3 de dezembro de 2013

Sobre a Revista Nécessaire

Conheci a Revista Nécessaire num Salão de Beleza, e ela logo me chamou atenção pela qualidade do material e excelente conteúdo. Imediatamente pensei “Essa seria uma boa oportunidade de compartilhar um artigo de organização!”. No entanto, demorei alguns meses para fazer contato, sei lá o porquê, as coisas tem sua hora certa de acontecer.

Escrevi a primeira matéria sobre Organização de Brinquedos, depois conquistei o espaço da coluna Vida em Ordem, onde bimestralmente tem algum assunto interessante relacionado à organização.

No entanto, minha curiosidade sobre alguns aspectos da revista continuaram, por isso tive a ideia de fazer uma entrevista com a Diretora de Redação, Suellen Mengatto, esclarecendo algumas dúvidas que tinha. Ela, psicóloga, juntamente com seu esposo Diego dos Santos, Diretor Geral da Revista, coordenam este trabalho. Vamos conferir o que ela tem a nos dizer?

TE: Onde buscaram inspiração ou referência ao criar a revista?


Suellen: Quando a Nécessaire foi projetada, tínhamos como objetivo atingir o público feminino em função deste ser um público especialmente sensível a este produto em especial. Agora, como referência tivemos o olhar das próprias mulheres da região. Tudo começou com uma pesquisa de campo para identificação das necessidades do público alvo: lançamos uma promoção na internet onde as mulheres que participavam da pesquisa concorriam a diversos prêmios de alto custo. Mas isto não nos eximiu do trabalho árduo de ir às ruas coletar informações com o nosso público alvo e promover a campanha que estava na internet. Após atingirmos um número considerável de pesquisas e premiarmos as participantes, utilizamos os resultados da pesquisa como base para elaboração do nosso produto. É claro que a Revista Nécessaire vem mudando com o tempo a fim de agradar um público cada vez maior e satisfazer as necessidades mutantes da mulher moderna, mas sempre com o objetivo de aperfeiçoamento.

TE: Qual é a história do nome da revista, porque Nécessaire?


Suellen: Foi muito difícil escolher um nome para a revista, difícil até mesmo encontrar opções que não fossem clichês ou que estivessem legalmente em uso. Por isso escolhemos os nomes mais interessantes e colocamos em votação na pesquisa de levantamento de dados. A pesquisa definiu tudo, do nome, conteúdo ao tamanho da revista. Agora a palavra Nécessaire demorou a aparecer, surgiu da ideia de elencar nomes de objetos indispensáveis para a mulher, a primeira coisa que veio na minha cabeça foi a nécessaire dentro da bolsa. O nome foi ficando como um dos preferidos até vencer a eleição. Quando a revista completou um ano, criamos uma identidade para o evento de aniversário chamada “Nécessaire Affaires”, sob o slogan “Nécessaire quer dizer negócios e negócios significa affaires”. Foi inevitável, o nome pegou e atrelamos o Affaires, por isso a revista hoje chama-se Nécessaire Affaires. 

TE: Sendo a Nécessaire uma revista de distribuição gratuita, como aconteceu a estruturação da publicidade? A ideia é mantê-la desta forma, sempre firmando novas parcerias?

Suellen: A publicidade foi estruturada através da busca de parcerias que topassem participar do negócio, atividade que é mantida até hoje e sempre será realizada. A ideia é mantê-la sempre desta forma, firmando novas parcerias e fortalecendo as atuais.

TE: Como se formou a equipe de colunistas? 

Suellen: Começamos com a ajuda de amigos e família. As primeiras pessoas que nos apoiaram desde o início da revista já iniciaram como colunistas e permanecem até hoje, além, é claro, do nosso jornalista. Trata-se de pessoas de muito potencial, especialistas ou com extrema afinidade em relação a assuntos específicos que tiveram o seu material aprovadíssimo desde o início. São elas: Karoline Santos (colunista de negócios e destinos), Sabrina Coelho (colunista de moda e maquiagem), Allison Zilio (colunista de fitness) e Welingtton Mengatto (jornalista). 

Com o tempo e o reconhecimento da revista no mercado, recebemos mensalmente a indicação e os contatos de diversos profissionais interessados em escrever. Ficamos muito felizes em saber que temos leitores especializados interessados em contribuir com o conteúdo oferecido pela revista. Para tanto, avaliamos constantemente o currículo, relevância do tema e a qualidade da produção textual destes candidatos. O colunista aprovado é enquadrado no layout e conteúdo da revista assim que a vaga torna-se disponível e a partir deste momento torna-se mais um parceiro Nécessaire. Foi assim que a esta pessoa supercompetente A EDELTRAUT, tornou-se nossa colunista! =)


Hoje contamos com um total de 10 colunistas, que produzem ente 16 e 19 matérias por edição, todas avaliadas com muito carinho e foco nos interesses da mulher moderna.

TE: Quem é considerado colaborador da revista?

Suellen: Todos que contribuem para a sua estruturação, desde nossos colunistas, jornalistas e artistas do layout até nossos parceiros. Juntos, são imprescindíveis para a estruturação de um material de qualidade e conteúdo. 

Muito obrigada Suellen, por compartilhar um pouco da história da revista no blog Transformando Espaços, e sucesso para este casal empreendedor, juntamente com toda Equipe Nécessaire Affaires!

NécessaireAffaires

Site
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!