Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 de setembro de 2014

Projeto 52 Objetos | Objeto 31 (Vaso de Conchas)

Projeto 52 Objetos | Objeto 31 (Vaso de Conchas)



Localização: Cozinha/Sala de Jantar

Número: 1

Origem: Presente.

Espaços se transformam também com arte, você não acha? Eu acredito muito nisso, e a criatividade de alguns artesãos é incrível, como a que fez este lindo vaso de conchas. Recebemos ele como lembrança no primeiro lugar onde meu marido trabalhou como pastor da IELB (Paróquia Evangélica Luterana do Redentor – Jaraguá do Sul/SC), depois do culto de despedida/cerimônia de desinstalação.

O arranjo de flores secas que estava dentro dele ficou feio com o passar do tempo, mas o vaso de conchas guardamos com muito carinho, e hoje ele serve como “porta-trecos” no aparador da cozinha/sala de jantar.

25 de setembro de 2014

Opções de estantes para armazenar livros

Aprecio estantes abertas como o melhor mobiliário para armazenar uma coleção de livros, pois apesar do pó, descarta-se a possibilidade dos livros ficarem com cheiro de mofo. Pense numa grande biblioteca, como estão os livros? Sempre acessíveis e dispostos em estantes abertas.

Quando se fala em estantes, elas podem ter inúmeras formas, desde as simples às mais estilosas, com design arrojado e diferencial. Madeira, aço, plástico, o material também varia muito. Depende do quanto você deseja e pode investir.

Segue uma palhinha de estantes maravilhosas da Meu Móvel de Madeira, para você sonhar e imaginar elas organizando livros, objetos decorativos e coleções no seu escritório ou home office...

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

 Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Opções de estantes para armazenar livros

Qual você mais gostou? Registra nos comentários!


PS: O blog Transformando Espaços participa do Programa de Afiliados da Meu Móvel de Madeira

23 de setembro de 2014

10 coisas para fazer na primavera

Primavera, minha estação preferida! Nem muito quente ainda, dando bye-bye pro frio.
O que fazer nessa época do ano? Algumas dicas... 

10 coisas para fazer na primavera

1 | Sair para caminhar e sentir o cheirinho das flores no ar.

2 | Fazer a manutenção na organização do guarda-roupa/closet.

3 | Fazer um piquenique.

4 | Admirar jardins floridos.

5 | Aprender a mexer com jardinagem.

6 | Testar novas receitas.

7 | Comer as frutas da estação.

8 | Mudar a decoração da casa.

9 | Limpar os tapetes.

10 | Apreciar o entardecer, já que os dias vão ficando mais longos....


E aí, se inspirou para fazer a sua lista?

19 de setembro de 2014

Projeto 52 Objetos | Objeto 30 (Cristaleira)

Projeto 52 Objetos | Objeto 30 (Cristaleira)

Localização: Cozinha/ Sala de Jantar.

Número: 1.

Origem: herança do vovô paterno.

Estava prestes e louca para comprar um armário buffet, aparador ou cristaleira, algo no qual pudesse guardar organizadamente o jogo de louças, talheres e apetrechos afins que vão a mesa para servir. Namorei diversos modelos por muito tempo e me arrependia amargamente por não ter aceitado o presente que meu pai (in memoriam), desejava me dar e incentivou que levasse comigo quando casei.

Era esta cristaleira, a qual bem antigamente ficava no meu quarto de brincar, e eu enchia com minhas bagunças de criança. Besteira minha, sim. Quando minha mãe resolveu morar conosco, um pouco antes do meu primeiro filho nascer, ela o trouxe junto na sua mudança, e então o meu dilema se resolveu. Tivemos de “integrar nossos itens de cozinha”, mas no final o espaço foi se definindo, e hoje fico feliz por ter adiado a compra de um item desse tipo, pois este tem muito mais valor sentimental para mim do que um móvel novo teria.

18 de setembro de 2014

Como organizar seus livros pessoais

| Soluções fáceis para organizarmos nossas pequenas e/ou médias coleções e dicas para mantê-las em ordem.

Como organizar seus livros pessoais

Uma biblioteca é organizada segundo normas técnicas, segue uma metodologia mais criteriosa, cujo trabalho é coordenado por uma bibliotecária, que possui conhecimentos específicos para tal. Admiro a organização deste ambiente, pois com as ferramentas de pesquisa disponibilizadas conseguimos localizar facilmente o livro que pretendemos ter acesso.

Se desejássemos aplicar essa metodologia em nossa biblioteca particular provavelmente não conseguiríamos tal perfeição, sem o auxílio desta profissional. Por maior que seja nossa coleção, nem seria necessário, pois não chegaria à proporção de uma grande biblioteca. Organizar com o auxílio dela até que seria possível, mas para manter a coleção impecável como numa biblioteca seria um capítulo a parte, pois isto envolve o trabalho de mais profissionais...

O que pretendo com esta grande introdução sobre organização de livros? Abordar soluções mais fáceis para organizarmos nossas pequenas e/ou médias coleções e dar dicas para mantê-las em ordem. 


Um jeito fácil de organizar nossa coleção

Podemos começar verificando que tipo de livro colecionamos: histórias de ficção, literatura brasileira, psicologia, idiomas, relacionados a nossa profissão, e assim por diante. Faça uma lista de assuntos e separe os livros em cada categoria específica.

Assim teremos uma noção da quantidade de livros que temos para organizar no espaço disponível, aproveitando para já analisar se todos serão mantidos, ou se não poderíamos separar alguns para doação a alguma instituição.


Se os livros já foram separados por categorias e dispostos nas estantes desta forma, não deixe de identificar cada espaço com seu assunto. Assim facilita saber que os livros de Design de Interiores estão nesta prateleira, os de Culinária naquela outra, por exemplo. Uma vez feita a classificação, identificado o espaço, se algum livro for utilizado para consulta, você saberá para onde ele deve voltar depois.

Como manter seus livros em ordem?

Materiais usados se espalham, especialmente livros, pela mesa de trabalho, no criado-mudo do quarto, no armário da cozinha... não se desespere acreditando que não leva jeito para manter tudo organizado! Isto é normal, sem neuras. Deixar algo fora do lugar não é o fim do mundo, mas não usemos este consolo como desculpa para mantermos uma bagunça nada sadia em nosso espaço, certo? Tire um tempo para por de volta no lugar. Esta dica vale para tudo! Não é só a estante organizada que irá agradecer, você mesma se sentirá mais tranquila e produtiva ao admirá-la, e esta sensação, de ter as coisas sob controle, é compensador. Agilidade na localização de qualquer coisa em casa e no trabalho está diretamente relacionado a um espaço organizado!

Mais alternativas para organizar 

Poderia sugerir a elaboração de um índice da coleção dos livros, com os títulos/autores que possui cada categoria, mas isto já tornaria a organização um pouco mais complexa e trabalhosa. É uma ideia interessante para quem possui uma coleção maior. A localização poderia ser dentro de num arquivo (planilha eletrônica) no computador. Manter um controle de empréstimo de livros numa planilha eletrônica também é legal, se você tem o hábito de fazer isso, e depois acaba esquecendo com que amigo está tal livro que está procurando há tempos e não encontra mais.

Na segunda parte desta conversa sobre organização de livros trarei sugestões de mobiliário para armazená-los, aguardem!

12 de setembro de 2014

Projeto 52 Objetos | Objeto 29 (Jogo de Panelas)

Projeto 52 Objetos | Objeto 29 (Jogo de Panelas)
 
Localização: Mesa de Apoio.

Número: 6.

Origem: presente.

Não tinha nenhuma experiência com cozinha quando me casei, nem eu nem ele! Imagine o caos nos primeiros anos de casados, quantas tentativas frustradas! Não gostava de cozinhas grandes, e todo mundo em volta, pra “fiscalizar” como era feito tudo por ali. Sonhava com cozinhas mini, só eu, minhas panelas e mais ninguém. Alguma coisa boa sairia, mas precisava ficar sozinha, me concentrar!

Porém com a prática e os erros a gente aprende, no meu caso eu, por que meu marido foge da cozinha e das panelas. Criou um amorzinho pela churrasqueira, e só. Então, não cheguei queimar nenhuma panela, mas minha motivação por fazer novas sopas, molhos e outros pratos diferenciados aumentou quando ganhei da mamãe minha coleção de panelas da Tramontina! Ah, e como! Adoro elas, especialmente o que resulta das misturas que invento e jogo nelas!

5 de setembro de 2014

Projeto 52 Objetos | Objeto 28 (Jogo de Louças)

Projeto 52 Objetos | Objeto 28 (Jogo de Louças)

Localização: Cristaleira.

Número: depende do item.

Origem: comprado.

Foi muito legal o dia no qual adquirimos o nosso jogo de jantar: era um dia dos namorados, fomos às compras e depois saboreamos um delicioso café colonial na cidade mais alemã do Brasil (Pomerode/SC). Já estávamos adiando essa compra alguns longos 8 anos de casados, nos virando com o que tínhamos, mas a gente estava super afim de renovar a mesa e o jeito de servir! Felizmente tivemos uma “consultoria” muito joia e personalizada do vendedor, que nos deixou seguros da mais nova aquisição.

O jogo de jantar é composto de: tem 12 pratos rasos, 6 pratos fundos, 6 tigelas de sobremesa maiores, 6 tigelinhas menores, 6 itens do jogo de café, 8 pratos de lanche, 2 tigelas (uma para sopa mais funda e outra menor), uma forma pequena e o faqueiro da Brinox. Toda louça é branca, Porcelana Schmidt, e alguns itens são pretos, como o jogo americano. Fica um preto e branco bem lindo na hora de arrumar a mesa! O que fizemos com nosso “jogo” antigo e velhinho? Desapegamos e doamos, pois ficar com coisinhas demais não está com nada! Hábito há tempos já incorporado na nossa vida...

4 de setembro de 2014

Sobre ser autodidata na vida

| Como ser autodidata nos estudos e nas aprendizagens da vida? Será que vale mesmo a pena?  É fundamental? Confira neste post a decisão e impressão da Edeltraut sobre Ser autodidata na vida!
 
Sobre ser autodidata na vida

Quando estava fazendo minha pós em Administração Estratégica de Negócios, durante uma das aulas eu viajei legal, pois tem certas aulas que são muito chatas, ou aqueles dias que você não acordou no sábado de manhã com vontade de ir pra faculdade... pois bem, me imaginei com um bom livro, sentada numa cadeira confortável, apoiando os pés num pequeno puff, num cantinho bem iluminado da casa, seja com luz do sol ou de uma bela luminária, mergulhada numa profunda reflexão sobre algum tema específico que eu desejava muito aprender mais. Sozinha, em silêncio, sem interrupções. Aquilo sim seria um ambiente propício para uma boa aprendizagem!

Lindo sonho, não? Na realidade poderia usar este ambiente a hora que quisesse, apenas precisava posicionar a cadeira de balanço num local iluminado, e ter a iniciativa de começar a estudar daquela forma, autodidata. Não que seja demasiadamente egoísta e individualista, e tenha fobia de interação social, mas detesto ter de ficar 4 horas seguidas dentro de uma sala, mesmo quando não estou afim, e cumprir horário desta forma para fazer as coisas. Sem contar o tempo perdido com deslocamento, lá se vão mais algumas horas às vezes.

Depois que tive minha primeira experiência com curso à distância, vai ser difícil querer passar pela experiência de curso presencial longo novamente. É incomparavelmente melhor! Claro que exige muito mais dedicação e disciplina, mas foi nesse momento que aprendi verdadeiramente o que é ser autodidata. E também a reconhecer mais uma vez que nossos mestres apenas apontam o caminho, quem deve trilhá-lo somos nós, assumindo os obstáculos e dificuldades que encontrarmos, e os resultados de nosso esforço e estudo.

Ser autodidata tem tudo a ver com estudar com paixão, curiosidade e persistência, algo que já comentei noutro dia. Quando você quiser aprender uma coisa nova, não duvide tanto de você. Não tenha medo de fazer errado, não seja tão perfeccionista. Outra palavra muito importante é superação. Supere-se a si mesmo, surpreenda-se e siga seus estudos e aprendizagem com coragem. Pense no desconhecido como algo novo, não difícil, pois difícil é algo tão difícil... novo é mais instigador, mais interessante, mais desafiador.

❤ GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!