuntos muito interessantes, que pretendo escrever mais aqui no blog, compartilhando como está sendo "minha amizade" com estes grandes parceiros da organização:

Evernote


No final do ano passado criei uma conta no Evernote para testá-lo e passei a fazer minhas anotações por lá. Sincronizei o Evernote online com os arquivos do meu notebook, assim posso ter acesso sempre, mesmo não estando online. Acho que não vou conseguir mais me desvincilhar dele!

Não posso escrever muito ainda pois estou começando a conhecer somente há pouco tempo, mas mexendo aqui e ali, dá pra descobrir tudinho de maneira bem fácil, e o bacana é integrar todas as listas e atividades num lugar só, acho que esta é uma das grandes sacadas do Evernote. O desafio é criar um bom sistema de organização dentro dele. Se você é curioso e gosta de novidades, então é uma boa alternativa começar a organizar sua vida com ele!

GTD


Para criar um bom sistema de organização dentro do Evernote, comecei a estudar o método Getting Things Done, descrito no livro "A arte de fazer acontecer", de David Allen. Já tinha ouvido falar muito do seu fluxograma de organização por organizadoras profissionais, especialmente pela Thaís Godinho, do Vida Organizada, apaixonada por esse método de organização e produtividade. Não cheguei a ler muitos posts dela, mas fiquei muito curiosa para conhecer o conteúdo nos originais, e fazer minhas próprias interpretações. Ela tem elaborado verdadeiros "Manuais sobre o Evernote", esclarecendo muitos detalhes sobre as infinitas possibilidades que ele pode oferecer, e relacionando a organização com o método GTD.

Eu + Evernote + GTD = por um 2015 mais organizado!


COMPRE O LIVRO AQUI!

24 de fevereiro de 2015

Níver de 4 anos do blog Transformando Espaços!


Atualizei a história do blog e quem escreve
e o post de hoje é só pra dizer que amo muito tudo isto aqui!

4 anos de...

  • curiosidade, leituras, descobertas;
  • dúvidas, erros e acertos;
  • novas amizades;
  • paixão crescente por este espaço;
  • muito aprendizado!!!

Os 5 posts mais lidos e procurados:


Organizando a secretaria

Brinque de Baby Bingo no seu chá de fraldas

Quarto de Bebê 1

Divisória com pallets

Checklist das Rotinas do Lar


Obrigada a todos que acompanham meus escritos aqui no blog.
Espero sinceramente que ele esteja de alguma maneira fazendo diferença na sua vida,
assim como faz na minha. Muitos corações e balões para ele e para nós!

19 de fevereiro de 2015

Desafio de Organização - o resultado e o meu depois

O post de hoje visa mostrar o meu home office mais organizado, como resultado do Desafio de Organização - Canto de Estudos, proposto pelo blog Vida Organizada. Um detalhe que não contei é que havia iniciado esta super faxina nas férias, em janeiro/2015, e então, agora estou só registrando um pouco do que estava feito e do que finalizei este mês. E o desafio de manter a organização continua...

Escrevendo um pouco sobre meu cantinho...


Geralmente o Home Office ocupa pequenos espaços em casa, integrando ambientes. Nem sempre é comum tem um cômodo só para ele, mas às vezes a casa pode ter este desenho também. Felizmente morar em casa tem destas vantagens, é possível dar um jeitinho para ser assim! Se tivesse que priorizar e escolher somente 3 coisas qual seria o mobiliário essencial e necessário para compor este ambiente?
  1. Mesa de trabalho para computador e afins.
  2. Móvel para guardar coleções, arquivos, objetos decorativos, suprimentos, etc e tal.
  3. Cadeira confortável.

Meu pequeno espaço mas tem mil e uma utilidades, entre elas:
  1. Gosto de ler e estudar no computador e/ou sentada na cadeira (por isso tenho duas, e minha mesa de cavaletes); 
  2. É aqui que pratico violino, então tenho todos meus apetrechos por perto - o violino na cômoda, pedestal, alguns motivos musicais na dekor, os livros nas estantes;
  3. Os arquivos estão quase todos centralizados aqui (dispostos na estante branca, no gaveteiro, na cômoda marfim e na mesa de trabalho) - com exceção das lembranças.

O que melhorei neste ambiente?


  1. Mudei a mesa de lugar, deixei ela mais livre (só com o notebook, porta-trecos, quadro de anotações, luminária, telefone,  caderno de entrada e material de referência) e com o gaveteiro mais perto;
  2. Retirei o mural de pallets e meu marido me ajudou a colocar mais um quadro na parede;
  3. Troquei a cadeira formiga pela modelo antigo (mais forte e resistente) que já usava antes;
  4. Instalei 2 prateleiras com mãos francesas antiguinhas em cima da cômoda (também com a ajuda do marido), algo que sempre já queria fazer. Dá pra guardar umas frescuras pois a estante prefiro deixar para os livros. O espaço ficou perfeito para isso!
  5. Optei por destacar as cores primárias nos detalhes da dekor trocando as cortinas no final do ano passado por blecaute vermelho, encapando o puff com tecido oxford amarelo e trazendo a cadeira de ferro azul pra cá no lugar da de balanço. Ficou bem básico e clean, e o legal é que os móveis são a maioria brancos, assim o espaço não parece tão pequeno.

 

Meu Canto de Estudos: o resultado e o meu depois

 






Meu Projeto de Organização do Home Office


Organizei o “conteúdo” do meu Home Office num projeto de organização, que nada mais é do que a organização dos meus arquivos pessoais. Tudo junto e reunido numa tabela, onde estão descritos o arquivo físico, conteúdo e localização. Parece tipo aquele documento que tem nas empresas "Matriz de Registros da ISO", quem é da área da qualidade vai entender bem, rs... Show de bola, pois isso dá uma organizada legal na bagunça, fica só o essencial mesmo, sem espaço para tralha, pois o que está ali foi analisado e considerado importante. O restante: direto pro lixo.



Trouxe as 12 caixas de arquivo para baixo na estante, pois estou utilizando mais elas do que a coleção de fotos (óbvio), que foi para cima, o que já comentei nos seguintes posts:

Como organizo meu arquivo musical
Como organizo minhas apostilas de cursos

E aí, gostaram do meu cantinho? Eu amo ele de paixão! Fiquei muito feliz em participar do desafio!

Finalizando o Projeto "52 objetos"

Há 1 ano iniciei o projeto dos 52 objetos que me gerou profundas reflexões. Caso você não tenha acompanhado esta minha saga, volte lá no primeiro post da série para entender melhor a ideia. Não consegui manter um objeto por semana, houve alguns momentos que falhei, e outros que postei mais de um na semana. Minha meta era encerrar no prazo de 12 meses, o que felizmente consegui!

Convidei algumas pessoas para participarem comigo, e obtive as mais diversas respostas, entre alguns silêncios. Talvez outros projetos mais importantes, talvez muito desapego das coisas, talvez sei lá. Eu mesma pensei no começo quais seriam os objetos da minha lista, como desapegada que sou iria juntar tanta coisa, e a escolha se manteve nos mais mais mais especiais.

A história dos 52 objetos me fizeram repensar na minha vida e no que tem realmente valor para mim. Muitas coisas destas são materiais, coisas de valor, mas se não as tiver também saberei viver e sobreviverei. Se tudo mudar, e os 52 objetos se forem, e restarem minhas lembranças, minha vida, meu presente, acho que também me bastará. Coisas novas ocuparão seu lugar. 

Não temo mudanças, não temo perder coisas que nunca tive, não temo novidades. Isto me entusiasma, me desafia, me deixa curiosa e mais feliz. Hoje estes 52 objetos são importantes, amanhã talvez não sejam mais. Não quero viver com medo do dia de amanhã, com medo de envelhecer, com medo da solidão, arrependendo-me de ter deixado de fazer as coisas que queria fazer. Lembrei-me daquela música Epitáfio, dos Titãs, do trecho que tem sentido para mim...

"Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais e até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração

Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier"

16 de fevereiro de 2015

Como organizo minhas apostilas de cursos

Enquanto cursava a faculdade de Secretariado e depois durante a pós em Administração, não via a hora de concluir tudo de uma vez, e imaginava que a partir dali não faria mais curso nenhum, aprenderia tudo de maneira autodidata. Já escrevi sobre isso aqui no blog. No entanto se tem algo que me deixa feliz é aprender coisas novas. Sempre gostei de estudar, isto faz parte de mim, não dá pra tirar, e é uma coisa boa, não considerando somente o estudo formal (curso, apostila, etc e tal).

Já tive medo de errar, de estudar "errado", mas hoje não encuco com isso não. Em muitas coisas não existe certo e errado, é importante primeiro conhecer e depois tirar as próprias conclusões. O medo nos priva de muitas realizações, nós mesmos e nossas crenças são nossos maiores limitadores. Como estudar e investir em cursos é algo que prezo bastante, de quebra acumulo muitas apostilas, tanto no mundo online como no offline, mesmo fazendo cursos em EAD.

Como organizo minhas apostilas de cursos

Aqui que entra o conteúdo das minhas caixas de arquivo, da número 6 a 12, que comecei a comentar quando escrevi sobre a organização do meu arquivo musical. Faculdade, pós e outros cursos, que como o arquivo musical, de tempos em tempos dou uma renovada, liberando espaço. Esse sistema já tem 5 anos, nem preciso dizer que está mais que aprovado. Se tem uma coisa que amei na minha graduação foi aprender a trabalhar com arquivos.

O material do Curso de Design de Interiores e alguns livros relacionados deixo junto à estante, e como a organização do material em apostilas ficou tão legal e charmosinho (com cara de organizado), pois já organizei enquanto fazia o curso, deixo um módulo só pra ele, e outros materiais afins. Somente os trabalhos que estavam em fichários excluí alguns que tenho em meio digital, e mantive somente os mais importantes em meio físico, o que já otimizou bastante o espaço. De dois fichários recheados transferi o que sobrou da faxina somente com uma pastinha com elásticos. Tenho todo o material do curso em meio digital, mas para estudar prefiro ter algumas partes no papel, e como já disse, para consultar depois também é prático muitas vezes, curto e utilizo, pois me localizo com facilidade.

  




Minha organização digital está mudando bastante ultimamente, pois estou fazendo algumas melhorias nela, então, merece um post exclusivo com este assunto. Em resumo, tenho uma pasta para cada curso, e dentro desta subdividido em mais pastas, para as disciplinas (conteúdos, atividades e trabalhos). Expliquei mais sobre isso esses dias. Material físico que estiver estudando no momento fica bem acessível na mesa de trabalho mesmo. E você, como se organiza com esses materiais? Deixe sua experiência nos comentários, tenho certeza que irá acrescentar muito!

14 de fevereiro de 2015

Como me organizo com os estudos em cursos à distância

Gosto muito de estudar, especialmente na modalidade à distância. Acho muito mais produtivo, desafiador, já falei sobre isso aqui no blog. O ensino EAD proporciona muitas oportunidades e liberdade de estudar de qualquer lugar, quando quiser, como quiser, no sentido de podemos escolher e definir melhor nossos horários, conforme nossa disponibilidade de tempo. Já pensou em fazer algo que sempre sonhou, mas cujo curso não está englobado no portfólio da universidade que existe na sua cidade?

Algo que pode ser visto como desvantagem, mas vejo como vantagem, é o cumprimento dos prazos das atividades e exercícios. Para darmos conta do recado, e concluirmos no tempo definido, precisamos nos organizar, pra valer mesmo. Sempre ouvimos que o ensino a distância requer disciplina e organização... todo estudo requer isso gente! No EAD só fica mais evidente e muitas vezes difícil "dar um jeitinho".

Se todo mundo não andar "na linha", discentes e docentes encararem o estudo EAD como um projeto de parceria, como a organização deve ser, fica ruim para ambos os lados. Professores sem ter o que avaliar se não há participação e comprometimento com as atividades propostas e alunos sem resultados. Acho que por isso que gosto disso: o EAD implica em muito comprometimento!

Esse lance de cumprir prazos quando se estuda em casa, pode ser perigoso, pois as distrações são imensas. Ler e estudar os materiais, realizar as atividades, aqui vale muito jogo de cintura para dançar conforme na música e não se perder no meio do caminho. Cada um deve encontrar o seu jeito, não existem fórmulas mágicas.

Como eu faço? Parte prática: tenho uma pasta dentro do notebook, com subpastas para cada disciplina. Ali faço o download do guia de estudo, e das orientações que vão sendo disponibilizadas no ambiente virtual. Depois imprimo o guia para ler, prefiro ter o material em mãos para aproveitar o tempo em momentos que não estou na frente do note. Assim que começo a me inteirar da disciplina, tento realizar as atividades propostas o quanto antes, pois o tempo corre, e quando percebemos já se foram os prazos. Quanto antes estiverem concluídas, melhor. Isto é algo que precisa se encaixar nas prioridades, senão vira uma bola de neve, e depois nem sei se dá pra resolver e como, pois ainda não me meti em algo assim ainda. Se os cursos que fiz são rápidos, com duração de até 1 ano, então, 12 meses passam voando. Se o docente for super organizado, já irá enviar para o ambiente virtual todas as atividades e prazos, então é só imprimir também para não se perder na jogada, e ficar de olho!

Como fica a interação com os colegas e professores? Algo totalmente frio, comunicação superficial, somente o básico e necessário, será? Quem já teve alguma boa experiência neste sentido, pode perceber que é possível e necessário interagir, para se tirar mais proveito do curso e construir novos conhecimentos, como desejado quando nos lançamos numa aventura como essa. Um fórum com participações comprometidas de todos e a mediação do professor é uma sala de aula incrível. Ouso até em dizer, que todos tem mais coragem de falar as coisas, é possível pensar e analisar melhor, e a oportunidade de se expressar é incentivada, basta fazê-lo.

Dá um trabalhão tanto para quem estuda como para quem está do outro lado (docentes, tutores, secretárias), mas francamente, é o que se espera ao dar vida a um objetivo como esse: novidades, sair da zona de conforto. Sentir-se incomodado e provocado a ler, estudar, aprender, reaprender, compartilhar, FAZER ACONTECER!

Duas instituições que recomendo são o Instituto Brasileiro de Design de Interiores (onde fiz o Curso Técnico em Design de Interiores e o Curso de Sketch-Up) e a UNIS - Centro Universitário de Minas Gerais (onde estou atualmente fazendo a pós em Educação aplicada à Performance Musical). Nada ver talvez, mas foi engraçado como conheci as duas: a primeira foi num grande outdoor nas beira da BR-101 (vislumbrei conhecer como seria, a princípio cheia de ressalvas), e a UNIS numa pesquisa no google (gostei muito do que li sobre ela, "investiguei" o que foi possível). Fui super na intuição, segura e determinada (nem sempre fui/sou assim), e não me arrependo.

O ensino à distância não substitui o presencial, cuja experiência também é edificante e cheia de vantagens. É uma ferramenta que está sendo mais explorada em cursos presenciais, e que todos deveriam experimentar ao menos uma vez na vida. Minhas experiências foram e estão sendo maravilhosas. Então, como uma apaixonada, não consigo ver defeitos/desvantagens.

12 de fevereiro de 2015

5 ideias para organizar a casa

A Meu Móvel de Madeira está com uma super promoção de móveis e decorações, com até 40% de desconto em alguns produtos! Muita coisa linda às vezes tenho colocado em alguns posts especiais aqui no blog, mas caso você já tenha seguido minha dica, feito sua lista de desejos no site, vai que encontre alguma coisa na promoção? É uma boa oportunidade, quem avisa amigo é, passa lá pra conferir! Vejam só 5 ideias para organizar a casa que espiei e garimpei para compartilhar com vocês...

1. Balcão 

  Um buffet para a sala de jantar nunca é demais para organizar as louças!

Balcão

  2. Cadeiras

Outro item interessante quando recebemos mais pessoas em casa são as cadeiras. Ter duas extras é uma boa pedida! Além do que podem servir de criado-mudo, cabideiro...

Cadeiras

  3. Caixa organizadora


 Caixa versátil para organizar diversos itens, de ferramentas a kit manicure, porque não?!.
 
Caixa organizadora

  4. Revisteiro

Revistas num bonito revisteiro sempre dão um ar de organização bem legal, que tal?!

Revisteiro

  5. Mesa Auxiliar

Mesa de apoio é outro item super legal para organizar qualquer cantinho, na sala, no office ou no quarto!

Mesa Auxiliar

Gostou das ideias? Vota na que você mais gostou! Sabe que eu sempre quero saber, né...

PS: O blog Transformando Espaços participa do Programa de Afiliados da Meu Móvel de Madeira

10 de fevereiro de 2015

Como organizo meu arquivo musical

Durante este mês estou participando do Desafio de Organização - Canto de Estudos, e por isso neste post irei explicar um pouco como organizo meu arquivo musical. Antes de começar, vale voltar no tempo, e ver como há anos atrás (em 2010) testei a organização dele no baú por alguns meses, antes de efetivamente trazer ele para o sistema que tenho hoje.

Piano e Baú

Arquivo Musical no Baú



Meu arquivo musical atualmente está arquivado junto às minhas 12 caixas de arquivo (meu limite!), as quais de vez em quando tento destralhar, como agora estou fazendo novamente. Este arquivo não contém somente materiais de música, nos próximos dias escreverei sobre como organizo minhas apostilas de cursos e os meus estudos em cursos EAD, então ficará mais claro e bem explicado meu sistema de organização.


Caixas de Arquivo - Arquivo Intermediário


Meu "sonho" sempre foi mergulhar na organização de um arquivo musical maior do que o meu, recheado de partituras de todos os tipos, onde pudesse fazer uma categorização mais ampla, de estilos musicais, e claro, de quebra quem sabe encontrar alguma peça interessante do meu agrado (rs...). No entanto ainda não tive esta oportunidade, organizei somente o meu arquivo pessoal.


Livros e Apostilas de Música


Livros e Apostilas de Música


O que contém meu arquivo musical:
  • Livros e Apostilas de: Técnica, Teoria Musical, Regência, Métodos específicos para instrumentos (teclado, piano, flauta, violão e violino) e materiais pessoais (elaborado para cursos).
  • Coleção de Partituras Musicais: partituras para piano e teclado, só com cifras, canto coral, etc, onde separei somente em dois estilos - popular e sacro.

Querendo ou não, muitas apostilas acabam servindo como material de referência, e já voltei a consultá-las algumas vezes. Na dúvida, e enquanto houver espaço, elas ficam ali, e de tempos e tempos, crio espaço para materiais novos. Como sei o que tem dentro de cada caixa? Utilizo índices, como esse, onde detalho o arquivo físico em questão, seu conteúdo e sua localização.

Livros e Apostilas de Música


Então, o que acabei fazendo? Havia tirado tudo das caixas de arquivo no final do ano passado, pois pensei que precisaria ter tudo a mão para consultar com mais facilidade este ano, no preparo das aulas de música e se caso voltasse a estudar piano, etc e tal. Quis organizar tudo nos módulos da estante, de maneira aberta. Só que não me adaptei dessa forma, ficou tudo junto e misturado, uma coisa estranha, parecia um aspecto desorganizado.

Como resolvi não retomar os estudos planejados no momento (piano) e percebi o quão legal a organização estava antes, com o material não visível aos olhos todos os dias, voltei o conteúdo das caixas de arquivo para seu devido lugar, reorganizando-os e aproveitando para descartar alguma coisa (sempre há o que descartar). Não consegui imaginar que materiais substituiria nas caixas, então, achei melhor assim. Até testei algumas trocas, mas como disse, simplesmente não funcionou.

Alguns livros de música deixo nas prateleiras como decoração, e algumas partituras musicais deixei em pastas com plásticos nos módulos, para organizar melhor posteriormente. Estas geralmente que acabo retomando mais vezes e utilizando mais. Ufa, por hora acredito que está bom assim!

3 de fevereiro de 2015

Desafio de Organização - a proposta e o meu antes

O blog Transformando Espaços está participando do desafio de organização do blog Vida Organizada, cujo espaço escolhido para o mês de fevereiro foi o Canto de Estudos.

Cada mês do ano terá um desafio diferente, num cantinho específico da casa. É uma forma de você se animar a organizar a casa aos poucos, também com as dicas que a Thaís dará no blog no decorrer do mês, e no final, ufa!, aos poucos teremos cantinhos mais organizados em nossa casa. Não precisa participar de todos, claro, mas vale escolher alguns e começar a organizar sem gastar nada (ou quase nada). Põe desafio nisso!

Veja as regrinhas do desafio aqui, onde ela explica bem certinho os detalhes para leitores e blogueiros que desejam participar. Dei um CtrlC pra vocês conferirem as regras:

"Para leitores:
  1. Inscreva-se no grupo Vida Organizada – Leitor no Facebook (obrigatório).
  2. Poste a foto do ambiente “Antes” no grupo, pedindo dicas (opcional). Use SEMPRE a hashtag #desafiodeorganizacaovo – do contrário, suas fotos não serão rastreadas para serem publicadas no blog.
  3. Pode postar fotos do ambiente ao longo do processo (opcional). Use SEMPRE a hashtag #desafiodeorganizacaovo – do contrário, suas fotos não serão rastreadas para serem publicadas no blog.
  4. Poste a foto do ambiente depois de organizado até no máximo o dia 25 de fevereiro (obrigatório). Use SEMPRE a hashtag #desafiodeorganizacaovo – do contrário, suas fotos não serão rastreadas para serem publicadas no blog."
Como planejava contar aqui no blog como reorganizei o meu meu novo home office, coisa que ainda não fiz desde que nos mudamos, resolvi embarcar nessa, e me animar a concluir o processo! Muita água rolou nestes últimos 9 meses e já testei algumas mudancinhas nele, pra variar (amo).

E aí, se animou? Vamos lá! Toda força pra você, pois estamos juntos nessa!

MEU ANTES




2 de fevereiro de 2015

Os 10 Mandamentos da Organização

Neste mundo caótico no qual vivemos, com tantas tarefas e projetos da casa, do trabalho e/ou dos estudos nos bombardeando de todos os lados, parece complicado priorizar. Tudo parece urgente, para ontem. Todos correm muitas vezes sem questionar o porquê, para simplesmente se sentirem ocupados, como todo mundo. Ficar um tempo sem estar conectado ao mundo virtual parece algo de outro mundo, não mais possível nos dias atuais. Sempre conectados, ligados, ativos.

É muito importante ter uma vida organizada, no entanto isto não é projeto para se realizar num dia, pois são necessárias atitudes de organização constantes todos os dias. Não se iluda pensando que chegará o dia no qual você dirá “pronto, agora estou organizada (o)!”. Organização é movimento e mudança, temos de acompanhar o progresso do mundo, para não ficarmos “obsoletos” em nossos sistemas. Não é algo pronto, mas uma busca que pode ser muito divertida, um desafio interessante para você exercitar ano após ano. Sem neuroses, porém mantendo o progresso que você já fez, e aperfeiçoando-se.

Não ter de se preocupar mais com a bagunça que estava sua vida antes, já é um grande motivo para viver feliz e com mais qualidade de vida, conseguindo se dedicar a outros projetos que você sempre estava adiando. Veja a seguir 10 dicas espertas que titulei como 10 mandamentos da organização, pois elas farão a diferença na sua vida!

1º mandamento da organização: Mantenha somente o essencial e necessário.


Pratique o desapego. Coisas que não são mais úteis precisam ser classificadas como descarte (lixo), doação ou conserto.

2º mandamento da organização: Pratique o consumo consciente.


Só compre se for para substituir algo ou o item se enquadrar na categoria “essencial e necessário”. Se conseguirmos viver mais com menos, teremos mais espaço disponível e a compra será algo planejado. Reutilize mais!

3º mandamento da organização: Tenha um lugar para cada coisa.


Cada “coisa” precisa ter o seu espaço específico e bem definido, e voltar sempre para este lugar.

4º mandamento da organização: Agrupe itens semelhantes.


Esta prática facilita a classificação e a localização das coisas que você precisa, pois itens semelhantes estarão próximos.

5º mandamento da organização: Identifique suas coisas e seus espaços.

A identificação com etiquetas e placas facilita muito a volta dos objetos para seu lugar de origem e a organização em todas as áreas, pois a manutenção depende muito dela.

6º mandamento da organização: Tenha o hábito de planejar, por escrito.


Seja num plano de ação bem elaborado ou numa simples lista de tarefas. Planejar é básico para fazer acontecer o que você deseja. Estabeleça metas e prazos para que as ações realmente aconteçam.


7º mandamento da organização: Realize e acompanhe seu planejamento.


Só a ação tirará seu planejamento do papel. Nem tudo dependerá exclusivamente de você, pois provavelmente precisará delegar algumas ações. Acompanhar é fundamental para elas não caírem no esquecimento. Se uma ação não acontecer por algum motivo, estabeleça novas ações!

8º mandamento da organização: Anote tudo que precisa fazer.


Não confie na memória, habitue-se a anotar tarefas, lembretes e compromissos, para liberar a mente, e organizar tudo depois, sem esquecer as coisas importantes.


9º mandamento da organização: Não seja procrastinador.


Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Não acumule itens que precisam de conserto ou projetos inacabados. Estabeleça prioridades e finalize seus projetos!

10º mandamento da organização: Encare a organização como um projeto de parcerias.


Ninguém é uma ilha e vive sozinho neste mundo, pois sempre compartilhamos espaços e projetos. Por mais pessoal que a organização seja e dependa em primeiro lugar mais de você do que de quem está a sua volta, a verdade é que ela só se mantém se for encarada como um projeto de parceria, com benefícios para todos.

Qual o segredo para colocar os mandamentos da organização em prática? Disciplina! Transforme aos poucos estes 10 mandamentos em 10 bons hábitos em sua vida! Encare cada dia como uma nova oportunidade para recomeçar e fazer o que é certo. Qualquer caminhada sempre começa com o primeiro passo, e continua com sucessivos passos, então que sejamos persistentes e não desistamos diante do primeiro obstáculo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!