TRAILER TRANSFORMANDO ESPAÇOS | dicas de organização, decoração e produtividade!

9 de maio de 2013

A nave-mãe

A nave é lançada para a exploração do espaço. O ser humano quer conhecer mais sobre si mesmo e o mundo onde vive. Depois de algum tempo de viagem chega a grande hora: ele deve sair da já tão conhecida nave para novas experiências. Cautelosamente sai do ambiente familiar para outro bem diferente - o espaço infinito - onde se sente tão pequeno e inseguro como se fosse apenas um grão de areia. Para sua sobrevivência, precisa estar o tempo todo ligado a sua nave. Ela vai lhe garantir sua saúde física e psicológica - vai lhe alimentar, instruir, proteger, agasalhar... O astronauta sabe que sem a nave irá morrer.

É interessante como a figura do astronauta tem muito a ver com a criança logo após seu nascimento. Para a pequena criatura, o nascimento em si já é um sofrimento. São muitas as mudanças às quais ela precisa se acostumar: as variações da temperatura, a fome, os novos ruídos (e também os barulhos intensos), a luz, sensações táteis. Todas estas novidades vão custar desconforto e, às vezes, medo à criança. Quem tem condições de tirar este desconforto rapidamente é a mãe. Ela é, nesse momento, quem pode trazer de volta aquilo que o bebê já conhece: sua voz, as batidas do seu coração, o calor e a sensação de estar alimentado.

Pensando em todos esses fatores, temos certeza da importância de mãe e filho permanecerem o maior tempo possível juntos depois do parto. O carinho da mãe, seu contato físico, o contato do olhar e a conversa com o bebê logo no início vão desenvolver nele a chamada "confiança básica", importante para sua saúde física e psicológica.

À medida que a dupla - mãe e filho - se conhece, vai se desenvolvendo uma comunicação satisfatória entre eles e isto torna o relacionamento gratificante - as necessidades de ambos passam a ser atendidas.

Lembremos que um bebê seguro e feliz será a base para um adulto equilibrado e feliz.

Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele. 
Provérbios 22.6

Fonte: À mamãe com carinho!, Editora Sinodal
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GOSTOU DESTE CONTEÚDO? COMPARTILHE!