TRAILER TRANSFORMANDO ESPAÇOS | dicas de organização, decoração e produtividade!

5 de dezembro de 2013

Nossa Árvore de Natal

Quando era criança, lembro-me que o Pinheirinho de Natal era trazido para dentro de casa na véspera, dia 24 de dezembro, para ficar lindo e viçoso para o Natal. A gente nem conseguia tirar as bolinhas, pois nos espetávamos com os galhos pontudos e cortantes, a árvore era natural, de verdade!

Nos primeiros 6 anos de nossa nova família (Jackson e eu), usávamos o pinheirinho natural. Desde 2007 temos o artificial, menorzinho, mas recheado de enfeites. Acreditem se quiser, mas usamos as mesmas bolinhas e as correntes com instrumentos musicais por todos esses 13 anos! Só troquei os laços, pois os outros ficaram feinhos, e compramos mais bolinhas para ficar mais cheinho, há alguns anos atrás. E alguns enfeites foram sendo integrados ano a ano, lembrando momentos e pessoas especiais, coisinhas lindinhas que ganhei e adoro colocar na árvore ano após ano.

Nossa árvore de Natal está num cantinho da sala há mais ou menos 2 semanas. Foi muito emocionante fazer isto desta vez juntamente com nosso filho, que alegremente ajudou a colocar os enfeites no pinheirinho, e vibrava quando conseguia!



Não quis escrever nada logo sobre o Natal, para ao menos por aqui esperar a chegada do Advento e refletir um pouco sobre a data. Parece que Natal tem de ter árvore, decoração especial, ceia, presentes, senão não é Natal. Além de ser uma das maiores festas cristãs, o Natal se tornou uma grande festa comercial, que promove o consumismo e tira o foco do verdadeiro aniversariante. Ah, o Papai Noel também não pode faltar! Às vezes ele é o centro das atenções no Natal!

Aqui em casa não temos enfeites de Papai Noel, pois não acreditamos ser ele o verdadeiro espírito do Natal. A história que envolve esse velhinho até pode ser bem bonita, é ele o cara que traz os presentes para as crianças na véspera do Natal, mas O Cara que veio para trazer um presente muito maior para toda a humanidade não é ele não.

Infelizmente esse Cara, que é real e não uma lenda, Jesus, fica esquecido em muitos lares, e até nos lares cristãos muitas vezes... ele não obriga ninguém a crer nele. Ele somente convida, através das pessoas, simples seres humanos e mortais.

Nosso pequeno Guilherme com seus quase 2 anos não fala muitas coisas ainda, mas fico muito feliz e emocionada quando ele diz Jesus, do seu jeitinho. Conversamos com ele sobre várias coisas, mas ele só repete o que quer e acha importante.

Com 1 ano ensinamos para ele que aquela árvore cheia de luzes coloridas é a árvore de Jesus. Pois é para Ele que celebramos o nosso Natal, e é ele o centro de todas as comemorações deste período. Ele entendeu a nossa mensagem. Quando encaramos as comemorações natalinas com este foco, tudo tem um significado muito mais especial...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!