11 de novembro de 2013

Estratégia para Desapegar 2

Difícil inventar uma nova ideia, que já não exista em algum lugar deste imenso mundo... acho que esta nem é mais minha pretensão, somente incrementar as ideias que pretendo executar, do meu jeito, by Edel.

Ideia que talvez tenha muitas outras versões por aí, lindas, maravilhosas, personalizadas, porque cada pessoa é única e especial. Refiro-me tanto a assuntos de decoração como de organização.

Apesar de sempre ter me considerado uma pessoa organizada, a gente cresce, amadurece, e essa qualidade vai sendo aperfeiçoada. Ficamos cada vez mais viciados naquilo que gostamos, no bom sentido.

Tem muitas pessoas incríveis fazendo a diferença neste nosso mundo. Passei a admirar muito a Thais Godinho, que escreve no Vida Organizada. Conheço blog dela há bem mais tempo, mas me deparei com ele numa outra fase da minha vida, uns 3 ou 4 anos atrás, não lembro bem, onde tudo estava muito corrido, estudo, trabalho, casa, marido, projetos, e eu estava muito ansiosa por colocar em prática novas ideias de organização em todas as áreas da minha vida. Assim, minha passada por lá foi muito rápida, pois minha intenção era descobrir mais e mais sobre o assunto, ver o que já existia na internet sobre ele.

Hoje, com a vida mais organizada (risos), comecei recentemente a pesquisar mais sua trajetória,  perceber como o foco dela é essencialmente organização, e como ela evoluiu nessa sua caminhada. Achei muito legal sua história. Para quem não tiver quiser ler, neste vídeo ela conta de forma clara e objetiva um pouco sobre a história do seu blog.

Aproveitei para citar esta referência aqui, com mais detalhes, pois seu post Um conto sobre o que guardamos me fez refletir sobre uma possível segunda estratégia para desapegar, simples assim:

Guarde as lembranças, a história das coisas e não necessariamente as coisas em si...

Pois as coisas que guardamos nos remetem a lembranças, de bons e às vezes difíceis momentos, que pertencem somente a nós mesmos. Assim, mesmo ao nos desapegarmos dessas coisas através do descarte ou da doação, elas permanecerão em nossa vida através das lembranças.

É preciso paciência sim, para tornar isso algo mais fácil e natural e não tão cheio de drama. Vale refletir sobre isso, tentar praticar, e auxiliar as pessoas apegadas à coisas a fazer o mesmo...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!